Inglaterra

Tudo indica que o técnico do Newcastle será Eddie Howe, ex-Bournemouth

Howe chegou a um princípio de acordo com o Newcastle e deve ser anunciado como novo técnico

O Newcastle está perto de confirmar o seu novo técnico. Eddie Howe chegou a um princípio de acordo para assinar um contrato de dois anos e meio com o clube, recentemente comprado pela Arábia Saudita. Aos 43 anos, ele tem o seu principal trabalho como técnico no Bournemouth, que comandou durante oito anos, de 2012 a 2020.

A busca de um novo técnico é o primeiro ato da nova gestão saudita no comando do clube. Quem toca o dia a dia dos Magpies é a Amanda Staveley, que se tornou sócia minoritária na compra do clube, através da sua empresa, Capital Partners. Ela é quem tem buscado o novo técnico, justo com a equipe que trabalha atualmente no Newcastle.

A chegada dos novos investidores, que tornou o Newcastle um clube rico, fez com que as especulações sobre o futuro do então treinador, Steve Bruce, aumentassem. Ele já corria risco de ser demitido antes, mas com os novos donos, os rumores correram soltos. Primeiro, que Antonio Conte poderia chegar. O italiano tinha saído da Internazionale meses antes, chegou a ser especulado também como possível substituto de Ole Gunnar Solskjaer, mas foi mesmo anunciado como novo técnico do Tottenham.

Depois de uma derrota para o Tottenham de virada, o clube decidiu, enfim, demitir Steve Bruce. O treinador saiu do clube bastante chateado pela forma como foi tratado e disse que pode ter sido seu último trabalho como treinador. Com a saída de Bruce, os nomes especulados foram muitos.

O primeiro a ter negociado foi Paulo Fonseca, ex-treinador da Roma, que também tinha negociado com o Tottenham meses antes, sem chegar a um acordo. Assim como aconteceu com o time de Londres, as negociações com o português não avançaram. O nome seguinte foi o de Unai Emery. O treinador do Villarreal primeiro admitiu o interesse do clube inglês para depois recusar a proposta.

A ideia de Eddie Howe parece interessante para o atual momento do Newcastle. Apesar de ter sido comprado por um dono com bolsos muito fundos, ainda não se sabe o quanto será investido no clube e, além disso, o time vive uma situação difícil na Premier League. O objetivo daqui até o fim da temporada precisa ser, antes de tudo, não ser rebaixado.

A reconstrução do clube não será do dia para a noite. É possível que tenhamos contratações, mas o clube precisa focar em construir um time, mais do que contratar estrelas. É preciso lembrar como foram os processos de clubes como o Manchester City, por exemplo. Não vieram só estrelas do dia para a noite. Nem todo reforço precisa ser uma estrela internacional; às vezes um bom jogador prospectado de clubes menores pode ser mais importante, especialmente em um primeiro momento.

Resta saber se o Newcastle conseguirá, desta vez, confirmar o seu novo técnico. O tempo está passando e o clube segue precisando de pontos para não sofrer no final da temporada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo