Brasileirão Série A

São Paulo se despede do Morumbi com recorde absoluto e receita astronômica de bilheteria em 2023

São Paulo coloca mais de 1,5 milhão de torcedores no Morumbi e recebe o dobro do previsto com bilheteria

O São Paulo se despediu de um 2023 histórico com uma vitória um tanto desinteressada sobre o Flamengo, na última quarta-feira (6), no Morumbi, pela 38ª e última rodada do Brasileirão. O palco da despedida, aliás, foi ideal para coroar um ano em que o clube conquistou o título inédito da Copa do Brasil e ainda quebrou recorde atrás de recorde em termos de público e bilheteria em sua casa.

Nunca na história o Morumbi recebeu tantos torcedores quanto em 2023. O São Paulo registrou mais de 1,5 milhão de pessoas ao longo de 33 jogos no estádio neste ano. E tudo isso, claro, se reflete em dinheiro nos cofres. O clube faturou mais de R$ 111 milhões em receita bruta com venda de ingressos na temporada. Mais do que o dobro do valor que estava previsto no planejamento orçamentário.

São Paulo enfileira recordes de público em 2023

Os são-paulinos se acostumaram a ver as arquibancadas do Morumbi lotadas ao longo de 2023. E isso se reflete em uma série de recordes de público quebrados pelo clube nesta temporada. As marcas expressivas, aliás, vieram até mesmo quando o estádio não esteve lotado, Contra o Flamengo, nesta quarta-feira, foram 36.618 torcedores, com uma renda total de R$ 2.414.279. Este foi o 27º jogo com mais de 30 mil pessoas na temporada – algo inédito até então.

Em 2023, o São Paulo quebrou o recorde absoluto de público no Morumbi. Ao todo, exatos 1.515.716 torcedores marcaram presença em 34 jogos disputados neste ano. Um número muito superior às 1.260.707 pessoas em 38 jogos tricolores no estádio em 2022, a maior marca até então.

A média de público neste ano, por óbvio, também é muito maior do que a registrada no ano passado. Em 2022, foram 32.787 torcedores em média no Morumbi. Em 2033, o número saltou para 44.579 pessoas por partida. Não à toa, o São Paulo precisou de apenas 23 jogos em casa para chegar à marca de 1 milhão de público na temporada atual, contra 30 partidas, na passada.

São Paulo no Morumbi em 2023

  • 34 jogos
  • 1.515.716 torcedores
  • Média de 44.579 torcedores por partida

Além do recorde absoluto, o São Paulo ainda alcançou mais uma marca inédita: pela primeira vez na história, o clube registrou pelo menos 50 mil torcedores em oito jogos consecutivos. Em 2023, o São Paulo teve 50 mil ou mais pessoas nas arquibancadas do Morumbi em 15 das 33 partidas disputadas.

Vale lembrar que o São Paulo mandou ainda dois jogos fora de seu estádio em 2023. A equipe foi mandante no Allianz Parque na eliminação para o Água Santa no Paulistão. E depois foi o “dono da casa” na Vila Belmiro na vitória por 1 a 0 sobre o Red Bull Bragantino, no Brasileirão.

Clube fatura mais do que o dobro previsto com bilheterias

Com tanta gente assim frequentando o estádio a cada partida, o São Paulo também alcançou números expressivos de bilheteria em 2023. Os valores, claro, foram impulsionados pelos R$ 24.520.800 arrecadados com venda de ingressos para a final da Copa do Brasil – a maior renda de bilheteria da história do Morumbi e a segunda maior do país.

Ao todo, o São Paulo faturou R$ 111.879.289,5 em 36 jogos como mandante no ano (contabilizando também os dois jogos “em casa” fora do Morumbi). O valor é mais do que o dobro do que o clube pretendia faturar com bilheterias em seu planejamento orçamentário para 2023. O clube projetou receber R$ 54 milhões com venda de ingressos ao longo do ano.

Faturamento do São Paulo com bilheteria em 2023

  • 36 jogos*
  • R$ 111.879.289,5 de renda
  • Média de R$ 3.107.765,92 por partida
    *Contabilizando também os dois jogos fora do Morumbi

Bilheterias ajudam a compensar ausência de vendas

Todos esses números tão positivos servem para compensar o fato de que o clube se fechou para vendas em 2023. A diretoria atendeu a um pedido de Dorival Júnior e segurou todos os jogadores para conseguir brigar pelo título da Copa do Brasil. Tudo isso, mesmo que o orçamento do clube previsse R$ 142 milhões em negociações de atletas em 2023.

O São Paulo realizou apenas um valor próximo a R$ 44 milhões. A venda mais alta foi a do garoto Newerton. Mesmo sem sequer estrear pelo clube, o atacante foi vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por R$ 16,1 milhões. Outros atletas negociados foram Patrick, ao Atlético-MG, por R$ 6 milhões, e Léo, ao Vasco, por R$ 16 milhões. O clube também receberá valores por mecanismo de solidariedade nas negociações envolvendo Luiz Araújo, Brenner e Lyanco.

As bilheterias ajudam a reduzir o rombo. Mas o que salvou o ano foram as receitas com premiações em 2023. Especialmente, na Copa do Brasil. A equipe acabou abaixo do esperado no Paulistão, na Sul-Americana e no Brasileirão. Mas os valores recebidos com o título já são suficientes para o clube superar o esperado para premiações em seu planejamento orçamentário.

Orçamento do São Paulo para 2023

Fonte de receita Valor previsto Valor alcançado
Venda de atletas R$ 142 milhões R$ 44 milhões*
Bilheteria R$ 54 milhões R$ 111,8 milhões
Premiação no Paulista R$ 1,65 milhão R$ 450 mil
Premiação na Sul-Americana R$ 24,7 milhões R$ 12,41 milhões
Premiação no Brasileirão R$ 33,7 milhões R$ 26,3 milhões
Premiação na Copa do Brasil R$ 9,7 milhões R$ 88,7 milhões
Valores totais R$ 265,75 milhões R$ 283,66 milhões

 

O Tricolor estipulava receber R$ 69,75 milhões em premiações. E fechará o ano com um valor aproximado de 127,86 milhões por seu desempenho esportivo no ano – . R$ 58,11 milhões a mais do que o projetado. Todas esses valores ajudam o São Paulo a respirar neste fim de temporada de direitos de imagem atrasados com alguns jogadores. E eles compensam também a ausência de vendas, especialmente no caso de Beraldo.

O zagueiro está na mira do Liverpool, da Inglaterra. O clube inglês sinaliza a possibilidade de pagar 20 milhões de libras (aproximadamente R$ 120 milhões) pelo garoto. O valor é o dobro do que o Wolverhampton sinalizou ao clube no meio do ano. Os Wolves cogitaram uma proposta de 10 milhões de libras (R$ 63,3 milhões) pelo defensor – valores bem abaixo do que o Tricolor pretende receber. O Leicester é outro time interessado.

Com a vitória sobre o Flamengo, o São Paulo encerra o Brasileirão na décima colocação, com 53 pontos. O elenco agora entra em férias até a reapresentação para iniciar a pré-temporada, em janeiro. O 2023 do clube tem cinco competições para disputar: a Supercopa do Brasil, contra o Palmeiras, o Paulistão, a Libertadores, a Copa do Brasil e o Brasileirão.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo