Libertadores

Em melhor fase após retorno, Marcelo se torna decisivo no Fluminense em 2024

Lateral-esquerdo é o defensor que mais participou de gols na Libertadores e, bem fisicamente, brilha pelo Tricolor em 2024

garantido como líder na Libertadores, o Fluminense venceu o Alianza Lima por 3 a 2, no Maracanã, e melhorou sua situação na competição. Muito por conta de Marcelo, autor de um golaço, que vive sua melhor fase após voltar ao Brasil.

Foram 17 anos na Europa em que Marcelo conquistou tudo o que podia pelo Real Madrid. Ídolo eterno do maior clube do mundo, ele retornou à sua casa, no Rio de Janeiro, e mostrou estrela. Campeão carioca com gol na final e da inédita Libertadores, o lateral-esquerdo colocou seu nome de vez na galeria de grandes ídolos do Flu.

Tricolor de coração e mundialmente reconhecido, o jogador de 36 anos marcou dois gols na Libertadores em 2024, e bem fisicamente, vive ótimo momento no clube.

— É um presente ter ele aqui, não só para o Fluminense, mas para o futebol brasileiro — se derreteu Fernando Diniz.

Marcelo evolui fisicamente no Fluminense em 2024

Se o Fluminense vive fase irregular, Marcelo está em ótimo momento. Em 2024, o lateral-esquerdo não sofreu lesões, e por isso, coleciona mais minutos em campo.

Ao chegar ao clube em 2023, o jogador sofreu com a sequência de partidas e um calendário bem mais pesado que na Europa. As dores musculares, por conta disso, não demoraram a aparecer, e Marcelo virou desfalque em momentos importantes.

Nos últimos dez jogos, entretanto, ele jogou pelo menos 84 minutos em oito. No único em que foi poupado, na derrota para o São Paulo, entrou no finzinho e quase deixou um golaço. Foram apenas duas partidas sendo substituído, sempre ao fim do jogo. Nas outras sete, jogou mais do que 90 minutos, o que foi raridade na última temporada.

— O Marcelo está um ano mais velho, mas na prática, parece que ele rejuvenesceu 3 anos. Não sei se ele é apaixonado pelo futebol ou pela bola. Ele e a bola tem uma relação de muita intimidade — afirmou Diniz.

Marcelo vive grande fase pelo Fluminense em 2024 - Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC
Marcelo vive grande fase pelo Fluminense em 2024 – Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC

A evolução física gerou também uma ascensão técnica. Não que fosse necessário. O lateral-esquerdo ainda erra por vezes na defesa. Mas de rara qualidade com a bola no pé, por outro lado, brilha no ataque.

— Mais do que a temporada europeia sem férias, é uma minutagem baixa nos últimos anos. Os treinamentos por lá são de carga mais baixa, o Real Madrid se vale mais de condição técnica e não física. Depois, ele foi para a Grécia e jogou pouco também. Ele já vinha em um declínio físico natural, tinha esse histórico. Isso naturalmente condiciona. Quando chegou aqui, ele foi se adaptando. Nós treinamos muito. Agora, criamos uma relação mais profunda e é um presente tê-lo aqui — opinou o treinador.

Falha na defesa é corrigida com genialidade no ataque

A partida contra o Alianza Lima, entretanto, esteve longe de ser perfeita. Parado na marca do pênalti, Marcelo falhou no primeiro gol dos peruanos ao marcar a bola em lance que Arregui cabeceou para as redes.

No ataque, porém, ele tratou de corrigir: participou da jogada do primeiro gol do Fluminense e marcou um golaço para empatar o jogo.

E ao fim do jogo, em sua coletiva, meio sem querer, Fernando Diniz deu a entender que Marcelo, porém, não errou.

— Sabíamos que a bola parada era uma força deles, mas acabamos tomando gol deles desse jeito. Eles nos surpreenderam com uma jogada nova. O jogador partiu do rebote e acabou fazendo o gol — explicou o treinador.

Invicto, Marcelo cria relação na Libertadores com o Fluminense

Desde que Marcelo chegou ao Fluminense, o time não perdeu com ele em campo na Libertadores. Desfalque em quatro jogos em 2023, na fase de grupos e nas oitavas de final, ele viu o Tricolor, porém, sentir sua falta. Sem ele, a equipe conquistou apenas uma vitória nestes jogos.

A relação foi criada em 2023 e ampliada em 2024. Marcelo nunca tinha jogado pela principal competição de clubes da América do Sul, já que deixou o Fluminense muito cedo, em 2006, ainda aos 18 anos. Na Champions League, foram 102 jogos, nove gols, 16 assistências e cinco títulos. Na Libertadores, por outro lado, ele está invicto.

São 14 jogos, com nove vitórias e cinco empates. Marcelo fez dois gols, ambos em 2024, e deu duas assistências, uma em cada edição. Campeão da Libertadores em 2023, o camisa 12 chorou no gramado e se orgulhou da conquista.

— Eu sou campeão da Libertadores com o meu time do coração, o Fluminense. Esquece! — comemorou Marcelo.

Como está o Fluminense em 2024

Próximos jogos do Fluminense

Veja os próximos confrontos do Fluminense na continuação da temporada:

  • Fluminense x Juventude — Campeonato Brasileiro — sábado, 1 de junho — 18h30 (de Brasília);
  • Botafogo x Fluminense — Campeonato Brasileiro — terça-feira, 11 de junho — 20h (de Brasília).
Foto de Caio Blois

Caio Blois

Jornalista pela UFRJ, pós-graduado em Comunicação pela Universidad de Navarra-ESP e mestre em Gestão do Desporto pela Universidade de Lisboa-POR. Antes da Trivela, passou por O Globo, UOL, O Estado de S. Paulo, GE, ESPN Brasil e TNT Sports.
Botão Voltar ao topo