Sul-Americana

Cruzeiro bate Unión La Calera e se garante nos playoffs da Copa Sul-Americana

O time celeste contou com gol de Matheus Pereira, em jogadaça com William, para garantir a vitória

O Cruzeiro está garantindo nos playoffs da Copa Sul-Americana. O time celeste não perde mais o segundo lugar do grupo B da competição após vencer o Unión La Calera, por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no Independência, pela quinta rodada da competição internacional. Matheus Pereira, sempre ele, foi o nome da partida. Ele marcou o gol da vitória estrelada, após linda jogada com William, e desfilou em campo.

O Cruzeiro agora espera o desfecho da partida entre Universidad Católica (EQU) e Alianza FC (COL) para saber se terá chances de se classificar em primeiro. Para isso, seria necessário um improvável tropeço dos equatorianos.

Fernando Seabra repete equipe

Buscando manter o padrão de jogo das últimas partidas, três vitórias consecutivas, o treinador Fernando Seabra repetiu a escalação do Cruzeiro pelo terceiro jogo seguido e mandou a seguinte equipe a campo: Anderson; William, Zé Ivaldo, João Marcelo e Marlon; Lucas Romero, Lucas Silva e Álvaro Barreal; Matheus Pereira, Arthur Gomes e Rafa Silva.

Já o Alianza FC foi escalado pelo treinador Manuel Fernández com: Matías Ibáñez; Enzo Ferrario, Ezequiel Parnisiari e Diego Ulloa; Raimundo Rebolledo, César Pérez, Luciano Aued e Esteban Matus; Matías Cavalleri, Franco Soldano e Axel Encinas.

O que de melhor aconteceu para o Cruzeiro no jogo?

  • Mais um gol de Matheus Pereira, que vive grande fase
  • Ótimas atuações de Lucas Romero e William
  • Boas intervenções do goleiro Anderson

O que de pior aconteceu para o Cruzeiro no jogo?

  • Insegurança defensiva em descidas do Unión La Calera
  • Má finalização
  • Partida ruim de Lucas Silva

Cruzeiro inicia jogo com golaço de Matheus Pereira

A partida entre Cruzeiro e Unión La Calera era considerada de vida ou morte para as duas equipes na Sul-Americana e o torcedor cruzeirense entendeu bem, criando um típico clima de copa desde antes do apito inicial. E o time respondeu em campo com muita garra desde a primeira dividida.

O primeiro gol celeste não demorou a sair. Logo aos seis minutos de jogo, Matheus Pereira deu ótimo passe para William, que havia começado a jogada, o camisa 12 avançou e aplicou linda caneta em seu marcador, ficando livre para cruzar para a área, encontrando o camisa 10 da Raposa, que vive fase iluminada, e não perdoou, estufando a rede de Ibáñez e colocando 1 a 0 no placar, um golaço coletivo.

Mesmo ganhando, o Cruzeiro mantinha o controle do jogo e chegava bem ao ataque, mas com problemas no último passe ou na finalização, tinha dificuldades para ampliar o placar.

Acuado, o La Calera tentava sair em contra-ataques, utilizando seus rápidos pontas, que conseguiam aproveitar bolas longas e assustar com cruzamentos perigosos, ainda que Anderson não tenha precisado trabalhar. Quando chegou, aos 29, após erro de Zé Ivaldo na saída da bola, o time chileno finalizou por cima.

O time celeste viria a criar outra grande chance aos 39, quando Matheus Pereira achou Arthur Gomes, que cruzou de primeira, na cabeça de Marlon. O camisa 3 apareceu como um centroavante na área, cabeceando no travessão.

Segundo tempo de gols perdidos

Sabendo do “perigo do placar”, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo buscando o ataque e logo nos primeiros minutos Rafa Silva obrigou o goleiro Ibáñez a trabalhar. Antes dos 17 minutos, Arthur Gomes, Rafa, mais duas vezes, e Lucas Silva também pararam no arqueiro.

Se Ibáñez trabalhava muito de um lado, Andersoin teve que atuar no outro, aos 18, mandando chute do bom Matías Cavalleri para escanteio.

Na segunda etapa, Seabra mexeu primeiro colocando Vitinho e Rafael Elias Papagaio nas vagas de Barreal e Rafa Silva, e depois, sacando Arthur Gomes e Lucas Romero, para as entradas de Gabriel Veron e Ramiro. No primeiro toque de Veron na bola, aos 30, uma chance incrível perdida. Matheus Pereira deu lançamento incrível para o camisa 30, que cara a cara, mandou para fora. Quatro minutos depois foi a vez de Papagaio ganhar bola no ataque e finalizar para fora.

No mais, poucas chances claras de gol e o apito final aconteceu com o 1 a 0, que perdurou durante quase todo o tempo de jogo, no placar.

Golaço extracampo

O Cruzeiro destinou os mais de R$ 720 mil arrecadados na bilheteria da partida dessa quinta para ajuda humanitária aos atingidos pela tragédia que assolou o Rio Grande do Sul.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo