Libertadores

Botafogo precisa de feito inédito com Artur Jorge para ter vaga antecipada nas oitavas

Contra o Universitario-PER, nesta quinta, em Lima, o Botafogo busca a primeira vitória longe do Rio com Artur Jorge, o que daria classificação para as oitavas de final

O Botafogo pode dar, nesta quinta-feira (16), um passo importante no sonho do título da Copa Libertadores. Às 19h (horário de Brasília), o Glorioso enfrenta o Universitario-PER, no Monumental de Lima, no Peru, pela quinta rodada do Grupo D. E o time de Artur Jorge depende de uma vitória simples para garantir a vaga nas oitavas de final da Libertadores. Simples, mas que ainda não aconteceu com o técnico português. Assim, o Botafogo pode evitar levar a decisão para o último jogo, que pode se transformar em um drama daqueles para a torcida botafoguense.

Com seis pontos, o Botafogo é o atual vice-líder do Grupo D, com seis pontos. O Universitario-PER, adversário deste noite, é o terceiro, com cinco pontos. Assim, uma vitória em Lima leva o Glorioso aos nove pontos e já garante o time nas oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência.

Por outro lado, uma derrota ou até mesmo um empate podem complicar e muito a vida do Botafogo na Libertadores. Se empatar, o Glorioso vai precisar vencer o Junior Barranquilla, atual líder do grupo, fora de casa, na Colômbia, na última rodada, para se classificar sem depender do outro jogo da chave, entre LDU e Universitario. Já se perder nesta noite, além de vencer o Junior no fim de maio, o Botafogo vai precisar torcer contra o Universitario na última rodada.

Botafogo precisa de algo inédito com Artur Jorge

Para conseguir esta classificação antecipada, o Botafogo precisa de algo que ainda não conseguiu sob o comando de Artur Jorge. Com o técnico português, o Glorioso ainda não venceu longe do Rio de Janeiro. O time até já venceu como visitante, mas em um clássico com o Flamengo, no Maracanã, com mando do Rubro-Negro.

Desde a chegada de Artur Jorge, foram três jogos longe do Rio de Janeiro, com duas derrotas e um empate. O Glorioso perdeu as duas primeiras partidas com o português, para a LDU, em Quito, e para o Cruzeiro, em Belo Horizonte. Depois de uma longa sequência de jogos no Rio de Janeiro, o Botafogo voltou a jogar longe de casa no último domingo e ficou no empate com o Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro.

E o Botafogo vai ter dois jogos fora de casa para tentar garantir essa vaga nas oitavas de final da Libertadores. Depois do confronto com o Universitario, em Lima, nesta noite, o Glorioso visita o Junior Barranquilla, na Colômbia, na última rodada. Mas isso não assusta Artur Jorge.

– Não é o fator casa ou fora que pode determinar nossa ambição e determinação. Tenho dito que temos que ter a capacidade de jogar onde quer que seja, contra quem for, da mesma forma. Iremos com toda a certeza lutar por essas duas partidas, lutar pelos seis pontos que estão em disputa para conseguirmos o nosso objetivo. É fora? Será fora que vão contar conosco. É dessa forma que vejo as coisas, porque nessa altura temos de fato que buscar os pontos que perdemos em casa no primeiro jogo, e tentar repetir o resultado que tivemos aqui contra o Universitario – afirmou Artur Jorge em coletiva recente.

Vale ressaltar, é claro, que foram poucos jogos longe do Rio de Janeiro nestes pouco mais de um mês em que Artur Jorge está no comando do Botafogo. No entanto, se quer a vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores, o Glorioso vai precisar buscar pontos nestes próximos dois jogos que o time tem — e ambos muito longe do Rio.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo