Brasil

Dito e feito: Rochet cumpre promessa no Internacional

Em reta final de recuperação de fissura na costela, Rochet voltou a treinar normalmente no Internacional nesta quinta-feira (21), conforme sua própria projeção

— Já estou me sentindo bem clinicamente, na questão da dor. Alguns movimentos ainda me incomodam. Mas calculo que daqui a uma semana já poderei realizar algumas quedas para os lados. Ir avançando gradualmente, que é a ideia que temos.

Essas foram as palavras de Sergio Rochet, goleiro do Internacional, em entrevista à Rádio Carve Deportiva, do Uruguai, na quinta-feira da semana passada (14), sobre a recuperação de sua lesão em uma das costelas. Dito e feito: exatamente sete dias depois, na manhã desta quinta-feira (21), o arqueiro colorado treinou normalmente no início da atividade no CT Parque Gigante, que foi aberto à imprensa. Defendeu bolas no alto, no chão, e caiu para os dois lados, sem a necessidade de colchonetes especiais, como vinha acontecendo.

A notícia é ótima para o Internacional, e indica que a estreia de Rochet na temporada, como tem sido projetado nos bastidores do clube nas últimas semanas, poderá mesmo acontecer nas finais do Campeonato Gaúcho. Para isso, no entanto, o Colorado precisará superar o Juventude, na próxima segunda-feira (25), às 21h30min, no Beira-Rio, em Porto Alegre, após empate por 0 a 0 no último domingo (17), no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pelo jogo de ida da semifinal.

Gol Colorado terá hierarquia que já existe em outros setores

Não que o substituto de Rochet, Anthoni, esteja mal. Na ausência do titular, o jovem goleiro de 22 anos, oriundo do Celeiro de Ases, soma 15 jogos e apenas sete gols sofridos na temporada. Ele tem recebido essa sequência também porque Ivan, contratado para ser reserva imediato do uruguaio, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho em sua estreia, contra o Avenida, e Diego, o quarto na hierarquia da meta colorada, tem apenas 18 anos e sequer jogou no sub-20.

Anthoni tem sido o goleiro titular do Internacional na ausência de Rochet. Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional

Mas apesar do desempenho satisfatório de Anthoni, o retorno de Rochet será saudado por mais de um aspecto. Tanto porque dará ao Inter mais tranquilidade na questão numérica dos goleiros, quanto porque fará a posição voltar a ter um jogador de hierarquia e de seleção, o que o elenco colorado também apresenta em outros setores do campo.

Trajetória de Rochet no Internacional era de destaque até sofrer a lesão na costela

Desde que chegou ao Inter, na metade do ano passado, Rochet se consolidou como uma das principais figuras do time. Líder e confiante, ele foi decisivo na boa campanha colorada na Libertadores de 2023. Nas oitavas de final, contra o River Plate, salvou a equipe de sofrer uma desvantagem maior no jogo de ida, no Monumental de Nuñez, e garantiu a classificação ao converter o último pênalti na disputa da partida de volta, no Beira-Rio. Nas quartas de final, diante do Bolívar, sustentou a vitória histórica em La Paz e pegou um pênalti em Porto Alegre.

Uma oscilação de Rochet na reta final da última temporada foi originada justamente pela fissura na costela, sofrida no início de outubro, na véspera do Gre-Nal pelo segundo turno do Campeonato Brasileiro. Ele falhou no próprio clássico, e não passou tanta segurança quanto o habitual em outros jogos. Com as férias, era esperado que o uruguaio retornasse 100% para 2024. Porém, ele voltou a sentir dores na semana de estreia no Campeonato Gaúcho. Desde então, tem tratado o problema, sem acelerar o processo, para não voltar a sentí-lo.

Rochet é o novo dono da camisa 1 do Internacional

A expectativa é de que, quando Rochet voltar a jogar, seja em definitivo. E uma novidade marcará o retorno do uruguaio aos gramados. Por pedido seu, ele passará a ser o camisa 1 do Inter, deixando de lado a 33 que vestia até então. O número clássico de goleiro estava vago no Inter com a saída de Keiller para o Vasco da Gama, no início deste ano.

Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho e formado em Jornalismo pela PUC-RS, já passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. É, também, coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo