Brasil

Cruzeiro perde pilar da defesa e substitutos preocupam; veja opções

Fernando Seabra não poderá contar com um titular da defesa pelo quarto jogo consecutivo

O Cruzeiro segue caminhando por uma corda bamba visando a abertura da janela de transferências, que acontecerá no próximo dia 10.

Enquanto os novos reforços não podem jogar, o treinador Fernando Seabra continua sofrendo com desfalques e precisando apostar em nomes que preocupam o torcedor.

Dessa vez, a ausência será do zagueiro João Marcelo, de 24 anos, um dos três maiores destaques da Raposa na temporada, juntamente com o lateral-direito William e o meia Matheus Pereira.

O defensor recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Criciúma e não enfrenta o Corinthians, no domingo (7), em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Este será o quarto jogo seguido que o Cruzeiro não terá um dos titulares de sua linha de defesa, considerado o setor mais forte do time principal da Raposa.

Contra o Athletico-PR, pela 12ª rodada, Marlon não esteve à disposição. O camisa 3 cumpriu suspensão por ter sido expulso contra o Bahia e, viu Kaiki, que teve boa atuação, ganhar a titularidade do time.

Na rodada seguinte, foi Zé Ivaldo que não jogou, por ter recebido três amarelos. O jogador ficou de fora contra o forte Flamengo, tendo que ser substituído pelo criticado Neris, envolvido de forma indireta no gol da vitória flamenguista.

Além do camisa 27, o argentino Lucas Villalba e o jovem Pedrão eram opções, mas foram preteridos.

O lateral-direito William foi o desfalque da última partida, também suspenso por cartões amarelos recebidos. Ele foi advertido pela terceira vez contra o Flamengo e não atuou na derrota para o Criciúma.

No seu lugar, Helibelton Palacios foi escolhido, numa decisão arriscada, que se mostrou equivocada por parte de Fernando Seabra. Além do colombiano, Wesley Gasolina era opção, mas o camisa 2 também não animaria o torcedor.

Sem João Marcelo, quem irá jogar na defesa do Cruzeiro?

Como dito anteriormente, João Marcelo é destaque do Cruzeiro na temporada e é, sem dúvidas, o melhor zagueiro do elenco.

O camisa 43 alia muita precisão nas ações defensivas com técnica acima da média para a posição e boas tomadas de decisões.

Seu desempenho, inclusive, atraiu olhares do futebol internacional. Ele recebeu uma proposta do Krasnodar, da Rússia, de 6 milhões de euros, prontamente recusada pelo Cruzeiro. A Itatiaia informou em primeira mão.

Assim como foi nos outros casos citados, com a exceção de Marlon, que tinha o ótimo Kaiki como sombra, a ausência de titulares explicita as carências do elenco do Cruzeiro.

São três opções para a vaga de João Marcelo e nenhuma delas é muito animadora. Veja:

Opção 1: Neris

Neris é o favorito para a vaga de João Marcelo e essa frase assusta o torcedor cruzeirense. O zagueiro é um dos jogadores mais criticados do elenco e transmite insegurança em suas atuações.

Apesar dos problemas enfrentados, é quem mais jogou além da dupla titular, já esteve no onze inicial de Seabra e substituiu Zé Ivaldo no último jogo.

Até agora, na temporada, Neris disputou 18 jogos pelo Cruzeiro, sendo 15 como titular. Com ele em campo, o time celeste sofreu 25 gols.

O time celeste não foi vazado em apenas quatro jogos em que Neris atuou. Com o camisa 27 começando como titular, a Raposa passou ilesa em somente duas ocasiões.

Muito criticados no Cruzeiro, Neris (esq.) e Palacios (dir.) receberam oportunidades nos últimos jogos por suspensões de titulares
Muito criticados no Cruzeiro, Neris (esq.) e Palacios (dir.) receberam oportunidades nos últimos jogos por suspensões de titulares – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Opção 2: Lucas Villalba

Reserva do Cruzeiro, o zagueiro argentino Lucas Villalba corre por fora na briga por uma vaga na defesa celeste. O defensor de 29 anos tem apenas 12 jogos na temporada, sendo três como titular.

Ele vem aparecendo nos jogos até mais que Neris, ainda que saindo do banco, mas é improvável que seja o escolhido.

Villalba se trata de um zagueiro/lateral-esquerdo, acostumado a jogar em linha de três. Por ser um jogador baixo para a posição, com 1,78m de altura, é difícil apostar que será escalado numa função que não faz com maestria, em um time que já tem estatura baixa.

Se Villalba atuar, o Cruzeiro terá somente Zé Ivaldo e Lucas Silva com mais de 1,80m em campo, o que dará possibilidades do Corinthians se aproveitar de jogadas aéreas.

Opção 3: Pedrão

Revelação da base celeste, Pedrão, de 20 anos, transita entre sub-20 e time principal. O zagueiro, que se destaca pelo porte físico, ainda não jogou na temporada e deve compor o banco de reservas.

Quando a janela se abrir, o Cruzeiro ganhará o reforço do promissor Jonathan Jesus para a zaga. O defensor, ex-Ceará, tem 20 anos e é visto como uma grande promessa.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo