Brasileirão Série A

Fluminense enfrenta o Vasco para voltar a vencer e evitar recorde negativo

Jogo contra o Vasco é oportunidade para o Fluminense afastar crise e voltar a vencer em clássicos e no Brasileirão

O Fluminense entra em campo neste sábado (20), às 16h (horário de Brasília), com muito mais do que três pontos em jogo. O Tricolor enfrenta o rival Vasco da Gama, no Maracanã, e além de voltar a vencer e conquistar a primeira vitória no Campeonato Brasileiro, quer evitar um recorde negativo.

A fase do Flu não é das melhores. Com apenas um ponto no Brasileirão, o time de Fernando Diniz não venceu nenhum concorrente da Série A em 2024. O técnico, entretanto, não tem bons números em clássicos. Seu aproveitamento, na verdade, é o pior da história do clube contra os rivais.

Fluminense
20/04/24 - 16:00

Finalizado

2

-

1

Vasco da Gama

Fluminense - Vasco da Gama

Brazil Serie A - Maracana

3rd Turno

No Estadual, apenas dois empates contra Vasco e Flamengo, e derrotas para Botafogo e o mesmo Fla, duas vezes. Na competição nacional, estreou com empate com o Red Bull Bragantino e perdeu fora de casa para o Bahia. Uma crise se aproxima do CT Carlos Castilho e pode se intensificar se uma vitória não chegar no clássico.

— O resultado do clássico não impacta no dia a dia. Minha vontade sempre foi de ganhar todos os jogos. Temos que continuar trabalhando para melhorar para que no próximo clássico a gente vença. Temos que trabalhar e procurar fazer o nosso melhor em todas as partidas. Melhorar o que aconteceu no jogo de hoje e que não conseguimos vencer — disse o treinador.

Fluminense já igualou recorde negativo histórico em clássicos

Meses após viver um dos melhores momentos de sua história, o Fluminense se vê bem perto de uma crise. Nos últimos dez jogos, o Tricolor venceu apenas dois: a partida que valeu o título da Recopa Sul-Americana, contra a LDU, e o confronto com o Colo-Colo, pela Libertadores.

Fernando Diniz não tem bons números em clássicos pelo Fluminense - Foto: Icon sport
Fernando Diniz não tem bons números em clássicos pelo Fluminense – Foto: Icon sport

Durante essa fase, o Flu igualou um recorde negativo histórico em clássicos. Após empatar sem gols com o Flamengo na semifinal do Campeonato Carioca, o Tricolor chegou a 13 clássicos sem vencer, como em 1961/1962 e 1995/1996.

  • 2023/2024: 6 empates e 7 derrotas;
  • 1995/1996: 6 empates e 7 derrotas;
  • 1961/1962: 2 empates e 11 derrotas.

Caso não vença o Vasco neste sábado (20), o Fluminense chegará a 14 jogos sem bater seus rivais em clássicos, o que será a pior sequência dos seus 122 anos de história.

Diniz muda time e Fluminense terá zaga sem improviso

Confirmando informação dada pela Trivela, o Fluminense está escalado por Fernando Diniz para enfrentar o Vasco sem improvisos na zaga. Assim, Martinelli volta ao meio de campo ao lado de André e Ganso, como era o time que se sagrou campeão da Libertadores em 2023.

Felipe Melo volta à zaga do Fluminense contra o Vasco - Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Felipe Melo volta à zaga do Fluminense contra o Vasco – Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Os únicos titulares do ano passado que não estarão em campo são Nino, vendido ao Zenit, e Keno, que se recuperou de lesão, mas ainda não tem condições de jogo. O Tricolor ainda não encontrou um substituto para o seu antigo capitão na zaga, mas Marquinhos, que entrou na ponta-direita, por outro lado, tem sido um dos destaques da equipe de Diniz em 2024.

Na zaga, o técnico escalou Manoel e Felipe Melo, os dois companheiros mais comuns de Nino desde que passou a comandar o Fluminense em 2022. A dupla tem bons números, mas não joga junto desde fevereiro de 2023.

O time deve ir a campo com Fábio, Samuel Xavier, Manoel, Felipe Melo e Marcelo; André, Martinelli e Ganso; Marquinhos, Arias e Cano.

Onde assistir Fluminense x Vasco

Veja onde assistir Fluminense x Vasco pelo Campeonato Brasileiro neste artigo.

  • Data: sábado, 20 de abril de 2024;
  • Horário: 16h (horário de Brasília);
  • Local: Maracanã, no Rio de Janeiro.
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Caio Blois nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e se formou em Jornalismo na UFRJ em 2017. É pós-graduado em Comunicação e cursa mestrado em Gestão do Desporto na Universidade de Lisboa. Antes de escrever para Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo