Brasil

Matheus Henrique explica por que deve demorar a estrear no Cruzeiro

O volante foi comprado junto ao Sassuolo, da Itália, por 8 milhões de euros, tornando-se o jogador mais caro da história celeste

O volante Matheus Henrique, de 26 anos, foi apresentado oficialmente como novo reforço do Cruzeiro, na tarde desta segunda-feira (8), na Toca da Raposa 2.

O jogador, comprado por 8 milhões de euros (6 milhões fixos + 2 milhões variáveis), que dão cerca de R$ 46,4 milhões, junto ao Sassuolo, da Itália, concedeu sua primeira entrevista coletiva como atleta da Raposa e recebeu a camisa 97, mesmo número que utilizou em sua chegada ao futebol italiano.

Contratação mais cara da história do Cruzeiro, Matheus Henrique se disse muito ansioso para entrar em campo e defender o clube celeste.

Apesar disso, o reforço afirmou que não deve estrear contra o Red Bull Bragantino, no dia 13, primeira partida após a regularização dos contratados.

— Claro que estou ansioso, quero estar ali dentro de campo com os companheiros, mas sem pressa. Creio que não vai ser a partir de sábado que vou atingir o nível que eu tenho. Leva um pouco de tempo, mas, quando a oportunidade chegar e eu puder jogar, vou estar 100% preparado — explicou o volante.

Segundo ele, o longo período de inatividade após o fim da temporada europeia é a razão para que haja maior cautela para seu retorno.

— Fiz aqui a minha primeira semana. Eu estava de férias há três semanas. Meu último jogo foi em 19 de maio. A primeira semana foi mais um teste, a semana passada foi forte e essa é a minha terceira — completou Matheus.

 

 

O treinador Fernando Seabra já havia tocado no assunto na coletiva após a vitória do Cruzeiro sobre o Corinthians, por 3 a 0, nesse domingo (8), pela 15ª rodada do Brasileirão.

— A gente pensa jogo a jogo, mas estamos construindo um modelo. Fica claro pros jogadores os espaços em que eles possam ser utilizados. Essa incorporação dos jogadores que estão sendo contratados, não vai acontecer de uma vez. Vai ser feita de forma paulatina, de acordo com o nível de preparação. Imagino que a torcida esteja eufórica, nós também estamos otimistas com o fortalecimento do elenco. Mas temos que ter pé no chão — explicou o técnico do Cruzeiro.

Matheus Henrique, novo volante do Cruzeiro - Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Matheus Henrique acompanhou os últimos jogos do Cruzeiro diretamente do Mineirão e elogiou muito a torcida celeste – Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Mineirão ‘despertou’ sentimento adormecido em Matheus Henrique

Matheus Henrique também se mostrou animado em voltar a um time de grande torcida. Segundo ele, seu período no Sassuolo foi proveitoso, mas, por se tratar de um time modesto, se acostumou a jogar sempre com a arquibancada contrária.

— Fiquei os últimos três anos em um grande clube, não é tão grande na Itália em termos de história, mas muito estruturado. No primeiro ano foi tudo novidade, estar no futebol italiano, enfrentar grandes clubes, fiz gols nos grandes, no segundo ano a mesma coisa. Hoje, vejo que nessa terceira semana que estou aqui, está me despertando algo que tinha ficado pra trás.

No meu primeiro jogo, quando estava na arquibancada, fiquei arrepiado pela torcida e entrega dos companheiros, é algo que lá não tinha. Isso me despertou uma coisa no passado, de quando jogava no Grêmio, que também tem torcida grande. Isso está me motivando a cada dia — revelou.

Carreira de Matheus Henrique

Matheus Henrique começou sua carreira no São Caetano, mas ganhou projeção atuando pelo Grêmio, chegando e se destacando no clube gaúcho ainda bem jovem.

Suas primeiras oportunidades no time profissional do Tricolor aconteceram em 2018, quando ainda vivia período de transição entre a equipe principal e a sub-23.

Foram 17 jogos disputados e quatro gols anotados, o que corroborou a titularidade no ano seguinte, quando disputou 46 partidas, marcando um gol e dando uma assistência.

No ano seguinte, Matheus se destacou ainda mais. Foram 53 jogos, com três gols e um passe para gol.

https://www.youtube.com/watch?v=5sZpVR0O1pI

Em 2021, atuou até o meio da temporada no Grêmio. Ele jogou 22 partidas, com três gols e uma assistência.

O jogador foi negociado com o Sassuolo, da Itália, no meio daquele ano por cerca de R$ 60 milhões e se tornou um jogador importante da equipe.

Matheus Henrique foi titular enquanto esteve no time italiano, mas o rebaixamento à segunda divisão, na última temporada, possibilitou que o Cruzeiro buscasse a sua contratação.

Campeão Olímpico com o Brasil, Matheus já chegou a defender a Seleção Brasileira principal em 2019, convocado por Tite.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa é mineiro, formado em Jornalismo na UFOP, em 2019. Passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas, antes de se tornar setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo