Copa América 2024

Dorival se despede de ‘segundo pai’ Dudu e vai às lágrimas em coletiva pela Seleção

Ídolo do Palmeiras e tio de Dorival Júnior, ex-volante Dudu morre aos 84 anos de idade

Dorival Júnior comandava o Brasil na vitória por 4 a 1 sobre o Paraguai nesta quinta-feira (28), em Las Vegas, pela Copa América, quando o Palmeiras comunicou a morte de Dudu, aos 84 anos. Um ídolo eterno do clube e tio do atual técnico da seleção brasileira.

Minutos após a partida, Dorival concedeu entrevista coletiva e não segurou as lágrimas ao falar daquele que ele considera o seu segundo pai. O técnico contou que sempre teve Dudu como referência nas duas carreiras que escolheu, como jogador e treinador.

— Para mim, representa muito, além da bela história que teve, um ser humano que eu talvez não tenha conhecido outro. Um segundo pai para mim. E uma pessoa que praticamente me orientou em todos os momentos da minha vida, já que me dispus a seguir a mesma profissão que ele.

 

— Dudu pra mim foi uma referência, não só como atleta profissional, como treinador logo depois, mas acima de tudo e principalmente como ser humano, que sempre foi uma pessoa que se preocupou com todos a sua volta e muito pouco com ele próprio. Sempre foi uma referência na minha vida, um exemplo pra mim — Dorival, sobre Dudu.

Quem foi Dudu, um dos maiores da história do Palmeiras

Olegário Tolói de Oliveira, o Dudu, morreu na noite desta sexta-feira (28), aos 84 anos, em virtude de uma infecção abdominal. Como volante, ele foi um dos nomes que fizeram história pela Academia do Palmeiras nas décadas de 1960 e 1970.

Como o próprio Dorival lembrou na coletiva, Dudu iniciou sua trajetória pela Ferroviária de Araraquara, sua cidade natal no interior de São Paulo. Este foi o único clube de sua carreira, além do Palmeiras.

Dudu atuou pelo Alviverde entre 1964 e 1976. Ele conquistou o Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1967 e 1969, a Taça Brasil de 1967 e o Campeonato Brasileiro de 1972 e 1973, além de ser tricampeão paulista (1966, 1972 e 1974) e do Torneio Rio-São Paulo de 1965.

— Eu sempre procurei seguir os passos orientados muito por ele. Um cara que vestiu três camisas na vida. Da Ferroviária de Araquara, do Palmeiras e da Seleção.  Tenho certeza que será muito bem recebido, uma pessoa que fará uma passagem muito tranquila, de plano. É uma pessoa altamente espiritualizada e a última vez que eu estive com ele. Uns 20, 30 dias atrás eu já percebi que talvez fosse a última vez. Eu sabia que foi uma opção — Dorival.

Ele também atuou como técnico e comandou o Palmeiras no título do Campeonato Paulista de 1976. Dudu é o quarto jogador que mais vezes defendeu o Palmeiras na história. Ao todo, foram 615 jogos em 13 temporadas seguidas.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo DecontoSetorista

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo