Premier League

Em uma recuperação impressionante, Raúl Jiménez é liberado para voltar a jogar na próxima temporada

Atacante mexicano teve uma fratura no crânio que colocou sua carreira e até a sua vida em risco em novembro; jogador vestirá proteção na cabeça até o fim da carreira

O atacante Raúl Jiménez foi liberado para voltar a jogar na próxima temporada, segundo comunicado do clube nesta quarta-feira. O mexicano, de 30 anos, sofreu uma grave lesão em jogo contra o Arsenal, no dia 29 novembro, que colocou em risco sua carreira e sua vida. A fratura no crânio aconteceu em um choque de cabeça com cabeça que foi assustador com o brasileiro David Luiz. O brasileiro voltou a campo, de forma irresponsável por parte dos médicos do clube londrino.

Depois de receber atendimento em campo por cerca de 10 minutos no dia da sua lesão, Jiménez teve que receber oxigênio em campo antes de ser levado ao hospital St. Mary’s, em Paddington. No dia seguinte ao jogo, 30 de novembro, Jiménez foi operado com urgência e precisou ficar sob observação. A grave lesão do camisa 9 dos Wolves suscitou debates sobre um protocolo mais claro e rigoroso do futebol com os choques na cabeça, algo preocupante. O goleiro Ederson, do Manchester City, defendeu substituições em caso de concussões, como o de Raúl Jiménez.

“Mais reabilitação baseada em jogos começará em julho e será rigidamente controlada inicialmente. Isso respeita o fato que apesar da sua recuperação aparentar ser total, há um grande passo para treinar para competição. Nós esperamos que Raúl esteja apto para fazer parte integralmente da temporada 2021/22 dos Wolves”, afirmou Matt Perry, médico dos Wolves, em comunicado no site do clube.

“Sua fratura no crânio foi curada; ele vestirá um protetor de cabeça para cobrir a área da lesão óssea pelo resto da sua carreira, mas é considerado forte o suficiente para que volte a jogar com essa proteção”, continuou Perry. “Uma lesão cerebral como uma concussão pode levar semanas e meses para se recuperar plenamente e um traumatismo cranioencefálico às vezes deixa sequelas duradouras. É maravilhoso poder dizer que Raúl teve uma excelente recuperação até agora. Ele não tem sinais mensuráveis de déficit e agora está em um estádio que ele pode vislumbrar um retorno à carreira que ele ama. Mas há um nível de precaução que é requerido”.

O futebol demorou tempo demais para agir

A International Football Association Board (IFAB) colocou a questão em pauta para ser discutida, segundo anunciado em outubro. Depois da reunião, em dezembro, a IFAB aprovou os testes para substituições de jogadores em casos de concussões. Com isso, mesmo que o time já tenha feito todas as substituições, pode substituir jogadores com concussões – e o adversário pode fazer uma substituição também. A Fifa decidiu já fazer o teste no Mundial de Clubes, que aconteceu em fevereiro. A Premier League também decidiu adotar os testes e começou ainda em janeiro. Já tinha adotado medida similar na Copa da Inglaterra, ainda em novembro.

Há suspeitas que as concussões gerem problemas de demência em ex-jogadores, algo que foi alertado por diversas pessoas, inclusive o ex-treinador Alex Ferguson, ainda em janeiro. Já houve uma discussão importante sobre isso em 2018, quando o goleiro Loris Karius teve uma concussão comprovada pelos médicos na final da Champions League e mesmo assim continuou em campo. A questão é tão antiga que em 2014 já se falava sobre reuniões entre a Fifa, NFL e outras entidades sobre o assunto, mas nada foi feito efetivamente no futebol até que o caso de Jiménez tenha ganhado a proporção que ganhou.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!