Brasileirão Série A

Com acusações e conspiração, Botafogo parece preparar terreno para possível fracasso no Brasileiro

Apesar de ainda estar na briga pelo título do Brasileiro, Botafogo parece já procurar culpados fora do clube para um possível fracasso e já fala até em acionar o Ministério Público

Enquanto patina e fica cada vez mais distante do título do Campeonato Brasileiro, o Botafogo parece procurar justificativas fora do campo para um possível fracasso na competição. Depois das acusações de corrupção por parte de John Textor, dono da SAF do clube, e do empresário ter encomendado um estudo que apontou que o Botafogo deveria ter 21 pontos a mais que o Palmeiras, agora foi a vez do CEO Thairo Arruda colocar em dúvida a lisura da arbitragem do Brasileirão. Nesta segunda-feira, depois de um melancólico empate com o Santos, o dirigente chegou a falar em acionar o Ministério Público para investigar possíveis problemas na competição.

Aparentemente sem conseguir explicar como o Botafogo conseguiu perder uma vantagem que chegou a ser de 13 pontos na liderança do Brasileirão – e 14 para o Palmeiras, a diretoria do clube parece ter escolhido como alvo a arbitragem e um suposto conluio contra o Glorioso, que está há oito jogos sem vencer e, agora, faltando três jogos para o fim da competição, é o terceiro colocado.

– Quando ele (John Textor) trouxe o relatório de todas essas partidas, entendemos que há um desbalanceamento dos erros, talvez um viés a favor do Palmeiras. Quando você analisa os erros ponto a ponto, talvez não se enxergue isso, mas, se olhar o contexto, consegue entender que todas as vezes o favorecimento é de um lado e os erros são do outro – afirmou Thairo Arruda, nesta segunda-feira, durante evento da Ferj sobre o Campeonato Carioca de 2024.

– A arbitragem brasileira é bastante contestada, mas será que é igual para todos? Estamos percebendo que há um viés, vamos acionar o Ministério Público em breve para poder fazer uma denúncia formal e deixar as investigações a cargo do Ministério Público do Brasil. Isso é um início para que o Ministério Público entenda que há um problema na arbitragem brasileira e leve isso adiante – disse o CEO do Botafogo.

Estudo de Textor foi usado em defesa no STJD

Suspenso preventivamente pelo STJD após ter falado havia “corrupção e roubo” no Campeonato Brasileiro, depois da derrota por 4 a 3 para o Palmeiras, John Textor contratou um estudo para tentar provar o seu argumento. Na última quarta-feira, na véspera do importante jogo com o Fortaleza, o americano chegou a publicar documento nas suas redes sociais, mas logo em seguida apagou.

No entanto, o “GE” divulgou que o documento também foi utilizado na defesa de Jhon Textor no STJD. Feito pela empresa “Good Game!”, o relatório apontou que o Botafogo deveria ter incríveis 21 pontos de vantagem sobre o Palmeiras. Na ocasião, na última semana, o Verdão estava dois pontos na frente.

De acordo com o estudo, o Botafogo deveria ter 10 pontos a mais, enquanto o Palmeiras teria 13 pontos a menos. Nesta segunda, Thairo Arruda defendeu o estudo encomendado por Textor.

– É a maior empresa do mundo em relação à análise de arbitragem. Eles prestam serviços para ligas, polícia europeia. É uma empresa totalmente independente no que faz. Quando o Textor contratou essa empresa, foi no sentido de tirar do Botafogo (a responsabilidade de) analisar a própria partida – disse Thairo.

John Textor e Thairo Arruda criticaram fortemente a arbitragem do Campeonato Brasileiro (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Botafogo segue reforçando ideia de “contra tudo e contra todos”

Não é a primeira vez em que o Botafogo parece procurar inimigos externos para explicar o derretimento do time no Campeonato Brasileiro. Antes mesmo da derrota para o Palmeiras, no Nilton Santos, o clube publicou nas redes sociais e transmitiu no telão do estádio um vídeo em que John Textor aparecia convocando a torcida e usando a famigerada expressão “contra tudo e contra todos”, que virou lema da torcida neste segundo turno.

A expressão virou mantra da torcida e ganhou ainda mais repercussão após as polêmicas envolvendo o adiamento da partida contra o Fortaleza, que deveria ter ocorrido no dia 24 de outubro, quando o Botafogo se sentiu prejudicado com a decisão da CBF de adiar a partida, que só ocorreu na última semana. No mesmo dia em que a CBF confirmou a decisão de adiar a partida, o atacante Tiquinho Soares publicou uma foto em uma rede social com a sigla “C.T.C.T”, em clara alusão ao “contra tudo e contra todos”, muito utilizado no futebol quando um clube ou uma torcida se sente prejudicada ou perseguida pela CBF, arbitragem ou quem quer se seja. O camisa 9 e, depois, Textor e Arruda acabaram ampliando a voz da torcida nas reclamações e conspirações em meio a disputa do título do Campeonato Brasileiro.

Poucos dias depois da derrota para o Palmeiras, Jhon Textor reforçou o seu discurso típico de dirigente “raiz” do futebol brasileiro. Em nota, ele disse que queria “botar fogo” na história. Na sua defesa no STJD, no entanto, o americano, que também está sendo processado pela CBF, disse que foi mal interpretado ao utilizar a palavra “corrupção”. De acordo com a defesa do empresário, houve uma falha de interpretação. Com “corruption”, Textor queria dizer que “algo foi alterado da forma original”. Além disso, afirma que “a palavra mais utilizada (para seu idioma nativo) para corrupção financeira seria ‘bribery'”.

Botafogo segue na briga pelo título

Apesar de parecer que o clube já procura explicações para um possível fracasso no Campeonato Brasileiro, o Botafogo segue na briga pelo título. Agora na terceira colocação, com 62 pontos, o Glorioso tem apenas um ponto a menos que Flamengo e Palmeiras. Na próxima quarta-feira (29), às 21h30, o Botafogo visita o já rebaixamento Coritiba, às 21h30, no Couto Pereira, para tentar voltar a vencer e retomar a liderança. Depois, o Glorioso ainda encara o Cruzeiro, em casa, e termina o Brasileiro contra o Inter, no Beira-Rio.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor do Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo