Brasileirão Série A

Protagonista na Copa do Brasil, Lucas pode deixar o São Paulo sem despedida e em seca de gols

Ainda sem acertar a renovação, Lucas é dúvida do São Paulo contra o Flamengo, na última partida da temporada

Protagonista no título da Copa do Brasil, Lucas Moura pode deixar o São Paulo sem sequer uma despedida da torcida – e em meio a uma seca de gols que beira os mil minutos sem marcar. O atacante passou por exame médico nesta segunda-feira (4) após deixar o campo com fortes dores no tornozelo direito durante a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, no último sábado (2), no Mineirão, pela 37ª rodada do Brasileirão. Ele não teve constatada lesão no local, mas ainda é dúvida contra o Flamengo nesta quarta-feira (6), às 21h30 (horário de Brasília), no Morumbi, no último jogo do Campeonato Brasileiro e de 2023.

Assim, o ídolo pode deixar o clube sem uma despedida, de fato, diante do torcedor. O contrato do atacante com o São Paulo vai apenas até o final do ano. A diretoria mantém otimismo sobre a permanência – que ainda é a tendência do momento. Mas ainda não há um acordo sobre a renovação.

Lucas sentiu o problema ainda na primeira etapa. O atacante levou a pior em uma dividida com Mariano e saiu de campo com muitas dores. Ele foi substituído por Michel Araújo nos acréscimos do primeiro tempo. Além do camisa 7, Rafinha também deixou o gramado com dores na perna direita e preocupa para a última partida da temporada. Mas o técnico Dorival Júnior manifestou preocupação na entrevista após o jogo no Mineirão.

– Preocupa porque não foi torção, ele sentiu uma dor muito forte na base do pé, mais ou menos na altura do tornozelo. Temos que ter cuidado especial para vermos o que realmente aconteceu. Se Deus quiser, uma recuperação rápida. Rafinha também preocupa. Seriam dois jogadores importantes para a última partida, mas vamos ver – afirmou um preocupado Dorival Júnior.

Lista de desfalques do São Paulo*

  • Rodrigo Nestor (lesionado)
  • Igor Vinicius – lateral-direito (lesionado)
  • Galoppo – atacante (lesionado)
  • Marcos Paulo – atacante (lesionado)
  • Calleri – atacante (lesionado)
  • Alexandre Pato – atacante (lesionado)
  • James Rodríguez – meia (lesionado)
    *Lucas e Rafinha ainda são dúvidas

Lucas encerra o ano em meio a uma pequena sina de problemas médicos. O atacante sofreu uma  lesão muscular na coxa direita na derrota por 5 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, e só voltou a jogar um mês mais tarde, no empate em 0 a 0 com o Cuiabá, em 26 de novembro, no Morumbi. Ele esteve em campo em mais duas partidas: na vitória por 1 a 0 sobre o Bahia e na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, quando deixou o gramado com dores no tornozelo direito.

Lucas beira os mil minutos sem gols

Após um início avassalador pelo São Paulo, Lucas caiu de rendimento desde o título da Copa do Brasil. Protagonista da conquista – especialmente, na semifinal contra o Corinthians –, o atacante vive um longo jejum de gols. O camisa 7 está muito perto de somar mil minutos sem balançar as redes. Contra o Atlético, ele alcançou a marca de 995 minutos de seca. A contagem não leva em conta os acréscimos das partidas.

São, ao todo, 14 jogos e mais de três meses longe das redes – vale lembrar que ele ficou um mês fora, em recuperação da lesão muscular. Lucas não marca desde a derrota por 2 a 1 para a LDU, em Quito, no dia 24 de agosto, pela Copa Sul-Americana.

O jejum de Lucas pelo São Paulo

  • 14 jogos;
  • 995 minutos;
  • Último gol marcado em 24 de agosto, contra a LDU.

Como estão as negociações para a renovação?

A tendência é de que as negociações entre Lucas e São Paulo se intensifiquem a partir de agora, com o clube já livre de obrigações no Brasileirão. Nos últimos dias, diretoria e jogador avançaram nas conversas sobre a renovação do contrato que encerra em 31 de dezembro. O otimismo ainda impera, mas o Tricolor espera a resposta do camisa 7 sobre o futuro.

Quase dois meses atrás, na esteira do título inédito da Copa do Brasil, Lucas afirmou que tinha “muita chance” de permanecer no clube para a próxima temporada. Desde então, essa “muita chance” ainda não virou realidade. Em entrevista após o empate em 0 a 0 com o Cuiabá, no último domingo (26), no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante afirmou apenas que daria uma resposta “no momento certo”.

– Estamos negociando, conversando e teremos uma resposta no momento certo – se limitou a dizer o atacante, em entrevista na saída de campo.

Lucas não marca pelo São Paulo há exatos 995 minutos (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Os planos do São Paulo para garantir a permanência

O clube já tem um projeto desenhado para Lucas permanecer em 2024 – e por ainda mais tempo. A ideia da diretoria é oferecer um contrato por mais três temporadas ao camisa 7, com um salário considerado compatível a qualquer oferta que o jogador receber do futebol do exterior.

O retorno à Libertadores também pesa muito para a permanência de Lucas em 2024. Desde que voltou, Lucas fez juras de amor ao São Paulo reiteradas a cada entrevista. Não foi diferente nesta terça-feira. O Tricolor é o clube do coração do atacante, que foi campeão da Sul-Americana em 2011, campeão da Copa do Brasil em 2023

Mas o sonho de disputar a Libertadores com a camisa são-paulina ainda existe. O São Paulo já está garantido na fase de grupos da competição continental. Mas claro. Além disso, também será preciso montar um elenco competitivo para brigar pelo título.

O São Paulo encerra 2023 nesta quarta-feira (6), às 21h30 (horário de Brasília), quando recebe o Flamengo no Morumbi na última rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor é 11º colocado na competição, com 50 pontos, e pode subir no máximo para a nona colocação, em caso de vitória.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo