Sul-Americana

Um mapa com todos os finalistas da Copa Sul-Americana e dos outros antigos torneios secundários da Conmebol

Confira um mapa interativo com os campeões de Sul-Americana, Supercopa, Copa Conmebol, Copa Mercosul, Copa Merconorte e Copa dos Ganhadores de Copas

A Copa Sul-Americana ofereceu uma continuidade inédita na Conmebol. Nunca um torneio secundário tinha durado tanto no continente. Várias competições tiveram vida curta, sobretudo nos anos 1990, mas a “Sula” chega a duas décadas como um certame estável na América do Sul. A relevância por muitas vezes foi questionada e alguns brasileiros deram de ombros ao troféu. A valorização, todavia, se tornou gradual e consagrou também equipes que merecem ser lembradas como históricas na região.

A primeira tentativa da Conmebol em criar um torneio secundário na América do Sul foi efêmera: a Copa dos Ganhadores de Copas, inspirada na Recopa Europeia, que teve sua única edição realizada em 1970. O calendário só aumentou mesmo em 1988, ano do surgimento da Supercopa da Libertadores, um campeonato que todas as temporadas reunia os clubes que já tinham levantado a taça da Libertadores desde 1960 e oferecia diversos confrontos de camisas pesadas.

Na esteira, a Copa Conmebol ganhou forma em 1992 como uma espécie de “Copa da Uefa”, para abarcar os times que foram bem em suas ligas nacionais, mas não o suficiente para entrar em versões bem mais enxutas da Libertadores. Tal certame era prestigiado sobretudo pelos excluídos da Supercopa – os times que nunca tinham conseguido levar a Libertadores para entrar no “clubinho”. E o inchaço do calendário chegou ao ápice com Copa Ouro, Copa Masters e Supercopa Masters – outros torneios de vida curta que basicamente ampliavam a lista de compromissos dos campeões dessas copas secundárias.

O apelo se perdeu no fim dos anos 1990, quando a Conmebol dividiu o continente em dois, para a Copa Mercosul e a Copa Merconorte. As experiências não foram tão frutíferas assim, apesar de edições marcantes. E a chegada da Copa Sul-Americana em 2002 se prendia ao interesse da TV na Argentina, para contar também com uma competição continental no segundo semestre, enquanto a Libertadores se concentrava na primeira metade do ano. Depois de tantas mudanças de formato e até mesmo adição de países participantes, a Sula se consolidou como o caminho dos sonhos para clubes ascendentes. Apesar do inchaço dos torneios sul-americanos no geral, traz algumas boas histórias.

Abaixo, elaboramos um mapa com os clubes que já foram campeões e vices dessas competições secundárias da Conmebol – Copa dos Ganhadores de Copas, Supercopa da Libertadores, Copa Conmebol, Copa Mercosul, Copa Merconorte e Copa Sul-Americana. Ficam de fora a Recopa Sul-Americana e os torneios que basicamente reuniam os antigos campeões dessas copas secundárias, como a Copa Masters. Alguns escudos estão sobrepostos, então é preciso aproximar o zoom para visualizar melhor. O painel à esquerda ajuda na navegação.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo