Copa América

Agüero: “Se no Brasil for complicado, não será possível jogar”

Atacante argentino se apresentou à seleção argentina para jogar as Eliminatórias e a Copa América e comentou sobre a decisão da mudança de sede para o Brasil

A mudança de sede da Copa América ainda causa reações. O atacante Sergio Agüero foi um dos últimos a se apresentar à seleção argentina para os jogos das Eliminatórias da Copa e Copa América e foi perguntado sobre a mudança. O tradicional torneio sul-americano de seleções seria disputado na Colômbia e Argentina, mas isso mudou. Primeiro os colombianos foram retirados da organização pelos protestos, além dos problemas da pandemia; depois, a Argentina, com o agravamento da pandemia, precisou abrir mão do torneio.

O Brasil surgiu como alternativa e acabou confirmada pela Conmebol como sede na segunda-feira. Uma Copa América que só aconteceria, segundo a Conmebol, para sincronizar com a disputa da Eurocopa. Ou seja, a Copa América aconteceria em 2020 e passaria a acontecer de quatro em quatro anos a partir dali, assim. A próxima seria em 2024. Só que já havia acontecido uma Copa América em 2019. Se fazia pouco sentido ter outra Copa América em tempos sem pandemia, se tornou mais absurdo ainda manter diante da situação na América do Sul – e do Brasil em particular.

“Estou sabendo da decisão de mudar a Copa América (para o Brasil); primeiro a Colômbia (desistiu), agora a Argentina, está claro que não estamos em uma boa situação por aqui. É uma decisão da Conmebol muito correta”, afirmou Kun ao chegar para se apresentar à seleção argentina.

“Se estiver complicado no Brasil, não poderemos jogar. Nós, como jogadores, queremos jogar. A questão é procurar um bom lugar, foi uma oportunidade perdida neste ano que passou. Houve um ano para ver o que se poderia fazer, mas cada um mês ou dois a situação muda. A Argentina está colapsada, há muitos contágios e nós mesmos temos que tomar cuidado como jogadores”, continuou o jogador.

Kun Agüero foi apresentado como novo jogador do Barcelona nesta semana, onde poderá, possivelmente, ser companheiro de Lionel Messi, com quem divide os vestiários na seleção argentina há bastante tempo.

“Ficamos poucos dias na seleção e fica difícil nos conhecermos, com todos os companheiros, mas agora com Messi, vamos estar no mesmo clube, vai ficar muito mais fácil. Sempre falo com ele, mas não posso dizer do que. É secreto (risos). Ele já é enorme, como vou insistir para que fique? São coisas que ele vá tratar com seu representante e com o clube. Eu gostaria que ele ficasse”, disse Agüero.

A seleção argentina vai a campo na quinta-feira, em jogo às 21h (transmissão no SporTV 2, confira mais na Programação de TV). Na próxima terça-feira, enfrenta a Colômbia. A Copa América foi transferida para o Brasil e terá sedes no Mato Grosso, Rio de Janeiro, Brasília e Goiânia.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo