Ásia/Oceania

Primeiro clássico do novo Sauditão não decepciona, e Mitrovic comanda virada absurda do Al-Hilal

Ainda sem Neymar, Al-Hilal conta com três gols do sérvio Mitrovic para vencer o Al-Ittihad de virada em partida de sete gols

O primeiro clássico do Campeonato Saudita 2023/24 não decepcionou. Na abertura da quinta rodada da competição, nesta sexta-feira (1), o Al-Hilal venceu o rival Al-Ittihad por 4 a 3 com uma virada absurda. Depois de sair para o intervalo com um placar adverso de 3 a 1, o time comandado por Jorge Jesus contou com uma grande performance do atacante Aleksandar Mitrovic, marcou três vezes na segunda etapa e conquistou um grande triunfo para assumir momentaneamente a liderança do ‘Sauditão'.

No estádio Cidade dos Esportes Rei Abdullah, em Jidá, o brasileiro Romarinho, ex-Corinthians, abriu o placar para o Al-Ittihad, mas Mitrovic deixou tudo igual logo na sequência. Antes do intervalo, o francês Karim Benzema e o marroquino Abderrazak Hamdallah colocaram os mandantes com uma vantagem de dois gols, mas os visitantes reagiram na segunda metade do confronto e, com dois de Mitrovic e um de Salem Al-Dawsari, conseguiram uma enorme virada.

O clássico foi o primeiro embate entre duas das quatro equipes assumidas pelo Fundo de Investimentos Públicos da Arábia Saudita nesta temporada. O Al-Ittihad contou com N'Golo Kanté e Benzema entre os titulares, além dos brasileiros Marcelo Grohe, Romarinho, Igor Coronado e Fabinho, ex-Liverpool. Já o Al-Hilal iniciou a partida com Bono, Koulibaly, Rúben Neves, Milinkovic-Savic, Malcom e Mitrovic, enquanto Michael, ex-Flamengo, entrou no segundo tempo.

Festival de chances e gols

As muitas contratações de peso por clubes sauditas nesta janela de transferências eram uma promessa de muitos gols no Campeonato Saudita. Afinal, craques que eram destaques nas principais competições do planeta agora enfrentam defesas precárias e de um nível muito inferior. A promessa parece estar se tornando realidade, pelo menos por enquanto.

O começo do clássico entre Al-Ittihad e Al-Hilal foi de festa com sinalizadores dos torcedores do time aurinegro, o fez o árbitro paralisar a partida em dois momentos pela fumaça que impedia uma boa visibilidade do campo. Quando a bola rolou, os mandantes mostraram que entraram mais ligados. Aos 15 minutos, Fabinho roubou a bola perto do campo de ataque, trocou passes com Benzema e deixou com Hamdallah, que viu Romarinho entrando na área em velocidade. O meia-atacante brasileiro recebeu grande enfiada de bola do marroquino e chutou colocado de primeira para abrir o placar. A bola ainda tocou no pé do goleiro Bono e, se não fosse o desvio, provavelmente não terminaria no fundo da rede.

O Al-Hilal pouco apresentava, mas conseguiu responder rapidamente. Aos 19 minutos, Aleksandar Mitrovic recebeu cruzamento da direita de Abdulhamid dentro da área e, de primeira, arriscou um voleio colocado. O sérvio foi muito feliz na finalização, mandando a bola no ângulo esquerdo de Marcelo Grohe, que nada pode fazer para evitar o empate.

Antes de voltar a estar em vantagem no marcador, o Al-Ittihad desperdiçou boas oportunidades. Hamdallah foi quem teve a melhor delas ao receber belo lançamento de Igor Coronado e ficar de frente com o goleiro Bono, mas mandou para fora ao chutar com a parte externa do pé direito. O gol perdido não fez tanta diferença, já que Karim Benzema anotou um lindo tento de calcanhar aos 37 minutos, depois de bela jogada coletiva pela esquerda e cruzamento rasteiro de Bamsaud para a pequena área.

O Al-Hilal poderia ter tido uma missão mais fácil na segunda etapa se não fosse um erro tremendo de Milinkovic-Savic. O meia recuperou a bola na defesa, voltou para dentro da própria área e, ao tentar um lançamento de trivela, entregou no peito de Hamdallah. O atacante marroquino só teve o trabalho de dominar e tocar na saída de Bono para deixar o placar em 3 a 1 já nos acréscimos. Antes do intervalo, ainda deu tempo de Malcom quase diminuir, em arremate da entrada da área que explodiu no travessão.

Michael muda o jogo, Mitrovic faz mais dois e Al-Hilal vence

O segundo tempo foi tão frenético quanto o primeiro. Jorge Jesus optou por colocar Michael no lugar do volante saudita Kanno, e foi muito feliz com a alteração. O brasileiro entrou bem no clássico, sendo importante no segundo gol visitante ao receber pela direita dentro da área, limpar a marcação e cruzar de canhota na cabeça de Mitrovic. O atacante testou firme para o chão, exigindo defesa de Marcelo Grohe, mas empurrou para a rede no rebote, aos 15.

Dois minutos depois, mais uma participação fundamental de Michael. O camisa 96 recebeu um longo lançamento na intermediária, arrancou em direção ao gol em alta velocidade e, ao tentar um giro entrando na área, foi derrubado por Bamsaud. O árbitro assinalou pênalti, que foi batido e convertido por Mitrovic. O sérvio cobrou forte no canto direito de Grohe, que pulou para o outro lado.

O empate já parecia um excelente resultado ao Al-Hilal, não só por ter revertido uma desvantagem de dois gols mas também pela atuação em campo. Acontece que a igualdade não acomodou o time de Riade, que seguiu pressionado. Malcom teve duas chances de cabeça que pararam em Grohe e Fabinho. Já Mitrovic quase marcou pela quarta vez em tentativa que desviou na marcação e tirou tinta da trave. Salem Al-Dawsari, no entanto, não perdeu a chance que teve. O camisa 10 da Arábia Saudita na Copa do Mundo de 2022 viu Milinkovic-Savic escorar o lançamento recebido para a pequena área e, com um leve toque de pé direito, fez o gol da incrível virada e que valeu a vitória.

A reta final do clássico foi menos movimentada, mas ainda assim contou com grande defesa de Bono em chute colocado de Benzema e mais uma bola de Malcom no travessão.

Classificação e artilharia do Campeonato Saudita

Com a vitória, o Al-Hilal vai dormir na liderança do Campeonato Saudita, tendo 13 pontos após cinco jogos. O Al-Taawiun, que tem 10 pontos e enfrenta o Al-Wehda, e o Al-Ahli, que soma 12 pontos e visita o Al-Fateh, ainda podem alcançar a primeira posição até o final da rodada. Ambas as partidas serão realizadas neste sábado (2).

O Al-Ittihad, por outro lado, viu sua campanha perfeita na competição nacional acabar. A equipe comandada pelo português Nuno Espírito Santo permanece com 12 pontos, mas agora é o vice-líder.

O clássico desta sexta-feira também acirrou a disputa pela artilharia. Hamdallah chegou a cinco gols e empatou com o astro Cristiano Ronaldo, atualmente no Al-Nassr. Logo atrás aparecem Mitrovic, Al Dawsari, Malcom e Sadio Mané, também do Al-Nassr, com quatro gols cada.

A rivalidade entre Al-Ittihad e Al-Hilal

O clássico entre Al-Ittihad e Al-Hilal da quinta rodada do Campeonato Saudita 2023/24 recebeu maior atenção do que os realizados em edições anteriores pelos grandes nomes que estavam em campo. A rivalidade entre os dois clubes, no entanto, existe muito antes das muitas contratações de peso nos últimos tempos.

Clube mais antigo do país, o Al-Ittihad foi fundado em 1927 e é da cidade de Riade, a segunda maior da Arábia Saudita. Já o Al-Hilal, criado em 1957, é da capital Riade. Enquanto o primeiro é conhecido por ser “o time do povo”, o segundo é chamado de “time dos príncipes”. Já o confronto entre eles foi apelidado de “El Clássico Saudita”.

O Al-Hilal é o maior campeão saudita, com 18 títulos, e da Liga dos Campeões da AFC, com quatro. O Al-Ittihad, por sua vez, tem nove conquistas e faturou a última edição da competição nacional, além de ter vencido o principal torneio de clubes da Ásia duas vezes.

Neymar não é relacionado

O clássico desta sexta também gerava expectativa sobre a estreia de Neymar, principal reforço do Al-Hilal nesta janela de transferências. O brasileiro acabou não sendo relacionado pelo técnico Jorge Jesus e ficou fora até mesmo do banco de reservas.

Em seus primeiros exames médicos no novo clube, Neymar teve constada duas lesões na coxa direita, ambas no músculo quadríceps femoral. O craque teria se colocado à disposição da comissão técnica do Al-Hilal para atuar na vitória por 2 a 0 sobre o Al-Ettifaq na segunda (28), mas também foi baixa. O ge havia noticiado que o camisa 10 evoluiu rapidamente da contusão e poderia estar à disposição contra o Al-Ittihad.

O próximo compromisso do Al-Hilal será diante do Al-Riyadh, em casa, no dia 15 de setembro, às 15h (horário de Brasília), pela sexta rodada do Campeonato Saudita. Antes disso, Neymar deverá se apresentar à Seleção Brasileira para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026. O time comandado por Fernando Diniz recebe a Bolívia na próxima sexta-feira (8), em Belém, e visita o Peru no dia 12, em Lima.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo