Copa América

Governo Federal confirma Copa América no Brasil, concentrada no Centro-Oeste

Copa América será realizada em Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e um quinto estado "que chegou atrasado"

A realização de um torneio que não fazia sentido desde o início, motivada apenas pelo lucro e o jogo político da Conmebol, foi confirmada no Brasil, nesta terça-feira. O ministro-chefe da Casa Civil do presidente Jair Bolsonaro, Luiz Eduardo Ramos, informou pelo Twitter que a Copa América será realizada em Cuiabá, no Mato Grosso; Goiânia, em Goiás; Brasília, no Distrito Federal; e Rio de Janeiro, capital, sem acesso do público aos estádios.

A Conmebol havia anunciado na segunda-feira, sem condicionais, que o Brasil seria sede da Copa América. No entanto, a CBF ficou em silêncio e, no mesmo dia, Ramos tuitou que o torneio no Brasil era apenas uma “possibilidade” e que o “evento ainda não estava confirmado”.

A Copa América, agora definitivamente confirmada, acabou concentrada na região Centro-Oeste. A maioria dos seus jogos será realizada em Mato Grosso, casa da Arena Pantanal, estádio de Copa do Mundo, Goiás e Distrito Federal. Rio de Janeiro também foi citado pelo ministro, mas deve receber apenas a decisão ou mais uma ou outra partida da fase final caso seja necessário, segundo o jornalista do UOL, Marcel Rizzo.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que também há um quinto estado, ainda não identificado, que “chegou um pouco atrasado”. Houve uma movimentação entre governadores colocando-se à disposição para sediar o torneio ou imediatamente se recusando. João Dória chegou a se mostrar receptivo a recebê-lo em São Paulo que fazia parte de uma lista provisória da Conmebol. Mas, com seus principais estádios utilizados por jogos da Série A e sem equipamentos públicos, havia problemas logísticos.

A versão oficial do Governo de São Paulo, porém, é um veto após consultar membros do Centro de Contingência do Coronavírus porque “seria uma má sinalização do arrefecimento no controle da transmissão do coronavírus”.

A Copa América estava inicialmente marcada para 2020, mas foi adiada por conta da pandemia. Seria realizada na Colômbia, que abriu mão pela convulsão social da população em oposição a uma reforma tributária, e na Argentina, a última desistente pelo agravamento da pandemia naquele país.

Apesar de a situação não estar muito melhor por aqui, o Brasil se prontificou a receber uma competição supérflua, como explicamos neste texto da última segunda-feira.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo