Brasil

Flamengo e Red Bull Bragantino (enfim) finalizam negociação por Léo Ortiz

Desejo de Léo Ortiz pesa, e Flamengo consegue chegar a um denominador comum junto ao Red Bull Bragantino pelo zagueiro

Uma das novelas mais longas do futebol brasileiro nesta primeira janela de 2024 chegou ao fim. Flamengo e Red Bull Bragantino entraram em acordo por Léo Ortiz nesta sexta-feira (01), e o zagueiro, enfim, será jogador do clube da Gávea. Entre valores fixos e bonificações por metas, o Rubro-Negro desembolsará 8,5 milhões de euros (R$ 45 milhões na cotação atual).

O acordo foi selado em reunião entre as partes, junto aos agentes de Léo Ortiz. O jogador jamais escondeu o desejo de vestir a camisa do Flamengo e, agora, tem sua vontade atendida. O zagueiro é o terceiro reforço do Rubro-Negro para a temporada. A informação foi veiculada primeiro pela jornalista André Hernan e confirmada pela Trivela.

A reta final que selou o acordo

O fechamento da janela de transferências da Europa deixou o Flamengo em situação bastante confortável na negociação. Como nenhuma oferta vantajosa chegou, o Bragantino se tornou mais flexível quanto aos valores, e o Rubro-Negro conseguiu atingir o denominador comum. De início, a pedida dos paulistas era de 12 milhões de euros, diminuiu para 10 milhões de euros e, no fim das contas, fechou em 8,5 milhões de euros.

Braz, Spindel e todo o departamento de futebol adotaram o tradicional “gelo no sangue”, foram a São Paulo para fechar a negociação e conseguiram chegar naquilo que queriam. Os valores finais, inclusive, ficaram mais próximos da primeira proposta do Flamengo, que era de 6 milhões de euros (R$ 32 milhões), do que da pedida inicial do Red Bull Bragantino.

Desejo de Léo Ortiz foi fundamental na negociação

Léo Ortiz fez de tudo para chegar ao Flamengo, não tenha dúvida disso. Não que o atleta tenha forçado a transferência, pelo contrário, se manteve focado no Bragantino até o último jogo e, por isso, acabou “premiado” pela diretoria do clube paulista. A grande movimentação, no entanto, se deu no campo financeiro da negociação entre as partes.

Léo Ortiz deve desembarcar no Rio de Janeiro ainda nesta semana (Foto: Diogo Reis/AGIF/Sipa USA)

O zagueiro foi um dos responsáveis por destravar a negociação entre cariocas e paulistas. Léo Ortiz abriu mão de 25% dos direitos econômicos, que valeriam nas tratativas, para fechar com o Rubro-Negro. A vontade do atleta prevaleceu.

Um último pedido

Depois de acertar tudo, o Red Bull Bragantino fez transpareceu um último desejo ao Flamengo: ter Léo Ortiz nos dois jogos da terceira fase da Libertadores, diante do Botafogo. A ida não seria um empecilho, já que será disputada antes do fim do prazo da janela de transferências, mas o segundo acontecerá depois. O Rubro-Negro não se opôs, porém, também fez algumas exigências.

Durante a reunião que selou o acordo, o Flamengo deixou claro que, em caso de lesão, a negociação melaria. Além disso, os exames médicos válidos seriam realizados após o jogo de volta diante do Botafogo, no Nabi Abi Chedid. A Trivela apurou que Léo Ortiz não deve participar de nenhuma dessas partidas, já que está com a cabeça no Rubro-Negro.

Reforço importante para o Flamengo

A chegada de Léo Ortiz é fundamental para o Flamengo, já que, no momento, a equipe só conta com três zagueiros que não são oriundos das categorias de base: Fabrício Bruno, Léo Pereira e David Luiz. Agora, Tite terá uma dupla titular e outra reserva para praticamente todos os jogos, podendo contar, também, com Cleiton e Carbone, do sub-20.

É importante frisar que, antes de fechar em definitivo com Léo Ortiz, o Flamengo encaminhou acordo com Domingos Duarte, do Getafe. O zagueiro português funcionava como espécie de Plano B, diante da indefinição do futuro junto ao Red Bull Bragantino. Com o acerto, o Rubro-Negro não deve contratar o jogador de 28 anos e 1,91m de altura.

Braz consegue dar os reforços prometidos a Tite na última temporada (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

A contratação também fez com que o Flamengo suprisse mais uma carência identificada pela comissão técnica. De La Cruz chegou para o meio-campo, Viña para a lateral-esquerda e, agora, Léo Ortiz compõe a zaga. A ponta direita é a última grande prioridade que ainda precisa ser resolvida. O Rubro-Negro tentou Luiz Henrique e Evander para o setor, sem sucesso.

Foto de Guilherme Xavier

Guilherme Xavier

É repórter na cobertura do Flamengo há três anos, com passagens por Lance! e Coluna do Fla. Fã de Charlie Brown Jr e enxadrista. Viver pra ser melhor também é um jeito de levar a vida!
Botão Voltar ao topo