Ásia/Oceania

Motivado por recorde e com ritmo de jogo, Neymar se aproxima de estreia no Al-Hilal

De volta à Arábia Saudita após Data Fifa, Neymar pode estrear pelo novo clube nesta sexta-feira (15)

Um mês depois de ser anunciado oficialmente, Neymar deve enfim estrear pelo Al-Hilal. Recuperado de duas lesões na coxa direita, o atacante disputou as duas primeiras partidas do Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026 e deve estar à disposição do técnico Jorge Jesus diante do Al-Riyadh, em jogo válido pela 6ª rodada do Campeonato Saudita e previsto para esta sexta-feira (15).

A possível e provável estreia pelo novo clube não poderia acontecer em um momento melhor. Motivado após se isolar como o maior artilheiro da Seleção Brasileira em jogos oficiais, ultrapassando ninguém mais que Pelé, o camisa 10 poderá atuar pela primeira vez com a camisa do Al-Hilal diante de sua torcida, no estádio Príncipe Faisal bin Fahd, e antes da primeira rodada da fase de grupos da Champions League Asiática.

Recuperado de lesão, motivado por recorde e com ritmo de jogo

Neymar desembarcou na Arábia Saudita em 18 de agosto e foi apresentado no dia seguinte com muita festa no Príncipe Fahd, uma hora antes do duelo contra o Al-Fayha, pelo Campeonato Saudita. Apesar da muita expectativa, o brasileiro não estreou, e o Al-Hilal empatou em 1 a 1.

Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Jorge Jesus disse que o craque “chegou com uma pequena lesão”, surpreendendo a todos já que o atacante havia se recuperado de uma cirurgia de reparação dos ligamentos do tornozelo direito e participou da reta final da pré-temporada do Paris Saint-Germain. Dias depois, o jornal português Record afirmou ter tido acesso a um comunicado médico do Al-Hilal que duas lesões no músculo femoral da perna direita de Neymar, que só estaria novamente em condições de jogo em um mês.

A recuperação, no entanto, foi mais rápida do que o esperado. Pouco mais de uma semana depois de sua primeira atividade no novo clube, Neymar já trabalhava com bola com os demais companheiros. Em entrevista coletiva na última quinta-feira (7), o próprio revelou que seria relacionado para enfrentar o Al-Ittihad, no dia 1º de setembro, mas foi preservado após receber uma pancada durante um treino.

Mesmo sem estrear pelo Al-Hilal e com dúvidas sobre suas condições físicas, Neymar se apresentou à Seleção no dia 4 deste mês e participou normalmente dos treinamentos, afirmando estar se sentindo bem, apesar de não estar “totalmente 100%”. Mais do que isso, ele foi titular e ficou em campo o tempo todo nas duas partidas, dando a assistência para o gol da vitória de Marquinhos diante do Peru e marcando duas vezes na goleada sobre a Bolívia, chegando a 79 gols e assumindo o posto de maior artilheiro do Brasil em jogos oficiais.

Estreia é provável, mas titularidade não é certa

Sem ter tido qualquer problema físico nos oito dias em que esteve com a Seleção Brasileira, Neymar parece confiante pelo desempenho que teve e em condições de jogo. Sendo assim, deverá estar entre os relacionados para enfrentar o Al-Riyadh e muito provavelmente fará sua estreia. A titularidade, por outro lado, é incerta.

Tendo ficado em campo durante os 90 minutos contra o Peru, na noite de terça-feira (12), Neymar só voltou para a Arábia Saudita nesta quinta-feira (14), data em que o Al-Hilal realizará seu último treino antes da sexta rodada do Campeonato Saudita. Os demais jogadores que representaram suas seleções na Data Fifa de setembro se reapresentaram na quarta-feira (13).

Caso Jorge Jesus opte por começar com aqueles que estiveram nos cinco primeiros jogos da competição nacional e deixe Neymar no banco de reservas (ou até mesmo fora dos relacionados, quem sabe), o craque brasileiro deve fazer sua primeira aparição como titular pelo Al-Hilal na estreia da equipe na Champions League Asiática 2023/24, na segunda-feira (18). Pela primeira rodada do Grupo D, o time de Riade receberá o Navbahor Namangan, do Uzbequistão, no estádio Príncipe Faisal bin Fahd.

Al-Hilal é líder e quer título após investir pesado

O Al-Hilal foi o clube saudita que mais gastou na estrelada janela de transferências do meio do ano, desembolsando cerca de €353 milhões. Além de Neymar, o clube trouxe nomes de prestígio na Europa como Bounou, Koulibaly, Rubén Neves, Milinković-Savić, Malcom e Mitrovic.

Os outros destaques foram suficientes para a equipe comandada por Jorge Jesus terminar a quinta rodada do Campeonato Saudita na liderança, mesmo sem Neymar. Com 13 pontos em cinco partidas, o Al-Hilal entrou na Data Fifa de setembro dividindo a primeira posição com o Al-Taawoun.

Neste bom início, a dupla de ataque formada por Malcom e Aleksandar Mitrovic vem se destacando com gols e boas atuações. Ambos já marcaram quatro gols e deram uma assistência cada na competição. O sérvio, inclusive, foi o grande nome da virada do Al-Hilal diante do grande rival Al-Ittihad (de Benzema e cia).

Agora, com a estreia de Neymar, espera-se que o clube seja ainda mais sólido na disputa pelo título saudita com seus outros endinheirados rivais. O Al-Hilal é o maior campeão nacional, com 18 conquistas, e quer faturar o troféu pela quarta vez em cinco anos. O atual vencedor é justamente o rival Al-Ittihad.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo