Copa América
Tendência

Conmebol suspende Copa América na Argentina, analisa propostas e pode até cancelar o torneio

Circunstâncias da pandemia na Argentina obrigou suspensão do torneio; Conmebol diz analisar propostas para jogar em outros lugares, mas cancelamento é uma possibilidade

A Copa América não será mais realizada na Argentina. Após tirar a competição da Colômbia pela crise social, agora é a Argentina que deixa de ser sede do torneio. A Conmebol comunicou a suspensão da Copa América na Argentina e que analisará propostas para disputar a competição em outros locais. Os argentinos vivem uma situação sanitária muito complicada, com o momento mais duro da pandemia até agora.

“A Conmebol informa que, em atenção às circunstâncias presentes, resolveu suspender a organização da Copa América na Argentina. A Conmebol analisa a oferta de outros países que mostraram interesse em abrigar o torneio continental. Em breve serão anunciadas novidades nesse sentido”, diz o comunicado da entidade que dirige o futebol sul-americano.

O Ministro do Interior da Argentina, Wado de Pedro, tinha afirmado neste domingo que a realização do torneio em território argentino serias muito difícil. “Hoje conversei com o presidente (Alberto Fernández) por causa da situação sanitária. Estivemos revisando a situação epidemiológica de Mendoza, Córdoba, Tucumán, Santa Fe… Algumas são sede da Copa. Do diagnóstico sanitário vemos que será muito difícil que se possa jogar na Argentina”, disse De Pedro, conforme relata o Olé.

“Nesta segunda-feira o presidente, junto à Ministra da Saúde (Carla Vizzotti), vai tomar a decisão, mas nas conversas, sendo coerentes com o que temos dito, que é cuidar da saúde e da vida dos argentinos e argentinas, tendo em conta que há novas cepas, que têm outro nível de transmissão e impacto nas pessoas, nos parece importante”, continuou o Ministro do Interior. “Nesta segunda o presidente vai tomar a decisão, o que surgiu hoje é que é muito difícil jogar com a situação sanitária do resto das províncias”.

Antes que Alberto Fernández anunciasse que a Copa América não poderia ser jogada na Argentina, a Conmebol se antecipou para anunciar a suspensão da competição no país. Segundo o repórter Martín Fernandez, do ge.globo, a Conmebol convocou uma reunião de emergência para esta segunda-feira de manhã para decidir o que fazer com a Copa América. Não está descartada a possibilidade de cancelar o torneio.

Alguns jogadores se manifestaram sobre o torneio. Edinson Cavani e Luis Suárez já tinham dito que acham que a Copa América não deveria ser disputada, diante da situação que os países sul-americanos estão. Fernando Muslera, goleiro da seleção uruguaia, se juntou aos companheiros em manifestações contra a realização da Copa América.

A Conmebol negociava com o Chile para que o país recebesse os jogos previstos para a Colômbia. Com a mudança de cenário, seria preciso que o país recebesse todo o torneio, o que pode ser um complicador. Segundo o Olé, Paraguai e Brasil teriam se oferecido para sediar o torneio. Há rumores também que a Conmebol tenta levar a Copa América para os Estados Unidos. A tabela da Copa América indica o início do torneio para o dia 13 de junho, com Argentina e Chile. Neste momento, ninguém sabe onde será realizada a partida ou mesmo se ela será realizada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo