Sul-Americana

Vencer ou vencer: Cruzeiro recebe Católica rumo ao primeiro lugar na Sul-Americana

Cruzeiro e Universidad Católicam, do Equador, se enfrentam às 21h desta quinta (30), em um Mineirão lotado

O Cruzeiro tem uma missão definida para a partida desta quinta-feira (30), contra a Universidad Católica, do Equador: vencer ou vencer. O time celeste recebe a equipe de Quito às 21h (horário de Brasília), em um Mineirão lotado, que deve receber cerca de 55 mil cruzeirenses, pela sexta e última rodada do grupo B da Copa Sul-Americana.

Após um péssimo início na competição internacional, com três empates nos três primeiros jogos, tendo chegado a ver suas chances de classificação ameaçadas, o Cruzeiro se recuperou e venceu as duas partidas seguintes, contra Alianza FC e Unión La Calera.

Os triunfos, somados ao surpreendente tropeço da Universidad Católica frente ao modesto Alianza, na quinta rodada, fizeram com que o clube estrelado voltasse a depender só de si para buscar o primeiro lugar do grupo, algo que parecia impossível.

A importância de o Cruzeiro ser o líder do grupo B

Na Copa Sul-Americana, somente os primeiros colocados de cada grupo se classificam diretamente para as oitavas de final.

Os segundos disputam um playoff com os terceiros colocados vindos da Copa Libertadores para, só assim, assegurarem presença na fase seguinte.

Atualmente, a Universidad Católica ocupa o primeiro lugar do grupo B, com 11 pontos em cinco jogos, com o Cruzeiro vindo logo atrás, tendo nove pontos conquistados após as mesmas cinco partidas.

Se vencer, a Raposa chega aos 12 e ultrapassa os equatorianos, garantindo assim a classificação direta para as oitavas de final, que serão disputadas nas semanas de 14 e 21 de agosto. Os playoffs serão jogados nas semanas de 17 a 24 de julho.

Além de garantir longevidade na competição e arrecadar melhores prêmios, se classificar como primeiro do grupo B daria ao Cruzeiro mais tempo para integrar os reforços que chegarão na janela de transferências do meio do ano.

O Cruzeiro, muito modificado, não saiu do 0 a 0 contra a Universidad Católica (EQU) no jogo de ida
O Cruzeiro, muito modificado, não saiu do 0 a 0 contra a Universidad Católica (EQU), na altitude, no jogo de ida – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Fernando Seabra leva dúvida para o vestiário

O treinador Fernando Seabra seguirá com a base do time que venceu os últimos quatro jogos na temporada, mas com uma mudança obrigatória: o ponta Arthur Gomes está com um edema muscular na coxa esquerda e será desfalque por cerca de duas semanas.

Seabra então terá de definir quem joga no lugar do camisa 11. As opções prováveis são os jovens pontas Gabriel Veron, Robert e João Pedro.

Mas ainda há a possibilidade do treinador celeste mudar o esquema que vem sendo utilizado e colocar mais um atacante, no caso Rafael Elias, ou novos meio-campistas, tal qual Ramiro ou José Cifuentes.

Uma opção diferente destas seria uma grande surpresa.

Escalação do Cruzeiro

Sendo assim, o Cruzeiro deve entrar em campo com:

Anderson; William, Zé Ivaldo, João Marcelo e Marlon; Lucas Romero e Lucas Silva; Gabriel Veron (Robert), Matheus Pereira e Álvaro Barreal; Rafa Silva.

Relacionados do Cruzeiro

O retorno do meio-campista Japa, de 20 anos, que passou três meses fora por lesão, é a grande novidade da lista de relacionados. Além dele, Wesley Gasolina e José Cifuentes retornaram, nas vagas de Helibelton Palacios e Arthur Gomes. Filipe Machado segue de fora.

  • Goleiros: Anderson e Léo Aragão
  • Laterais-direitos: William, Wesley Gasolina
  • Zagueiros: João Marcelo, Zé Ivaldo, Lucas Villalba e Neris
  • Laterais-esquerdos: Marlon e Kaiki
  • Volantes: Lucas Silva, Lucas Romero, Cifuentes, Japa e Ramiro
  • Meias: Matheus Pereira e Vitinho
  • Atacantes: Álvaro Barreal, Arthur Gomes, Gabriel Veron, João Pedro, Rafael Elias, Rafa Silva e Robert

Universidad Católica joga pelo empate

Precisando apenas de um empate para garantir a primeira colocação do grupo, a Universidad Católica de Quito sabe que será necessário fazer uma partida defensiva perfeita para parar o Cruzeiro, apoiado por 55 mil torcedores no lendário Mineirão.

Ainda que a equipe equatoriana pregue a busca pelos três pontos, não será de se espantar uma postura reativa, apoiada na boa defesa da equipe, que sofreu somente um gol na Copa Sul-Americana.

— Sabemos que temos dois resultados que nos ajudam a terminar em primeiro, mas vamos jogar como sempre, saímos para propor o nosso jogo em qualquer campo — afirmou o zagueiro Fausto Grillo ao El Canal del Fútbol, no aeroporto de Quito.

Na partida de ida, as equipes empataram por 0 a 0 na altitude de Quito, logo na primeira rodada.

A campanha da Católica na liga local não é tão boa. Estão na sexta posição, a 10 pontos do líder Independiente del Valle. São três jogos seguidos sem vencer na competição.

Escalação da Universidad Católica

Tendo o grande desfalque do camisa 10, Facundo Martínez, expulso no empate contra o Alianza FC, o treinador Jorge Celico deve escalar a equipe com:

Rafael Romo; Kevin Minda, Fausto Grillo e Exon Gustavo Vallecilla; Gregori Anangonó, Daniel Clavijo, José Fajardo (Mauro Díaz), Luciano Nieto (Arón Rodríguez) e Layan Loor; Ismael Díaz e Jhon Cifuente.

Luciano Nieto, com uma torção no tornozelo, e José Fajardo, com uma distensão muscular, são dúvidas.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo