Copa América 2024

Hegemônica na América, Argentina de Messi espera para ver quem estará a sua altura

Camisa 10 desencanta na Copa América, Albiceleste elimina Canadá e alcança mais uma final

Na noite desta terça-feira (9), a Argentina confirmou o favoritismo, venceu o Canadá por 2 a 0 e garantiu vaga na final da Copa América 2024. Lionel Messi enfim desencantou na atual edição do torneio e ajudou sua seleção a alcançar mais uma decisão.

Imparável, a Argentina chega à quarta final consecutiva. Campeã do mundo e da Finalíssima em 2022 e da Copa América em 2021, a equipe comandada por Lionel Scaloni quer manter a hegemonia e erguer o caneco nos Estados Unidos.

Caso conquiste o título na terra do Tio Sam, a Albiceleste se tornará a maior vencedora da Copa América. Atualmente, está empatada com o Uruguai — 15 títulos para cada.

Sobre Messi, o craque deu a volta por cima após partida apagada e pênalti perdido contra o Equador — nas quartas de final. Ele chegou a 14 gols na Copa América e a 109 com a camisa da Argentina.

Agora são seis edições do torneio balançando as redes ao menos uma vez. Feitos de um personagem histórico e imortal no futebol mundial. Em sua última Copa América, Messi deseja aquilo que se acostumou a fazer ao longo da carreira: vencer.

Messi pela Argentina

  • 186 jogos
  • 109 gols
  • 14 gols em 38 jogos de Copa América
  • Marcou em seis edições de Copa América
  • Campeão do Mundo (2022)
  • Campeão da Copa América (2021)

Como foi Argentina x Canadá pela Copa América?

Posse de bola, aproximação e troca de passes. Amplamente superior ao Canadá, a Argentina ditou o ritmo da partida desde o pontapé inicial. Mas engana-se quem acha que o jogo em Nova Jérsei começou tranquilo para os hermanos.

A seleção estreante da Copa América 2024 também expôs suas valências e dificultou a vida dos argentinos. Ciente da qualidade da atual campeã do mundo, o time canadense jogou de maneira reativa: bloco médio/baixo, linhas compactas e intermediária povoada.

Explorar os erros da Argentina e contra-atacar em velocidade: eis o plano de jogo estabelecido por Jesse Marsch, técnico da seleção canadense. Até os 22 minutos a estratégia deu certo. Mas Julián Álvarez tratou de “destravar a partida”. Lançado por De Paul, o atacante fugiu do corte de Bombito e bateu entre as pernas do goleiro Crépeau

Julián Álvarez celebra gol da Argentina contra o Canadá
Julián Álvarez celebra gol da Argentina contra o Canadá (Foto: Divulgação/seleção argentina)

Após abrir o placar, a equipe argentina ‘cozinhou' o restante do primeiro tempo e administrou a vantagem parcial. O Canadá, apesar de início promissor, caiu de rendimento e pouco ameaçou a meta defendida por Dibu Martínez.

Na volta do intervalo, o Canadá até ensaiou uma pressão no campo de ataque. Porém, Lionel Messi entrou em ação e frustrou os planos do adversário. De Paul tocou para trás, Koné afastou mal e a bola caiu nos pés de Enzo Fernández. O meia do Chelsea finalizou colocado e contou com um desvio providencial do camisa 10.

Aí foi só fazer o relógio girar e aguardar o apito final do árbitro. Argentina merecidamente em mais uma final de Copa América — a 30ª de sua história.

Quem a Argentina enfrentará na final da Copa América?

A Argentina vai em busca do 16º título de Copa América. Garantida em mais uma final, a seleção de Messi e companhia conhecerá seu adversário nesta quarta-feira (10), quando Uruguai x Colômbia medem forças pela outra semifinal. A bola rola a partir das 21h (horário de Brasília), no Bank of America Stadium, em Charlotte.

A final da Copa América 2024 está marcada para às 21h (horário de Brasília) do próximo domingo (14). O Hard Rock Stadium, em Miami, será o palco da decisão.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme CalvanoRedator

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo