Copa América 2024

Chile exige suspensão de árbitro e faz fortes reclamações após queda na Copa América

A seleção do Chile enviou uma reclamação formal à Conmebol contestando as decisões da arbitragem na Copa América

Eliminado na fase de grupos da Copa América, o Chile exigiu a suspensão do árbitro que apitou seu último jogo e fez fortes reclamações direcionadas à Conmebol.

Segundo o The Athletic, a Federação Chilena de Futebol (FCF) pontuou seu “mais profundo aborrecimento e consternações” em relação às decisões da arbitragem no empate por 0 a 0 com o Canadá.

O resultado no último sábado (29), no Exploria Stadium, em Orlando, sacramentou a queda de La Roja na primeira fase da competição. Pour outro lado, os canadenses se classificaram às quartas de final da Copa América 2024.

Como parte da nota de repúdio, a seleção chilena pediu a suspensão de Wilmar Roldan – homem do apito na 3ª rodada do Grupo A do torneio. Só que as reclamações não pararam por aí.

La Roja levantou dúvidas sobre as atuações dos árbitros em seus três jogos na Copa América. A carta da federação listou exemplos do que chamaram de “decisões questionáveis”, incluindo as partidas contra Peru e Argentina.

As ações da arbitragem nesses dois jogos “prejudicaram diretamente a participação do Chile e sua continuidade na Copa América 2024”, argumenta a FCF.

Vale lembrar que La Roja perdeu para os argentinos por 1 a 0 e empatou sem gols com os peruanos.

As reclamações do Chile na Copa América

A principal crítica da seleção chilena se baseia na “falta de imparcialidade” demonstrada por Roldan e os demais árbitros das duas primeiras rodadas da competição.

Mais do que isso, La Roja se referiu a jogos anteriores apitados pelo árbitro colombiano e sua “absoluta falta de imparcialidade”. O Chile aponta que sua única vitória em nove jogos com Wilmar Roldan comprovam isso.

A Federação Chilena de Futebol exigiu à Conmebol que o árbitro “seja sancionado com suspensão indefinida e definitiva, e/ou, na sua falta, com a sanção máxima aplicável”.

Entre os requisitos, La Roja também pediu cópias dos áudios do VAR de toda a partida contra a seleção canadense. Parte desses áudios já foi divulgado pela mídia do país, o que levantou novas questões sobre a arbitragem.

A FCF não concordou com a expulsão de Gabriel Suazo aos 27 minutos do 1º tempo da partida contra o Canadá, o que fez o Chile jogar com 10 jogadores pelo resto da decisão de seu futuro na Copa América.

Entretanto, a maior decepção dos chilenos diz respeito a não expulsão Moise Bombito, que deu uma cotovelada no queixo de Echeverría.

Nesse lance, o árbitro colombiano nada aplicou e sequer foi chamado pelo VAR para investigar uma possível agressão do jogador da seleção do Canadá.

Após a eliminação de La Roja na Copa América 2024, os organizadores do torneio admitiram que foi um erro de arbitragem não expulsar Bombito.

Essa foi a primeira vez em décadas que a seleção chilena foi eliminada ainda na fase de grupos do torneio. Por outro lado, o Canadá – que faz sua estreia na Copa América – garante pela primeira vez sua vaga no mata-mata.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus CristianiniRedator

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo