Brasileirão Série A

Mudanças de Seabra funcionam, Cruzeiro massacra e aumenta calvário do Corinthians

"Quadrado mágico" de Matheus Pereira, Barreal, Gabriel Veron e Arthur Gomes afundam time paulista na zona de rebaixamento do Brasileirão

O Cruzeiro protagonizou um massacre que aumentou ainda mais o calvário do Corinthians no Campeonato Brasileiro. Numa partida onde dominou do início ao fim, o time celeste não teve dificuldades de aplicar um acachapante 3 a 0 no Timão, na tarde deste domingo (7), pela 15ª rodada da competição.

Matheus Pereira, Álvaro Barreal e Gabriel Veron foram os autores dos gols do jogo, mas o que chamou a atenção foi a forma que as mudanças feitas por Fernando Seabra na escalação celeste deram certo e resultaram em uma equipe rápida, leve e envolvente.

Além do destaque ofensivo, Lucas Villalba, titular da zaga na partida, teve ótima atuação, se colocando como uma opção interessante paera a defesa cruzeirense em caso de indisponibilidade de Zé Ivaldo e João Marcelo.

Pressionado, Seabra mudou

Fernando Seabra durante Cruzeiro 3 x 0 Corinthians
Fernando Seabra fez boas mudanças e o Cruzeiro deu show no Mineirão – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Pressionado pela derrota do Cruzeiro para o Criciúma na última rodada, o treinador Fernando Seabra escalou um time com novidades para pegar o Corinthians.

Lucas Villalba foi o escolhido para substituir o suspenso João Marcelo na zaga, Marlon voltou para a lateral-esquerda na vaga de Kaiki e Álvaro Barreal ganhou a posição de Ramiro, muito contestado.

  • Escalação do Cruzeiro: Anderson; William, Zé Ivaldo, Lucas Villalba e Marlon; Lucas Romero e Lucas Silva; Gabriel Veron, Arthur Gomes, Álvaro Barreal e Matheus Pereira.

Já o Corinthians, que chegou para o jogo na zona de rebaixamento e sem treinador, foi escalado pelo interino Raphael Laruccia com o retorno do zagueiro Félix Torres, que estava defendendo a seleção equatoriana, eliminada da Copa América.

  • Escalação do Corinthians: Matheus Donelli; Matheuzinho, Félix Torres, Cacá e Hugo; Raniele, Breno Bidon e Rodrigo Garro; Romero, Wesley e Yuri Alberto.

Matheus Pereira brilha novamente

Empurrado por mais de 50 mil torcedores que lotaram o Mineirão, o Cruzeiro começou a partida muito em cima, marcando a saída de bola corintiana e criando chances. O primeiro chute, de Barreal, assustou, mas no segundo não teve jeito.

Aos 5 minutos, Villalba fez ótimo corte após lançamento da defesa paulista, Gabriel Veron ajeitou com perfeição para Matheus Pereira. O camisa 10 deu um lindo drible em Félix Torres e, quando saiu cara a cara com Matheus Donelli, não perdoou! Golaço do time celeste.

Após o gol, o Cruzeiro manteve o ímpeto em alta por alguns minutos, mas logo a partida ficou morna, com ambas as equipes mais se estudando do que atacando.

O time celeste sofria com a ausência de um centroavante e quando atacava pelas alas não encontrava ninguém centralizado para aproveitar.

Com o passar dos minutos o Corinthians passou a ganhar terreno e chegou com perigo em finalizações de Rodrigo Garro, que fez Anderson trabalhar em duas oportunidades.

VAR ganha protagonismo no jogo

Após a segunda das finalizações de Garro, o Corinthians bateu uma série de escanteios e, após bate-rebate, aos 40, Raniele empurrou para o gol. Muita festa dos corinthianos no Mineirão, mas a alegria durou pouco.

O VAR entrou em cena e indicou impedimento do ataque paulista. A torcida do Cruzeiro comemorou como se a Raposa tivesse feito um gol.

Seis minutos depois, foi a vez do time celeste sofrer com o VAR. Após finalização de Lucas Silva, a bola acertou no braço de Raniele e o lance foi para revisão. Após alguns instantes, a arbitragem mandou o jogo seguir.

Barreal faz seu primeiro gol em terras brasileiras

Uma das novidades do Cruzeiro, o meia argentino Álvaro Barreal, de 23 anos, que tem se tornado um xodó da torcida celeste, marcou seu primeiro gol no futebol brasileiro.

O camisa 21 recebeu bola na intermediária de Romero, avançou e mandou uma bomba de perna esquerda, no cantinho de Donelli, que nada pôde fazer. Dois a zero para o Cruzeiro aos 49 do segundo tempo no Mineirão.

Segundo tempo começa com gol de Veron

Muitos corintianos chegaram ao Mineirão somente no intervalo do jogo, o que fez com que parte considerável não assistisse nenhum dos três gols celestes. Isso mesmo, três.

Logo aos dois minutos de etapa final Arthur Gomes fez linda jogada pela esquerda, ganhou de Matheuzinho, e cruzou na medida para Gabriel Veron, que só teve o trabalho de estufar as redes de Matheus Donelli e marcar 3 a 0 para o Cruzeiro.

No decorrer do jogo, o Cruzeiro passou a administrar, dando estocadas pontuais que assustavam. O Corinthians também teve subidas de perigo na base da resiliência, mas parou no inspirado Anderson, que fez grandes defesas. Ainda houve tempo para o VAR anular gol de Arthur Gomes, mas nada que diminuísse a festa no Mineirão.

No final, 3 a 0 para o Cruzeiro, que terminou a partida na sexta colocação, com 23 pontos em 14 jogos. O Corinthians, por sua vez, segue muito pressionado, no 17º lugar, com 12 pontos em 15 partidas, podendo perder mais uma posição até o final da rodada.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo