Brasileirão Série A

Sem soluções, pior defesa do Brasileirão volta a falhar e atrapalha Fluminense

Tricolor sofre gols em todos os jogos do Campeonato Brasileiro e tem defesa mais vazada da competição, o que faz time brigar na parte de baixo da tabela

O Fluminense segue com sérios problemas defensivos no Campeonato Brasileiro. Time que mais sofreu gols na competição até aqui, com 13, o Tricolor viu mais uma falha individual lhe tirar pontos. Desta vez, Fábio foi o responsável pelo erro que gerou o empate com o Juventude por 1 a 1, que mantém o Flu na parte de baixo da tabela.

Não haveria cenário melhor para que o Fluminense encerrasse sua má fase no Brasileirão. O jogo contra um Juventude que estava parado há um mês e dilacerado mentalmente pela tragédia no Rio Grande do Sul, no Maracanã, era perfeito para uma retomada. Mas nada no Tricolor é usual.

Mais uma vez com mudanças na defesa, o Flu começou mal o jogo. Sonolento e desorganizado, cedeu espaço e muitas chances ao Juventude no primeiro tempo. O time comandado à beira do campo por Eduardo Barros — já que Fernando Diniz cumpria suspensão — até foi para os vestiários em vantagem no intervalo, mas sem merecer.

O gol de pênalti de Marcelo foi todo construído em lampejos dada a superioridade técnica do Tricolor, já que a atuação era péssima. E na volta para o segundo tempo, justo quando a partida parecia se encaminhar para uma vitória tranquila, as falhas voltaram a aparecer. Fábio cometeu erro bisonho e o Fluminense jogou dois pontos no lixo.

— Os erros técnicos são inerentes ao jogo. O erro aparente como o de hoje chama mais atenção da torcida, da imprensa. Mas a gente não pode reduzir o resultado a esse erro — diminuiu Eduardo Barros.

Fluminense sofreu gols em todos os jogos do Brasileirão

O Fluminense entra em campo no Campeonato Brasileiro sabendo que precisará do seu ataque. Isso porque a defesa não ajuda. Em sete partidas até aqui, o Tricolor sofreu gols em todos. Não à toa, mesmo saindo na frente em seis oportunidade, tem apenas uma vitória em toda a competição.

São 13 gols sofridos em seis jogos, uma média, na verdade, superior a dois por partida, a pior defesa de todo o Campeonato Brasileiro. A pior derrota, para o Corinthians, foi a única em que o Flu não saiu na frente no placar. Os erros são mais do que repetidos, embora Fernando Diniz não veja um padrão neles, como afirmou após a vitória por 3 a 2 sobre o Alianza Lima, na Libertadores.

O técnico falou muitas vezes que o Fluminense vem cometendo erros que não costuma em 2024. Tantas que ficou claro que, na verdade, o que não falta ao seu time na temporada são falhas que se repetem.

— Temos errado em coisa que não erramos. Sempre erramos muito pouco nisso — afirmou Diniz após Fábio falhar contra o São Paulo, na 6ª rodada do Brasileiro. O goleiro voltou a errar neste sábado (1).

Defesa é responsável por campanha ruim do Fluminense

Que o ano de 2024 do Fluminense não repete desempenho e resultados da última temporada já está claro. Mas se o ataque também era um problema no início da temporada, a produção melhorou. Foram 14 bolas na rede nos últimos oito jogos, sem passar em branco nenhuma vez. Só que a defesa não ajuda.

São muitas as mudanças no setor defensivo, o que talvez explique a dificuldade que o Tricolor enfrenta. Além de ter perdido Nino para o Zenit e não ter encontrado substituto à altura no mercado ou no elenco, o Flu sofreu com desfalques. Thiago Santos, Marlon, Manoel e Felipe Melo, principais opções para o setor, perderam tempo por conta de lesão.

Felipe Melo saiu de campo lesionado e é mais um problema para o Fluminense na defesa - Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC
Felipe Melo saiu de campo lesionado e é mais um problema para o Fluminense na defesa – Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Em decorrência disso, Fernando Diniz tem dificuldade em repetir escalações e dar sequência a uma dupla de zaga. A esperança é o reforço de Thiago Silva, que será apresentado nesta sexta-feira (7). Até aqui, é impossível não eleger a defesa como a responsável pela campanha ruim do Fluminense no Campeonato Brasileiro — até porque boa parte dos erros são individuais.

— O que preocupa é perder os dois pontos dentro da nossa casa. Se queremos chegar na parte mais alta do campeonato, não podemos perder esses pontos. Incomoda ficar naquela zona. Conseguimos criar grandes chances. Entregamos um gol de presente. Infelizmente não foi nossa noite — disse Ganso após o jogo.

Como está o Fluminense em 2024

Próximos jogos do Fluminense

Veja os próximos confrontos do Fluminense na continuação da temporada:

  • Botafogo x Fluminense — Campeonato Brasileiro — terça-feira, 11 de junho — 20h (de Brasília).
  • Fluminense x Atlético-GO — Campeonato Brasileiro — sábado, 15 de junho — 21h (de Brasília).
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo