Copa América 2024

Quem pode ganhar espaço na Seleção em primeiro teste antes da Copa América?

Dorival Júnior deve usar formação reserva em amistoso contra o México neste sábado (8)

Dorival Júnior planeja dar minutos em campo ao maior número possível de jogadores da seleção brasileira às vésperas do início da Copa América. A ideia é rodar o elenco de 26 atletas e ampliar o leque de opções para aquela que é a primeira competição oficial do técnico no comando do Brasil.

Por isso, o treinador decidiu escalar a Seleção com duas formações titulares diferentes nos amistosos contra México e Estados Unidos. Estes serão os dois únicos jogos de preparação já em solo norte-americano para a Copa América.

O primeiro teste será neste sábado (8), às 21h30 (horário de Brasília), contra o México, na cidade de College Station, no Texas. E Dorival irá preservar os jogadores considerados titulares e usar o time reserva na partida contra a seleção mexicana.

A estratégia serve para observar jogadores que pouco atuaram pelo Brasil até agora e também para preservar alguns atletas mais desgastados. São os casos de Rodrigo e Vini Jr, os dois protagonistas da equipe, e que desembarcaram em Orlando apenas na última quarta-feira (5) após a conquista da Champions League pelo Real Madrid.

Os titulares devem iniciar a partida contra os Estados Unidos, na quarta-feira (8). A ideia é ter um time semelhante ao dos amistosos contra Inglaterra e Espanha, em março, na partida contra os donos da casa.

Dorival tem dúvidas na escalação

Dorival mantém dúvidas em todos os setores para esta primeira escalação. Na defesa, a tendência é de que Bremer e Éder Militão ganhem chances. No meio-campo, Douglas Luiz e Andreas Pereira têm posição garantida, mas Pepê e Éderson brigam por uma posição. Resta saber também se Endrick será titular já contra o México, ou apenas contra os Estados Unidos.

A escalação provável da Seleção:

Bento; Yan Couto, Bremer, Éder Militão (Beraldo) e Guilherme Arana; Douglas Luiz , Andreas Pereira e Pepê (Éderson); Gabriel Martinelli, Evanílson (Endrick) e Savinho.

Quem pode ganhar espaço

Na defesa

A defesa é um setor com a maioria das posições consolidadas: Alisson, Danilo, Marquinhos e Gabriel Magalhães hoje são os titulares da Seleção. Mas a lateral esquerda tem disputa aberta entre Wendell e Guilherme Arana. Contra o México, o lateral do Atlético-MG tem boa chance de acirrar a briga pela titularidade.

Com Gabriel Magalhães ainda em recuperação de uma lesão no ombro direito, a zaga também tem uma disputa entre Lucas Beraldo, Bremer e Éder Militão. Quem jogar diante da seleção mexicana terá de mostrar serviço.

Lucas Beraldo disputa posição para fazer dupla com Marquinhos (Rafael Ribeiro/CBF)

No meio-campo

Dorival Júnior dificilmente irá mexer na estrutura do meio-campo sem um camisa 5 fixo. O trio João Gomes, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá será titular na estreia na Copa América. Mas contra o México, Douglas Luiz e Andreas têm chance de mostrar que podem ameaçar a titularidade de João Gomes.

Pepê também deve receber oportunidade. O atacante do Porto, aliás, tem a versatilidade como grande trunfo para subir na hierarquia do elenco. Ele pode atuar como extrema, como lateral e também fazer a função de meia.

Andreas deve ser titular contra o México (Rafael Ribeiro/CBF)

No ataque

A grande incógnita da Seleção para a Copa América é se Dorival manterá a formação com Raphinha e sem uma referência no ataque, ou se promoverá a entrada de Endrick na equipe. Cercado de muita expectativa após decidir para o Brasil na última Data Fifa, o garoto já foi testado ao lado de Rodrygo e Vini Jr. durante os treinamentos.

Mas o treinador também quer observar outros jogadores que podem ser credenciar a ser alternativas em um setor que já tem titulares bem definidos. Gabriel Martinelli deve ser o reserva imediato de Vinicius, enquanto Savinho desponta como alternativa na direita, lado em que não costuma atuar — Pepê também pode fazer esta função.

Há também o caso de Evanílson. Destaque no Porto, o atacante ex-Fluminense hoje é o reserva de Endrick. Mas ele ganhará minutos em campo para ser observado na Seleção.

Os amistosos do Brasil antes da Copa América

O Brasil enfrenta o México em amistoso no dia 8 de junho, no Texas, e depois retorna à Flórida para mais um compromisso, no dia 12, contra os Estados Unidos. O período de preparação em Orlando vai até o dia 20 de junho, quando a Seleção embarca rumo a Los Angeles para a estreia na Copa América.

Quando o Brasil estreia na Copa América?

O Brasil faz a sua estreia no Grupo D da Copa América em 24 de junho, contra a Costa Rica, no SoFi Stadium, em Inglewood, na Califórnia. Depois, a Seleção enfrenta o Paraguai no dia 28, no Allegiant Stadium, em Las Vegas, e encerra a participação na chave contra a Colômbia, em 2 de julho, no Levi’s Stadium, em Santa Clara.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo