Brasil

Cruzeiro chega a doze reforços no ano: os contratados estão fazendo a diferença?

Após primeira janela realizada na gestão Ronaldo, Cruzeiro começa a receber contratações de Alexandre Mattos

Após anunciar o acerto com o atacante Kaio Jorge, de 22 anos, que pertencia à Juventus, da Itália, o Cruzeiro chegou ao seu 12º reforço para a temporada de 2024. E mesmo que o número represente mais que um time de futebol completo, a Raposa não deve parar por aí.

Dez dos doze contratados chegaram na gestão de Ronaldo Fenômeno, que tinha o ex-zagueiro Paulo André e Pedro Martins como homens fortes do futebol da Raposa.

Agora, com a SAF do Cruzeiro nas mãos do empresário Pedrinho BH, é o badalado Alexandre Mattos quem dá as cartas no clube. Com ele, dois nomes chegaram: o lendário goleiro Cássio e o já citado Kaio Jorge.

Contratados na gestão Ronaldo:

  • Léo Aragão (goleiro)
  • Gabriel Grando (goleiro)
  • Zé Ivaldo (zagueiro)
  • Lucas Villalba (zagueiro)
  • Lucas Romero (volante)
  • José Cifuentes (volante)
  • Álvaro Barreal (ponta)
  • Gabriel Veron (ponta)
  • Rafa Silva (atacante)
  • Juan Dinenno (atacante)

Contratados na gestão Pedrinho BH:

  • Cássio (goleiro)
  • Kaio Jorge (atacante)

*Como o zagueiro João Marcelo já estava no clube, emprestado, não contabilizamos nessa matéria.

A mudança no comando da Raposa mudou também o perfil de investimento, de austero para permissivo. Ou seja, o Cruzeiro se dispôs a gastar mais, em nomes mais consolidados e/ou caros, para fortalecer o elenco profissional de forma imediata.

Assim, a tendência é que novos reforços cheguem até o fechamento da janela de transferências — que ainda nem se abriu, durará de 10 de julho até 2 de setembro.

E mais importante do que analisar a quantidade de reforços do clube por si só, é entender quais deram certo e se tornaram importantes para a equipe. Paulo André e Pedro Martins acertaram nas escolhas?

Léo Aragão – goleiro

Contratado para ser o terceiro goleiro do Cruzeiro, Léo Aragão, de 22 anos, não passou disso.

Ainda sem jogar, o camisa 41 segue apenas compondo elenco e, com a chegada de Cássio, é improvável que ele vá ter chances nesta temporada.

Gabriel Grando – goleiro

Gabriel Grando chegou ao Cruzeiro já em abril, na negociação que levou o antigo goleiro titular, Rafael Cabral, ao Grêmio.

Apesar de promissor, o arqueiro de 24 anos viu Anderson agarrar a titularidade e, por isso, não entrou em campo. Com a chegada de Cássio, a tendência é que ele fique ainda mais sem espaço no clube.

Grando não foi relacionado para o último jogo por opção técnica, mas seus representantes negam que ele esteja deixando o clube.

Zé Ivaldo – zagueiro

Zé Ivaldo, de 27 anos, assinou um pré-contrato com o Cruzeiro ainda durante o Brasileirão de 2023 e após passar um período apenas treinando na Toca da Raposa 2, pôde reestrear com a camisa azul na atual temporada.

Apesar de algumas oscilações pontuais entre o time titular e o reserva, o camisa 5 é titular absoluto e um dos jogadores mais importantes do elenco.

Lucas Villalba – zagueiro

Lucas Villalba, argentino de 29 anos, chegou ao Cruzeiro chancelado pelo antigo treinador Nico Larcamón, mas não se firmou.

O jogador, que atua como um zagueiro pela esquerda, ideal numa linha de três defensores, jogou muito pouco e não encheu os olhos. São apenas sete partidas no ano, três deles como titular.

Com a saída de Larcamón, Villalba perdeu ainda mais espaço, principalmente porque o treinador Fernando Seabra atua com uma dupla de zaga.

Nos últimos dois meses, o zagueiro canhoto atuou em apenas uma partida, entrando já nos minutos finais de uma partida praticamente ganha, contra o Alianza FC, da Colômbia.

A impressão que dá é que Villalba não é um zagueiro central e nem um lateral-esquerdo. Mesmo se fosse, a concorrência seria dura, mas não sendo, é difícil acreditar em seu aproveitamento.

Lucas Romero – volante

Um dos favoritos da torcida do Cruzeiro desde sua outra passagem pelo clube, o volante argentino Lucas Romero, de 30 anos, retornou ao clube e se tornou titular absoluto.

Vice-capitão e referência no elenco, o jogador tem feito ótima temporada e se destacado nos desarmes e saída de bola.

Além disso, se mostra um jogador mais completo e maduro que em sua primeira passagem, sendo um grande acerto da antiga diretoria.

José Cifuentes – volante

Titular da boa Seleção Equatoriana, o volante José Cifuentes chegou ao Cruzeiro com muita expectativa, mas decepcionou.

Nas poucas vezes em que jogou — foram doze partidas disputadas, somente três como titular —, o camisa 18 pouco mostrou e foi perdendo espaço, chegando a não ser relacionado para alguns jogos.

Atualmente, integra o plantel do Equador que disputará a Copa América e por isso desfalca o Cruzeiro em algumas partidas.

José Cifuentes chegou com status de jogador de seleção, mas pouco fez em seus primeiros meses de Cruzeiro
José Cifuentes chegou com status de jogador de seleção, mas pouco fez em seus primeiros meses de Cruzeiro – Foto: Staff Images/Cruzeiro

Álvaro Barreal – ponta

Álvaro Barreal chegou ao Cruzeiro por pedido de Nico Larcamón, que o enxergava como ideal para seu esquema.

Ele desembarcou em Belo Horizonte com a temporada já em andamento, algo que aconteceu também com Cifuentes, e demorou um pouco para se firmar.

Apesar do início de poucas oportunidades, o jovem argentino, de 23 anos, conquistou seu espaço e hoje é titular da ponta esquerda do Cruzeiro.

Barreal se destaca pela habilidade e bons cruzamentos, além de ser um jogador incisivo e de boa qualidade técnica.

Mesmo que esteja melhor a cada dia, ainda há mais o que se esperar do atleta, que pode ajudar a equipe celeste na temporada.

São 14 jogos no ano, sete como titular, e duas assistências dadas.

Gabriel Veron – ponta

De volta ao Brasil após um período de muitas lesões e pouquíssimo sucesso no Porto, de Portugal, o ponta Gabriel Veron começa a ter mais oportunidades no Cruzeiro.

O jovem de 21 anos foi titular nas duas últimas partidas da Raposa e seu desempenho dividiu opiniões. Apesar de criar bons lances, deixou a desejar em outros e isso deixou parte da torcida ressabiada.

Emprestado até o final do ano, Veron ainda tem tempo para mostrar o futebol dos tempos de Palmeiras.

Rafa Silva – atacante

Importante no acesso do Cruzeiro à Série A do Brasileirão em 2022, Rafa Silva voltou ao clube e tem sido importante.

Após perder parte da temporada no Departamento de Saúde da Raposa, o camisa 8 se tornou titular com a lesão de Juan Dinenno e já marcou gols importantes.

Ainda que venha jogando, o jogador de 32 anos não é visto pela diretoria como solução para a posição e é possível que seja contratado um novo centroavante.

Juan Dinenno – atacante

Juan Dinenno, argentino de 29 anos, chegou ao Cruzeiro e não demorou a cair nas graças da torcida.

Especialista na bola aérea, bom no pivô e técnico fora da área, Dinenno foi titular absoluto nos primeiros meses e um dos destaques da frágil equipe de Nico Larcamón.

Mas o jogador acabou sofrendo problemas físicos e já vem há dois meses sem jogar. Submetido a uma cirurgia para tratar dores no púbis, sua ausência será ainda maior.

Atualmente, o time sente muito a sua falta e o treinador Fernando Seabra pouco pôde trabalhar com ele.

Cássio e Kaio Jorge – goleiro e atacante

Reforços da era Alexandre Mattos, o goleiro Cássio e o atacante Kaio Jorge só poderão jogar a partir de 10 de julho.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo