Brasileirão Série A

O que há de verdade sobre a investida do Liverpool por Beraldo; São Paulo espera propostas

Liverpool estaria disposto a pagar 20 milhões de libras (R$ 120 milhões) por Beraldo

Titular absoluto do São Paulo campeão da Copa do Brasil, Lucas Beraldo vê seu nome atrair uma legião de clubes do futebol europeu desde a metade do ano. E agora, o zagueiro tem um dos gigantes do Velho Continente como interessado e candidato forte a tentar sua contratação já para janeiro de 2024. O Liverpool, da Inglaterra, tem o jovem de 19 anos em seu radar e planeja uma investida pesada para tirá-lo do Tricolor.

Ao menos, é o que garantem veículos da imprensa britânica. De acordo com o jornal “The Sun”, representantes dos Reds tiveram uma reunião com Lucas Beraldo após a vitória sobre o Cruzeiro, no Morumbi, no último dia 2 de novembro. O clube inglês teme concorrência pelo zagueiro e está disposto a acelerar as negociações para fechar sua contratação por um valor próximo a 20 milhões de libras (equivalente a 22,8 milhões de euros, ou R$ 120,2 milhões na cotação atual).

O São Paulo garante que até agora não foi procurado pelo clube inglês para tratar de uma possível transferência de Beraldo. O assunto é tratado nos bastidores do clube como uma sondagem inicial e até como “especulação”, conforme fontes consultadas pela Trivela, até porque a janela de transferências na Europa está fechada neste momento e só abre a partir de janeiro. Uma fonte do entorno do jogador afirmou que não houve contato, nem reunião com representantes do Liverpool.

São Paulo espera propostas por Beraldo

Após um 2023 de titularidade absoluta, o São Paulo espera propostas por Beraldo e pelos demais jogadores que se destacaram na conquista da Copa do Brasil. Além do zagueiro, Pablo Maia e Rodrigo Nestorhoje lesionado – se valorizaram ao longo do ano.

A Trivela apurou também que o valor está dentro do que o São Paulo pretende para negociar Beraldo. Caso estas cifras cheguem à mesa da diretoria, o clube dificilmente recusaria a proposta, mesmo que os quase R$ 90 milhões em premiação da Copa do Brasil e a renda com bilheterias nesta temporada permitam que o clube faça jogo duro no mercado.

Hoje, o São Paulo só vende seus jogadores pelo preço que estipular. E não por uma obrigação ou necessidade de fazer negociações para fechar as contas. No caso de Beraldo, o clube projeta fazer a maior transferência de um zagueiro na história do futebol brasileiro. E os possíveis 20 milhões de libras seriam mais do que suficientes para isso.

Hoje, quem detém o recorde em valores absolutos é o próprio São Paulo, que negociou Breno ao Bayern de Munique, em dezembro de 2007, por US$ 19 milhões. Mas como muito dos negócios foram feitos há mais de dez anos, a Trivela usou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para “atualizar” os valores e retratar o quanto cada venda “valeria” hoje em dia.

Com valores atualizados, a maior venda também é do São Paulo. O clube negociou Edmílson com o Lyon, em agosto de 2000, por US$ 10,5 milhões (R$ 19,11 milhões à época). Em 2023, esse valor equivale a R$ 113 milhões. Para fazer a maior venda da história, o Tricolor terá de vender Beraldo por pelo menos 21,3 milhões de euros.

As 10 maiores vendas de zagueiros no Brasil:

  1. Edmílson – do São Paulo para o Lyon, em agosto de 2000
    Valores corrigidos: R$ 113 milhões
    Valores na época: US$ 10,5 milhões (R$ 19,11 milhões)
  2. Breno – do São Paulo para o Bayern, em dezembro de 2007
    Valores corrigidos: R$ 101,9 milhões
    Valores na época: US$ 19 milhões (R$ 34,01 milhões)
  3. Alex – do Santos para o PSV, em fevereiro de 2004
    Valores corrigidos: R$ 92,9 milhões
    Valores na época: US$ 8 milhões (R$ 25 milhões)
  4. Roque Júnior – do Palmeiras para o Milan, em junho de 2000
    Valores corrigidos: R$ 87,6 milhões
    Valores na época: 8,5 milhões de euros (R$ 14,45 milhões)
  5. Thiago Silva – do Fluminense para o Milan, em dezembro de 2008
    Valores corrigidos: R$ 85,97 milhões
    Valores na época: 10 milhões de euros (R$ 32,1 milhões)

São Paulo já recusou propostas por Beraldo

Com a renovação, o São Paulo pretende segurar Beraldo ao menos até a metade de 2024. A diretoria entende que o mercado de transferências na Europa é de que a janela de janeiro – meio da temporada europeia – é menos aquecido do que a janela do meio do ano – início da temporada no Velho Continente. A diretoria não só pretende resistir ao interesse de clubes do exterior, como já vem resistindo.

O zagueiro esteve na mira de clubes da Premier League durante esta temporada. O Tricolor recebeu mais de uma oferta pelo atleta. O Wolverhampton, por exemplo, acenou com uma proposta de 10 milhões de libras (R$ 63,3 milhões) pelo defensor. O valor foi recusado pelo clube. O Monaco, da França, também teve interesse na contratação do zagueiro.

“O que o Beraldo joga é de outro planeta, já está na hora de se pensar em convocação para seleção principal. Já chegou proposta e proposta alta, mas alta para aquele momento. Agora, vão ter que pagar o que ele vale. Quando o Miranda estava conosco ainda, o Beraldo ainda não tinha jogado no profissional, ele falou ‘esse moleque vai ser melhor que eu’”. (Carlos Belmonte, diretor de futebol do São Paulo)

São Paulo quer transformar Beraldo em maior venda de um zagueiro na história do Brasil (Foto: Iconsport)

São Paulo renovou com Beraldo para se proteger

Com tanta expectativa, o São Paulo renovou o contrato com Beraldo recentemente e ampliou seu vínculo por mais cinco anos – até o final de 2028. O clube não divulgou detalhes do acordo para a renovação.

Mas conforme apurado, o zagueiro recebeu um aumento substancial nos vencimentos. A multa rescisória estipulada em contrato está na casa dos 60 milhões de euros (aproximadamente R$ 320 milhões pela cotação atual). Foi uma estratégia do clube para se proteger ainda mais e poder fazer jogo duro na hora de negociar o jogador.

Vale lembrar que o Tricolor não é dono da totalidade dos direitos do atleta. Os direitos do zagueiro de 19 anos estão divididos entre o São Paulo (60%), o XV de Piracicaba (20%) e o próprio jogador (20%).

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Jornalista pela PUCRS, é setorista de Seleção e do São Paulo na Trivela desde 2023. Antes disso, trabalhou por uma década no Grupo RBS. Foi repórter do ge.globo por seis anos e do Esporte da RBS TV, por dois. Não acredite no hype.
Botão Voltar ao topo