Copa América

Apesar das contradições, foi bem bonito o tributo a Maradona antes da estreia da Argentina na Copa América

Maradona era o primeiro a bater de frente com a entidade continental, mas foi homenageado no Estádio Nilton Santos

Se Maradona ainda estivesse vivo, muito provavelmente seria um dos críticos mais ferrenhos dos desmandos da Conmebol nesta Copa América – algo que fez durante toda a sua trajetória no futebol, aliás. Mas, numa competição que há anos é questionada sobre sua real necessidade, ao menos um momento de sutileza aconteceu antes da estreia da Argentina. No primeiro jogo da seleção no torneio sem Diego, a organização preparou um belo tributo ao 10.

O gramado do Estádio Nilton Santos virou palco a uma viagem que, a princípio, deveria ter ocorrido num estádio argentino. Não foi isso que tirou o impacto das imagens, relembrando a história e as mágicas de Maradona. Com todos os poréns sobre a Conmebol e suas decisões, esta homenagem acaba sendo ao menos uma bola dentro da entidade. Mais poético ainda quando o jogo, apesar do empate, contou com um golaço de falta do camisa 10 da Argentina.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo