Brasil

‘Só não vão ficar ricos se não me escutarem’: Renato exaltou os dois novos pontas da fábrica do Grêmio

Depois de Gustavo Nunes e Nathan Fernandes não sentirem o peso do Gre-Nal, Renato elogiou os dois novos talentos da linha sucessória de pontas formados no Grêmio

Se a derrota por 3 a 2 no primeiro Gre-Nal de 2024 foi dolorida para o Grêmio, especialmente pela forma como aconteceu, a partida do último domingo (25), no Beira-Rio, pela décima rodada da fase classificatória do Campeonato Gaúcho, também trouxe notícias positivas para o Tricolor. Em especial, a personalidade dos jovens pontas Gustavo Nunes e Nathan Fernandes, que não sentiram o peso do primeiro clássico como profissionais.

Em rápida ascensão desde a estreia no empate com o São Luiz, no dia 10 de fevereiro, Gustavo Nunes aproveitou as chances como titular devido às ausências de Soteldo e do próprio Nathan Fernandes. Depois de marcar seu primeiro gol como profissional na goleada sobre o Santa Cruz, o jovem atacante de 18 anos começou o Gre-Nal, e deu trabalho para o lado direito de defesa do Inter.

Logo aos sete minutos do clássico, Gustavo Nunes arrancava em velocidade em contra-ataque pela esquerda quando foi atropelado por Bustos. O árbitro Anderson Daronco assinalou a falta, mas, inexplicavelmente, não deu cartão amarelo para o lateral direito colorado. No segundo tempo, o ponta gremista conseguiu outras boas jogadas individuais, e deu o passe para Villasanti infiltrar e, após dividida com Renê, marcar o segundo gol tricolor, aos 10 minutos do segundo tempo.

A atuação de Gustavo Nunes só não foi ainda melhor porque ele perdeu grande chance de ampliar para o Grêmio. Depois de arrancada de João Pedro, aos 17, a bola sobrou limpa para o jovem ponta, que isolou. Desgastado, o camisa 39 deixou o gramado aos 34 minutos do segundo tempo para a entrada de Nathan Fernandes.

E o outro jovem atacante formado na base gremista também foi bem. De volta 19 dias depois de sofrer entorse no tornozelo, Nathan foi a principal válvula de escape do Grêmio na reta final do jogo, e cavou duas faltas — na cobrança da segunda, aos 44 minutos, Reinaldo levou perigo ao bater colocado, perto do travessão de Anthoni.

Renato elogia Gustavo Nunes e Nathan Fernandes, e revela conversa com ambos

Após a partida, o técnico Renato Portaluppi elogiou tanto Gustavo quanto Nathan. E revelou conversa que teve com os dois jovens recentemente.

— São jogadores que, apesar da pouca idade, tem nos ajudado bastante, vão nos ajudar bastante. O Gustavinho é um que aproveitou bem a oportunidade. Outro dia mesmo falei para ele e para o Nathan: vocês só não vão ficar ricos se não me escutarem. Porque são dois jogadores jovens, de 18 anos, mas tem muita qualidade. Tem muito a aprender, que é uma coisa normal pela idade. Estamos lapidando esses garotos, e você vê que toda vez que precisamos deles… o Nathan até se machucar estava bem. Agora o Gustavinho entrou, teve oportunidade, vem jogando bem — exaltou o treinador.

Gustavo Nunes e Nathan Fernandes estão na linha sucessória de pontas do Grêmio

Mesmo que ambos ainda tenham muito caminho a percorrer, Gustavo Nunes e Nathan Fernandes são mais dois pontas com muito potencial que o Grêmio forma em suas categorias de base. Eles seguem a linhagem de Pedro Rocha, Everton Cebolinha, Pepê e Ferreira, que tiveram diferentes destinos, mas foram decisivos para o Tricolor Gaúcho em vários momentos.

Inclusive, pela característica, Gustavo tem sido comparado a Cebolinha. Em recente entrevista exclusiva à Trivela, o jovem ponta gremista comentou sobre a semelhança com o atual jogador do Flamengo.

— Acredito que pelo drible e velocidade, sim, tenha essa lembrança. O ‘Cebolinha’ é um jogador habilidoso, mas também muito inteligente. São fundamentos que trabalho bastante e, assim como ele, espero dar esse retorno para o Grêmio com títulos — avaliou Gustavo.

Mas Cebolinha é passado para o Grêmio. O presente e futuro atende pelos nomes de Gustavo Nunes e Nathan Fernandes. E a ascensão dos dois permite a Renato ter fartura de opções de velocidade pelo lado do campo, algo muito pedido pelo treinador na temporada passada. Além dos jovens, o elenco tricolor também conta com Soteldo, que está lesionado, e Pavón, que busca ritmo de jogo.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo