Copa América 2024

Mesmo sem Messi, Argentina controla Peru e deixa rivais assustados na Copa América

Com Lautaro imparável, nem mesmo a ausência de Lionel Messi impediu uma vitória da Argentina sobre o Peru no encerramento do Grupo A

Neste sábado (29), a Argentina venceu o Peru por 2 a 0, no Hard Rock Stadium, em Miami, pela 3ª rodada do Grupo A da Copa América 2024. Mesmo sem Lionel Messi, a Albiceleste fez sua parte contra a Bicolor.

O principal craque da seleção argentina não entrou em campo devido dores musculares na coxa direita. Entretanto, a participação de Messi na sequência do torneio não parecer estar em risco.

O camisa 10 da Albiceleste está realizando tratamento intensivo para não ficar de fora do mata-mata da competição. Além de Lionel Messi, Scaloni também não esteve na área técnica.

Suspenso pela Conmebol por atrasar o retorno da Argentina no retorno do intervalo dos triunfos sobre Chile e Canadá, o treinador assistiu tudo de camarote no estádio.

Lionel Scaloni viu a Albiceleste controlar a Bicolor do início ao fim. Depois de um leve problema criativo, os argentinos não perdoaram os peruanos e deram motivos para seus rivais de Copa América se preocuparem.

Atual campeã do mundo e do principal torneio da Conmebol, a Albiceleste deixou claro que segue com uma equipe completamente entrosada e com a veia competitiva mais forte do que nunca.

Caso Messi não tenha condições físicas de entrar em campo na Copa América, a seleção argentina segue sendo a grande favorita a levantar o título nos Estados Unidos.

Como foi Argentina x Peru pela Copa América

Mesmo precisando da vitória para classificar ao mata-mata da Copa América 2024, o Peru nem ousou partir para cima da Argentina, que controlou as principais ações da partida.

Com mais posse de bola, a Albiceleste rondou a defesa da Bicolor, que montou uma marcação ferrenha no 1º tempo. Por conta disso, a falta de jogadas de perigo foi um problema.

A seleção argentina tinha a bola, mas não foi criativa o suficiente para furar o bloqueio montado pelos peruanos. Não era para menos, já que Lionel Messi sequer esteve em campo.

Angel Di Maria foi o grande nome antes do intervalo, comandando os (poucos) lances da Albiceleste no último terço. Já a Bicolor apostou numa partida mais faltosa para impedir o ímpeto dos atuais campeões do torneio.

Nem precisou do gênio

Para o 2º tempo, a seleção argentina consertou seu maior problema diante do Peru: o último passe para gerar uma finalização. Por conta disso, não demorou muito para o placar ser aberto.

Em uma rápida troca de passes, a Albiceleste chegou ao gol quando Di Maria enfiou um bolão para Lautaro Martínez. Livre de marcação, o atacante entrou na área e encobriu o goleiro da Bicolor.

Com a vantagem, a Argentina continuou em cima dos peruanos, ao ponto de fazer outro gol – esse invalidado por falta em Gallese – e descolar um pênalti após toque de mão dentro da grande área.

O problema é que Paredes assumiu a responsabilidade e exerceu mais força do que jeito para mandar a bola na trave. No apagar das luzes, ainda deu tempo para a Albiceleste pregar o último prego no caixão da seleção peruana.

Lautaro ganhou a bola da defesa da Bicolor e deu outra cavadinha para garantir o triunfo da seleção argentina no encerramento do Grupo A da Copa América 2024.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus CristianiniRedator

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo