Brasileirão Série A

Cruzeiro encaixa bom momento e Seabra terá ‘dor de cabeça boa’ com chegada de reforços

Muito questionado antes de iniciar competição, time celeste surpreende e faz campanha de G6 no Campeonato Brasileiro

O Cruzeiro faz um grande Campeonato Brasileiro e com a vitória sobre o Grêmio, por 2 a 0, nessa quarta-feira (10), terminou a noite na sexta colocação da competição, com 26 pontos em 15 jogos.

Visto por muitos como candidato ao rebaixamento no início do Brasileirão, o time celeste surpreende e se mantém entre os melhores times do campeonato, ainda sem os reforços contratados após a venda da SAF do clube, de Ronaldo Fenômeno para Pedrinho BH.

Além disso, o bom futebol praticado em muitas ocasiões reforça a ótima fase celeste, que coroa o momento com os 100% de aproveitamento conquistados em casa, o Mineirão, onde a Raposa é praticamente imbatível.

Os melhores jogadores do time, como William, João Marcelo, Barreal e Matheus Pereira, por exemplo, conseguem entregar bons desempenhos constantes e quando isso não acontece, quem entra — e vale também para os momentos de desfalque —, tem dado conta do recado.

Até mesmo os criticados têm ido bem em certos momentos. Gabriel Veron, Arthur Gomes, Lucas Silva e Ramiro conseguiram bons desempenhos, ainda que sem grande consistência.

Ramiro, volante do Cruzeiro, durante partida contra o Grêmio
Um dos jogadores mais criticados do elenco do Cruzeiro, Ramiro foi muito importante em vitória sobre o Grêmio – Foto: Icon Sport

Tal situação cria uma ótima dor de cabeça para o treinador Fernando Seabra, que certamente terá uma pulga atrás da orelha para escalar o time a partir de agora.

O técnico, que terá seis reforços à disposição nas próximas semanas — por problemas físicos, Fabrizio Peralta deve demorar mais a entrar em campo —, terá escolhas importantes a fazer.

Seabra terá “dor de cabeça boa” para escalar Cruzeiro

Dos sete contratados, pelo menos três deles chegam com status de titulares: Cássio, Walace e Matheus Henrique. Lautaro Díaz e Kaio Jorge são boas opções, mas terão que mostrar serviço. Jonathan Jesus e Peralta são apostas inteligentes para o futuro.

Se pensarmos no gol, Seabra já terá um problema. Anderson vem bem, segurou a bronca deixada por Rafael Cabral, e poderia seguir como titular tranquilamente. Ainda assim, Cássio deve ganhar a posição, mas precisará ficar atento, pois terá um concorrente de peso.

Muito positivo o trabalho e a evolução do Anderson. Entendo que outros jogadores estão no processo de evolução. O desafio é continuar os desenvolvendo. A gente tá muito satisfeito com o Anderson. O Cássio está trabalhando bem, está pronto pra jogar, vamos deixar passar essas primeiras 24 horas e pensar de forma decisiva no próximo jogo — avaliou Seabra após o Cruzeiro bater o Grêmio, sem revelar se Cássio assume a titularidade no próximo jogo.

Walace e Matheus Henrique devem entrar no time aos poucos, mas possivelmente não demorarão a controlar o meio de campo celeste. Ainda, sim, a formação com Lucas Romero, Lucas Silva ou Ramiro e Barreal não deixou a desejar e o Cruzeiro venceu dois jogos, um deles fora, marcando cinco gols e não sofrendo nenhum.

Na frente, Arthur Gomes cresceu de produção e Gabriel Veron vem deixando seus golzinhos. Mesmo sem um centroavante de ofício, o ataque tem funcionado e Lautaro e Kaio terão que mostrar futebol.

A necessidade de maior cautela com alguns nomes pode ser importante para que Seabra possa avaliar melhor cada mudança e entender a forma mais proveitosa de utilizar os contratados.

O treinador do Cruzeiro já avisou que nem todos os atletas irão ser utilizados em um primeiro momento. Somente Cássio, Jonathan Jesus e Matheus Henrique vem de condição física superior. Dos três, o goleiro é aquele que com certeza estará à disposição no sábado (13), contra o Red Bull Bragantino.

Essa incorporação dos jogadores que estão sendo contratados, não vai acontecer de uma vez. Vai ser feita de forma paulatina, de acordo com o nível de preparação. Imagino que a torcida esteja eufórica, nós também estamos otimistas com o fortalecimento do elenco — explicou Seabra após a vitória sobre o Corinthians.

O Cruzeiro, que tem elenco limitado e vez ou outra sofre com falta de peças, entra em um momento diferente e, levando-se em conta o momento e os reforços, pode almejar coisas grandes pela frente no Brasileirão.

Foto de Maic Costa

Maic CostaSetorista

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo