Brasileirão Série B

Série B chega em rodada final com seis times lutando por duas vagas na Série A

Juventude, Vila Nova-GO, Atlético-GO, Novorizontino, Mirassol e Sport lutam para fazer companhia a Vitória e Criciúma na Série A do Brasileirão, em 2024

O Brasileirão Série B de 2023 chegou em seu momento decisivo e, com seis times brigando por duas vagas restantes na Série A de 2024, a esperança é de muita emoção na última rodada da competição, que será totalmente realizada no próximo sábado (25). Além da disputa pelo acesso, a 38ª jornada também definirá os dois últimos rebaixados para a Série C. Quatro times ainda têm chances de descenso. Os dez jogos finais da segunda divisão acontecem no mesmo horário, às 17h.

Mesmo com muita coisa ainda por acontecer na competição, algumas definições já aconteceram. O Vitória garantiu o título e o acesso de forma antecipada, enquanto o Criciúma carimbou, na penúltima rodada, seu passaporte para a Série A do próximo ano. Na outra ponta da tabela, o lanterna ABC e o Londrina conheceram seus respectivos rebaixamentos de forma antecipada.

Briga pelo acesso à Série A

Faltando apenas três pontos para serem disputados na Série B de 2023, seis times ainda brigam pelas duas vagas restantes: Juventude, Vila Nova-GO, Atlético-GO, Novorizontino, Mirassol e Sport. A tabela impressiona. Apenas dois pontos separam o terceiro do oitavo colocado. Na 37ª rodada, a briga pelo G4 se encontra assim:

  • 3º lugar – Juventude – 62 pontos em 37 jogos
  • 4º lugar – Vila Nova-GO – 62 pontos em 37 jogos
  • 5º lugar – Atlético-GO – 62 pontos em 37 jogos
  • 6º lugar – Novorizontino – 62 pontos em 37 jogos
  • 7º lugar – Mirassol – 62 pontos em 37 jogos
  • 8º lugar – Sport – 62 pontos em 37 jogos

Confira, agora, o que cada equipe precisa para garantir seu lugar no Brasileirão Série A de 2024:

Juventude

Melhor colocado e com a maior pontuação da disputa, o Juventude pega o Ceará — que na 11ª colocação, com 50 pontos, já não briga por nada na Série B —, fora de casa, e garante seu acesso em caso de vitória. Se tropeçar, o time gaúcho precisará torcer por resultados combinados para ficar entre os quatro primeiros.

Vila Nova-GO

Quarto colocado, com 61 pontos, o Vila Nova-GO tem uma missão aparentemente fácil para garantir seu acesso. A equipe goiana enfrenta o lanterna e rebaixado há quase um mês, ABC, fora de casa, e garante seu acesso em caso de vitória. Em caso de tropeço, seria necessária uma combinação de resultados favorável para que o Tigre suba, disputando a Série A pela primeira vez desde 1985.

Atlético-GO

Com a mesma pontuação do conterrâneo Vila Nova, o Atlético Goianiense tem uma vitória a menos que o Tigre e, para se classificar, precisa pontuar mais que o adversário na rodada. Portanto, se o Vila empatar, o Atlético tem que ganhar do Guarani — que já não possui aspirações na Série B —, em casa; se o Vila perder, basta que o Atlético empate. Uma derrota atleticana ou uma vitória do vilanovense colorado tira qualquer chance da equipe de Jair Ventura subir.

Novorizontino

Com apenas 13 anos de idade em sua nova forma, o Grêmio Novorizontino busca seu primeiro acesso à Série A do Brasileirão. A equipe de Novo Horizonte, cidade do interior de São Paulo, com pouco mais de 38 mil habitantes, é o primeiro time do trio que possui 60 pontos, estando à frente de Mirassol e Sport pelo número de vitórias.

Para subir para a primeira divisão, o Novorizontino tem que bater o vice-líder Criciúma, em casa — os catarinenses já garantiram o acesso, mas podem perder a vice-liderança em caso de derrota —, e torcer por tropeços de pelo menos dois dos três clubes à sua frente.

Existe, ainda, a remota possibilidade da entrada no G4 com um empate, mas para isso Vila Nova e Atlético Goianiense teriam que perder seus jogos — a equipe de Novo Horizonte tem 18 vitórias, contra 17 do Vila e 16 do Atlético.

Mirassol

Com 60 pontos e 17 vitórias, o Mirassol sobe se vencer seu jogo — a equipe de Mirassol, no interior paulista, pega a Tombense, que briga contra o rebaixamento, fora de casa — e pelo menos três dos quatro times logo à sua frente tropeçarem. O time de Mozart não consegue subir com um empate pois, mesmo que Vila Nova, Atlético Goianiense e Novorizontino percam seus jogos, seria preciso tirar um saldo de dez gols para o Vila, o que é impossível num empate.

Sport

Campeão Brasileiro e da Copa do Brasil, o Sport tem pouquíssimas chances de acesso. A equipe pernambucana só sobe se vencer o Sampaio Corrêa — que ocupa a zona de rebaixamento, mas que ainda briga pela permanência — e que pelo menos quatro dos cinco times logo a sua frente tropecem. O mau momento da equipe, que vem de quatro partidas sem ganhar, também pesa contra.

Luta contra o rebaixamento à Série C

Na parte de baixo da tabela, ABC e Londrina já sabem que jogarão a Série C em 2024, mas outros quatro times ainda tentam fugir das duas vagas restantes: Ponte Preta, Tombense, Chapecoense e Sampaio Corrêa. Três pontos separam o quarteto.

  • 15º lugar – Sampaio Corrêa – 39 pontos em 37 jogos
  • 16º lugar – Ponte Preta – 39 pontos em 37 jogos
  • 17º lugar – Tombense – 37 pontos em 37 jogos
  • 18º lugar – Chapecoense – 37 pontos em 37 jogos

Confira, agora, o que cada equipe precisa para escapar de jogar o Brasileirão Série C de 2024:

Sampaio Corrêa

Melhor colocado entre os times que ainda correm risco de queda, o Sampaio Corrêa fica na Série B se vencer o Sport. Empatando, precisaria torcer por tropeços de dois dos três times abaixo de si. Em caso de derrota, seria necessário o tropeço de duas equipes. Sendo a Ponte Preta uma delas, seria necessária uma derrota da equipe campineira. Se o Sampaio perder e a Macaca empatar, Tombense e Chape não poderiam vencer.

Ponte Preta

A Ponte Preta precisa de uma vitória sobre o CRB — que não tem mais aspirações no Campeonato Brasileiro — para se garantir na Série B sem depender de outros resultados. Se empatar, a Macaca terá que torcer para que dois dos três rivais na briga tropecem. Sendo o Sampaio uma delas, seria necessária uma derrota da equipe maranhense. Em caso de derrota, a equipe de Campinas teria que torcer por tropeços de dois dos três times da briga contra o Z4, desde que o Sampaio não pontue.

Tombense

Se ganhar o jogo contra o Mirassol, em casa, o Tombense terá que torcer por tropeço de pelo menos um dos rivais para garantir sua permanência na Série B. Se empatar ou perder, cai.

Chapecoense

A Chapecoense é a 18ª colocada da segunda divisão por ter uma vitória a menos que o Tombense. Por isso, para se garantir na Série A, precisa vencer o campeão Vitória em casa e torcer para que dois dos rivais tropecem. Em caso de empate ou derrota, cai.

A Chapecoense, do experiente Henrique Dourado, vive momento dramático na Série B
A Chapecoense, do experiente Henrique Dourado, vive momento dramático na Série B – Foto: Icon Sport
Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo