Brasileirão Série A

Demissão de Thiago Carpini no São Paulo é a crônica de uma queda anunciada

Doze horas após derrota para o Flamengo, São Paulo anuncia oficialmente demissão de Thiago Carpini

A passagem de Thaigo Carpini pelo São Paulo durou apenas 98 dias. O clube anunciou a saída do técnico nesta quinta-feira (18), um dia depois da derrota por 2 a 1 para o Flamengo no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador campeão da Supercopa do Brasil deixa o Tricolor após 18 jogos no comando da equipe.

A verdade, porém, é que a demissão do treinador é apenas a crônica de uma queda já anunciada há pelo menos uma semana. Parecia mera questão de tempo, de adiar o inadiável. Enquanto o técnico jogava por seu emprego há três partidas, a diretoria já sondava substitutos no mercado. Deu certo na vitória sobre o Cobresal e até mesmo na derrota para o Fortaleza. Mas não desta vez.

A passagem de Thiago Carpini pelo São Paulo

  • 18 jogos
  • 7 vitórias
  • 6 empates
  • 5 derrotas
  • 26 gols feitos
  • 18 gols sofridos
  • 50% de aproveitamento

Próximo técnico deve ser estrangeiro

A sobrevida que Carpini ganhou após a derrota para o Fortaleza hoje soa como uma manobra da diretoria para ganhar tempo. Isso, porque o São Paulo já sondava substitutos para o treinador antes mesmo de bater o martelo sobre a demissão. Conforme apurado pela Trivela, a diretoria prioriza profissionais estrangeiros por entender que não há um técnico de unanimidade no mercado nacional e que seja capaz de chegar e acalmar os ânimos. O clube, inclusive, já ouviu alguns “nãos” durante as sondagens feitas até agora.

Diretoria perdeu confiança após Data Fifa

Thiago Carpini começou seu trabalho já fazendo história pelo São Paulo com a quebra do tabu em Itaquera e o título da Supercopa do Brasil. O treinador de 39 anos parecia destinado a engrenar, mas o seu trabalho estagnou depois da vitória sobre o Palmeiras no Mineirão — muito pelos desfalques, uma constante em sua passagem pelo clube.

A equipe oscilou no Campeonato Paulista, mas o técnico seguia respaldado pela diretoria de futebol,  que lhe respaldava e passava confiança para desenvolver seu trabalho de olho nas principais disputas da temporada. A avaliação interna era de que a equipe está no caminho certo e de que os desfalques atrapalharam bastante o rendimento e a adaptação às ideias e estilo de jogo de Carpini neste início de temporada.

Isso não mudou nem mesmo com a eliminação no Campeonato Paulista, nem agoraA confiança começou a ruir depois da derrota por 2 a 1 para o Talleres na estreia na Libertadores. O entendimento era de que a equipe deveria render mais após um período de 17 dias apenas para treinamentos durante a Data Fifa. Foi o início da queda de Carpini.

Elenco era o que segurava Carpini

Thiago Carpini se manteve no cargo mesmo após a derrota para o Fortaleza e até esta quarta-feira. E muito se deve à postura dos jogadores. O respaldo do elenco ao técnico pesou e muito para que a diretoria evitasse tomar uma decisão sobre a saída do treinador neste momento. O próprio comandante reconheceu isso logo na primeira pergunta da coletiva da última quarta-feira (10), após a vitória sobre o Cobresal. Hoje, são os atletas que seguram o treinador no cargo.

Os jogadores, aliás, fizeram questão de tornar público este respaldo, muito além das conversas dos líderes do elenco com a diretoria nos bastidores do clube. Após a vitória sobre o Cobresal, os atletas se uniram no mesmo discurso de que estão “fechados” com Carpini, querem sua permanência e confiam na metodologia de trabalho para fazer a equipe evoluir. Neste sábado, após a derrota, Michel Araújo e André Silva concederam entrevistas na zona mista do MorumBIS e mantiveram o mesmo tom de elogios ao trabalho.

> Os próximos jogos do São Paulo

  • Atlético-GO x São Paulo — Brasileirão — domingo, 21 de abril, às 18h30 (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura)
  • Barcelona-EQU x São Paulo — Libertadores — quinta-feira, 25 de abril, às 21h (horário de Brasília) — Transmissão: ESPN (TV fechada)
  • São Paulo x Palmeiras — Brasileirão — segunda-feira, 29 de abril, às 20h (horário de Brasília) — Transmissão: Premiere (TV por assinatura)
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo