Brasileirão Série A

Ortiz, elenco e CT de nível europeu: Bragantino teve coletiva esclarecedora

Diretor esportivo abordou diversos temas relacionados ao Red Bull Bragantino

Na tarde da sexta-feira, 8, o diretor esportivo do Red Bull Bragantino, Diego Cerri, concedeu uma entrevista coletiva no estádio Nabi Abi Chedid. Durante quase uma hora, Cerri respondeu perguntas sobre contratações, a venda do jogador Léo Ortiz ao Flamengo, questões do elenco, a participação na Libertadores, o centro de treinamento e outros assuntos relevantes para o clube.

Balanço da janela de transferência

Questionado sobre a janela de transferência, Cerri fez um balanço positivo. O clube realizou cinco contratações até o momento, incluindo o zagueiro Douglas Mendes (DG), o lateral-direito Nathan Mendes, e o meia Lincoln, ex-Fenerbahçe. Além disso, o Red Bull Bragantino comprou os direitos de dois jogadores que estavam emprestados, Matheus Fernandes e Eduardo Santos.

Cerri também realçou a importância de manter a base do elenco que teve um desempenho destacado no Brasileirão do ano passado. O diretor ressaltou que o clube continua aberto a novas contratações, principalmente de jogadores jovens que se encaixem na filosofia de desenvolvimento do clube.

A novela que parecia interminável do Léo Ortiz

Diego abordou um tema que até então não havia sido abordado oficialmente, a condução da negociação de Léo Ortiz. Ele destacou que o processo de negociação foi desgastante e durou três meses, visando garantir que o Flamengo atingisse os valores estabelecidos pelo Red Bull Bragantino.

Cerri garantiu que foi uma negociação transparente e ética, com diálogo aberto com Léo Ortiz. E após um ciclo vitorioso no clube, agradeceu ao jogador pelos anos dedicados à equipe e reconheceu o desejo de Ortiz de viver uma nova experiência, o que influenciou na decisão de venda.

O diretor ressaltou que sempre deixou claro que a negociação poderia ocorrer, desde que os valores estabelecidos fossem atingidos. Com a venda de Ortiz, o Bragantino obteve um valor considerável, tornando-o um dos zagueiros mais caros da história do futebol brasileiro em transferências entre clubes nacionais. Cerri concluiu que, uma vez atingido esse ponto, o processo de transferência se torna natural e inevitável.

Possíveis novas contratações

Embora não tenha confirmado nenhuma contratação específica, Cerri deixou em aberto a possibilidade de novas chegadas. Ele também comentou sobre o zagueiro Cacá, que recentemente foi apresentado pelo Corinthians.

O Cacá é um bom jogador oferecido e analisado pela equipe. No entanto, estamos considerando a iminente volta do Eduardo, o que nos dá um número suficiente de zagueiros. O Douglas se adaptou bem e talvez tenha características um pouco semelhantes, mas é mais jovem, com 19 para 20 anos. O Lucas Cunha também retornou e vive bom momento.

Na entrevista coletiva, Cerri afirmou que o elenco do time está equilibrado e que não há uma posição específica que esteja carente de jogadores. Ele salientou que, caso apareça algum jogador jovem e de qualidade que se encaixe no perfil buscado pelo clube, estão abertos para investir e reforçar o grupo. Cerri frisou a importância de buscar constantemente no mercado jogadores que possam elevar o nível de qualidade do elenco, mesmo que não seja para suprir uma necessidade específica. Segundo ele, é fundamental trazer jogadores que agreguem qualidade real ao time, e não apenas para preencher o elenco.

Planejamento para Libertadores

Na entrevista, Cerri destacou que a principal meta do clube é garantir a vaga na fase de grupos da Libertadores, como uma forma de coroar o excelente desempenho no Campeonato Brasileiro do ano anterior. Ele ressaltou a dificuldade da disputa, uma vez que envolve o quinto e sexto colocados do Brasileirão, considerado um dos campeonatos mais fortes da América do Sul e do mundo. 

Cerri mencionou que o confronto está equilibrado, mesmo com o adversário saindo na frente com uma vitória por 2 a 1 no Nilton Santos, a disputa está totalmente aberta. Ele destacou a força do Red Bull Bragantino em casa e o bom desempenho no jogo de ida, ressaltando que poderiam ter criado mais oportunidades, mas que não jogaram mal. O diretor enfatizou que a equipe está determinada a lutar até o fim pela classificação.

Inauguração do Centro de Treinamentos em Atibaia

Sobre o novo centro de treinamentos, Diego Cerri disse: “Nosso planejamento prevê a mudança da equipe agora, durante a data FIFA, que oferece um pouco mais de tempo para a transição. Podemos conceder folga nos primeiros dias, conforme estipulado pelo Caixinha em acordo com os jogadores. Ao retornarem, os jogadores se reapresentarão no CT. Realizamos alguns treinos pontuais no novo CT, em Atibaia, o qual é de primeira linha, com muita qualidade e tecnologia, e campos excelentes.”

Ainda sobre o novo CT, Cerri enfatizou que a mudança para o novo centro de treinamento foi cuidadosamente planejada e pensada, sendo uma obra complexa que certamente facilitará o dia a dia da equipe. Ele acredita que essa mudança servirá como estímulo para os jogadores, já que treinar em um ambiente novo, com uma estrutura de qualidade, é benéfico tanto no aspecto físico quanto mental dos atletas. Cerri destacou a importância de proporcionar um ambiente bem estruturado para os jogadores, considerando que são seres humanos que se beneficiam de um ambiente de trabalho adequado.

O novo centro de treinamento do Red Bull Bragantino, é inspirado nos modelos de outros clubes da marca Red Bull, como o Leipzig e Salzburg, referências na Europa em tecnologia, equipamentos e trabalho nas categorias de base, o CT promete ser uma estrutura de ponta.

Com oito campos, incluindo um mini estádio com capacidade para mil espectadores destinado aos jogos das categorias de base, o espaço também contará com uma ampla estrutura de alojamento para a equipe profissional e as equipes do sub-14 ao sub-23. A ideia é fortalecer a integração entre todas as categorias, proporcionando um ambiente propício para o desenvolvimento e a formação de novos talentos.

Além dos campos e alojamentos, o complexo contará com um restaurante, duas academias, pista de corrida, biblioteca, sala de imprensa com um mini estúdio, salas de lazer e estudos, e um auditório. Com essa infraestrutura completa, o Red Bull Bragantino busca não apenas melhorar as condições de treinamento e preparação de seus atletas, mas também criar um ambiente propício para o crescimento e a evolução do clube todo.

Foto de Leonardo Wisniewski

Leonardo Wisniewski

Jornalista pós-graduando em jornalismo esportivo na Cásper Líbero, apaixonado por contar histórias. Residente em Mairiporã-SP e comprometido em trazer análises perspicazes e narrativas envolventes do mundo esportivo.
Botão Voltar ao topo