Brasileirão Série A

Crise sem fim: derrota do São Paulo para o Fortaleza pode ser fim da linha para Carpini

Fortaleza vence o São Paulo por 2 a 1 no MorumBIS na estreia das duas equipes no Brasileirão

Thiago Carpini ocupou o seu lugar à beira do campo no MorumBIS esperançoso de que a noite de sábado (13) lhe trouxesse um pouco mais de paz no comando do São Paulo. Os gritos de “burro” que ecoaram das arquibancadas antes mesmo do apito final mostram que ele só conseguiu o contrário. O Tricolor paulista estreou no Campeonato Brasileiro com derrota por 2 a 1 para o Fortaleza — Lucero e Machuca marcaram os gols do Leão do Pici, e André Silva descontou para os donos da casa. Uma derrota que só aumenta a pressão sobre o treinador e pode custar o seu cargo.

O que aconteceu de melhor no jogo:

  • Thiago Carpini repetiu a escalação no 3-5-2;
  • o São Paulo teve 73% de posse de bola e 9 finalizações no primeiro tempo;
  • o Fortaleza praticamente só se defendeu no jogo, mas precisou de uma bola para marcar;
  • Lucero fez o golaço da vitória do Fortaleza após ótimo cruzamento de Pochettino;
  • Machuca aproveitou um contra-ataque para marcar o segundo do Fortaleza;
  • André Silva marcou o gol do São Paulo no único jeito possível: no talento individual
  • Carpini deixou o campo sob vaias e está cada vez mais ameaçado no cargo.

São Paulo fez primeiro tempo que tinha de fazer…

Thiago Carpini repetiu o 3-5-2 da vitória por 2 a 0 sobre o Cobresal na última quarta-feira (10) e comprovou uma tese que é frequente em suas entrevistas coletivas. O técnico sempre fala que precisa dar continuidade a uma mesma escalação para fazer a equipe dar certo. Neste sábado, a única alteração foi a entrada de Galoppo no lugar de James Rodríguez. E o São Paulo fez um primeiro tempo de controle quase total da partida e alguns lampejos de agressividade.

Os números são prova viva da boa primeira etapa são-paulina no MorumBIS. A equipe teve expressivos 73% de posse de bola e finalizou nove vezes a gol, contra apenas duas do Fortaleza. É bem verdade que o Tricolor rodou muito a bola na intermediária ofensiva sem lá muita eficiência e até com certa sonolência. Mas a equipe também soube ser agressiva. Tanto que obrigou o goleiro João Ricardo a fazer duas grandes defesas em lances praticamente seguidos. Primeiro, Michel Araújo concluiu da entrada da área, depois foi a vez Alisson. Ambos pararam no camisa 1 rival.

…Mas Fortaleza é letal e define jogo no segundo tempo

O São Paulo conduziu a segunda etapa quase que na mesma toada do primeiro tempo. A equipe voltou do intervalo com a mesma supremacia na posse de bola, mas com bem menos agressividade — seja nas investidas no ataque, ou na marcação. Não à toa, o Fortaleza teve bem mais liberdade para puxar contra-ataques e deixar seus atacantes no mano a mano com os zagueiros são-paulinos.

Para combater a falta de agressividade, Carpini mandou a campo primeiro James Rodríguez na vaga de Galoppo, depois os atacantes William Gomes e Erick nas vagas dos alas Michel Araújo e Igor Vinicius. As substituições não surtiram o efeito esperado, e o São Paulo ainda ficou mais exposto. Prova disso é que minutos após as trocas, Pochettino dominou pela esquerda com toda a liberdade para cruzar a bola no peito de Lucero. O argentino matou no peito, ganhou da zaga e chutou de sem-pulo para marcar um belo gol no MorumBIS.

Atrás no placar, o São Paulo se lançou ainda mais para o ataque e — acredite — deixou a defesa ainda mais desprotegida. Tanto, que Machuca teve todo o espaço do mundo para arrancar do meio-campo e tocar na saída de Rafael. Foi o gol que decretou a vitória do Fortaleza e que pode custar o cargo de Thiago Carpini. Nem mesmo o golaço de honra marcado por André Silva adiantou para alguma coisa.

Os próximos jogos do São Paulo

  • Flamengo x São Paulo — Brasileirão — quarta-feira, 17 de abril, às 21h30 (horário de Brasília)
  • Atlético-GO x São Paulo — Brasileirão — domingo, 21 de abril, às 18h30 (horário de Brasília)
  • Barcelona-EQU x São Paulo — Libertadores — quinta-feira, 25 de abril, às 21h (horário de Brasília)

Os próximos jogos do Fortaleza

  • Fortaleza x Cruzeiro — Brasileirão — quarta-feira, 17 de abril, às 20h (horário de Brasília)
  • Fortaleza x Altos — Copa do Nordeste — sábado, 20 de abril, às 19h30 (horário de Brasília)
  • Fortaleza x Boca Juniors — Copa Sul-Americana — quinta-feira, 25 de abril, às 21h (horário de Brasília)
Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo