Brasileirão Série A

Internacional se reabilita de eliminação e vence Gre-Nal de cinco gols no Beira-Rio

Após eliminação na Libertadores, Internacional domina Grêmio no Gre-Nal e vence por 3 a 2 em partida que poderia ter sido mais tranquila

O Internacional se reabilitou da dolorida eliminação na Libertadores da melhor maneira possível: com uma vitória no Gre-Nal. Que poderia ter sido até mais tranquila do que o 3 a 2 final, tamanha a superioridade em relação ao Grêmio no clássico deste domingo (8), no Beira-Rio. Enner Valencia, Wanderson e Alan Patrick marcaram os gols colorados, enquanto João Pedro e Luis Suárez descontaram para o Tricolor.

Com o resultado, o Inter se afasta da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. É o 12º colocado, com 32 pontos — cinco a mais do que o Vasco, 17º. Já o Grêmio estaciona na 3ª colocação, com 44 pontos — 11 a menos do que o líder Botafogo.

Primeiro tempo de amplo domínio do Internacional

Como tem acontecido em quase todos jogos no Beira-Rio sob o comando de Coudet, o Internacional foi amplamente superior no primeiro tempo. Em início frenético, logo aos dois minutos Enner Valencia foi derrubado por Gabriel Grando dentro da área após recuo errado de Villasanti. Chamado pelo VAR, o árbitro Paulo Zanovelli entendeu que a bola veio de Johnny, configurando impedimento do equatoriano. Mas pouco depois, aos 6, Valencia se redimiu dos gols perdidos na eliminação para o Fluminense, na Libertadores, e marcou seu primeiro no Campeonato Brasileiro. Dentro da grande área, pelo lado direito, recebeu passe de Alan Patrick, chutou para defesa de Grando, mas conferiu no rebote, mandando para o gol vazio.

O Grêmio não se encontrava. A utilização de três volantes — Villasanti, Carballo e Pepê — não deu a consistência esperada ao meio de campo. Pelo contrário. O espaçamento entre as linhas era enorme. Por ali, Alan Patrick desfilava. Aos 16, o camisa 10 recebeu de Johnny e abriu na direita para Valencia, que finalizou para fora. Dois minutos depois, o próprio capitão do Inter desperdiçou chance cara a cara com Grando, em lance anulado por impedimento. Além da falta de compactação sem a bola, o Tricolor tinha enorme dificuldade com ela. Aos 25, a pressão colorada forçou erro de Geromel. Alan Patrick acionou Maurício, que chapelou Reinaldo, mas foi travado na hora da conclusão.

Rochet foi praticamente um espectador do primeiro tempo. A única vez em que o goleiro uruguaio do Inter teve que trabalhar foi em cobrança de falta de Reinaldo, a qual encaixou com tranquilidade, aos 39. Com Cristaldo muito mal tecnicamente, e Ferreira apagado, as poucas iniciativas do Grêmio se davam pelo lado direito, com João Pedro. Mas lhe faltava parceria. Aos 44, o Inter quase marcou o segundo. Após roubada de bola de Aránguiz, Valencia foi acionado em profundidade. Ganhou na velocidade de Geromel e Kannemann, mas a cavada na saída de Grando saiu caprichosamente pela linha de fundo.

Mesmo com superioridade colorada, falhas de Rochet recolocam Grêmio no jogo

Renato tentou modificar o panorama na volta para o segundo tempo, com Galdino e Nathan nos lugares de Carballo e Cristaldo. Mas, logo aos 3 minutos, Galdino foi desarmado no campo de defesa por Renê. Wanderson arrancou, trouxe para dentro e bateu rasteiro para ampliar. Dois minutos depois, Valencia quase fez o terceiro em chute cruzado, que passou à direita. Assustado, o Grêmio também perdia a cabeça. Ferreira chegou forte em Bustos, recebeu cartão amarelo e foi substituído por Lucas Besozzi. Aos 10, Maurício rolou de calcanhar para Aránguiz, que chutou no meio do gol para defesa de Grando.

Aos 17 minutos do segundo tempo, os primeiros gritos de ‘olé’ já começaram a ser ouvidos no Beira-Rio. Com todo time mal tecnicamente, em especial Pepê, fiador do seu jogo, o Grêmio tinha enorme dificuldade para criar. Mas o Tricolor achou um gol aos 22. João Pedro chutou fraco, de perna esquerda, de fora da área, e Rochet aceitou, em falha grave. A resposta do Inter foi imediata. Dois minutos depois, em contra-ataque, Maurício pifou Alan Patrick. O melhor jogador em campo bateu colocado na saída de Grando para marcar o terceiro. O Tricolor voltou a descontar aos 29. Em cobrança de falta de Suárez, a barreira abriu, e Rochet, conterrâneo e ex-companheiro do Pistoleiro, aceitou novamente.

O crescimento do Grêmio e o risco de sofrer o empate levou Coudet a reforçar a marcação, diferentemente do que aconteceu contra o Fluminense. Igor Gomes e Gabriel entraram nas vagas de Johnny e Maurício, com Bustos sendo adiantado para a segunda linha. Renato foi para o tudo ou nada. À la Fernando Diniz, colocou Pepê de zagueiro e empilhou atacantes com os ingressos de Iturbe e André nos lugares dos amarelados Kannemann e Villasanti. Coudet respondeu com Nico Hernández e Rômulo, montando linha defensiva de cinco. Depois, ainda colocou Dalbert na vaga de Alan Patrick, deixando apenas Valencia de jogador ofensivo. Mesmo com oito minutos de acréscimos, o Grêmio não conseguiu pressionar de forma organizada, e o Inter apenas administrou.

Estatísticas de Internacional 3 x 2 Grêmio – Campeonato Brasileiro 2023

  • Posse de Bola: 46% x 54%
  • Chutes: 16 x 8
  • Chutes a gol: 7 x 2
  • Gols: Enner Valencia 6′, Wanderson 47′ e Alan Patrick 69′ (I) João Pedro 67′ e Luis Suárez 74′ (G)
Foto de Nícolas Wagner

Nícolas Wagner

Gaúcho, formado em jornalismo pela PUC-RS e especializado em análise de desempenho e mercado pelo Futebol Interativo. Antes da Trivela, passou pela Rádio Grenal e pela RDC TV. Também é coordenador de conteúdo da Rádio Índio Capilé.
Botão Voltar ao topo