Ásia/Oceania

Jorge Mendes também fez a ponte para Jota virar um novo astro do Al-Ittihad

Jota se destacou pelo Celtic no último Campeonato Escocês e rendeu a maior venda da história do clube, ao assinar com o Al-Ittihad

O fortalecimento do Campeonato Saudita está diretamente ligado a Portugal. E não é mera coincidência que muitos nomes importantes lusitanos cheguem à liga enriquecida: Jorge Mendes trabalha forte por isso. O megaempresário tem sido um parceiro de negócios dos sauditas até o momento, também para embolsar gordas comissões. Nuno Espírito Santo conquistou a última temporada com o Al-Ittihad, Cristiano Ronaldo chegou como garoto-propaganda no Al-Nassr, Ruben Neves virou um baita negócio no Al-Hilal. Já nesta segunda-feira, outro agenciado de Mendes desembarcou no país. Aos 24 anos, Jota será um dos estrangeiros que tentarão impulsionar o Al-Ittihad ao bicampeonato e também na Champions Asiática.

Quem lucra bastante com a transferência de Jota é o Celtic. Os alviverdes receberão €29,1 milhões pela venda do ponta, quase quatro vezes mais que o gasto há uma temporada, quando pagaram €7,5 milhões por sua contratação junto ao Benfica. O jovem tinha sido importante na equipe de Ange Postecoglu durante a última temporada, com a conquista da Tríplice Coroa na Escócia. Entretanto, a venda inflacionada é mais do que bem-vinda para reforçar o elenco rumo à próxima Champions League. Jota se torna a venda mais cara da história do clube, superando os €27 milhões que o Arsenal desembolsou por Kieran Tierney.

Prodígio nas seleções de base de Portugal

A fama de Jota está muito atrelada às seleções de base de Portugal. O atacante possui 73 partidas disputadas pelas equipes menores do país, do sub-15 ao sub-21, e anotou 26 gols. O primeiro grande sucesso aconteceu no Europeu Sub-17 de 2016, quando Jota era titular absoluto na equipe portuguesa que levou o título. O garoto repetiu a dose dois anos depois, com novo troféu no Europeu Sub-19 de 2018. O ponta esquerda arrebentou na campanha, com direito a dois gols na semifinal e outros dois na decisão, além de mais duas assistências. Foi eleito o melhor jogador do torneio.

A carreira de Jota por clubes não desabrochou da mesma maneira. O garoto era visto com muitas expectativas no Benfica e brilhava nas equipes de base, mas não cumpriu o esperado no time principal. Foram apenas dois gols e três assistências em 34 aparições pelos encarnados. O ponta também não se deu muito bem no Valladolid, emprestado na temporada 2020/21. Não se firmou como titular dos violetas e anotou só um gol em 17 partidas por La Liga. O grande salto de sua carreira ocorreu mesmo quando aceitou a proposta do Celtic, levado inicialmente por empréstimo em 2021/22.

Terror do Rangers na Old Firm consolidou Jota

A primeira temporada de Jota em Parkhead animou a torcida. O ponta fechou o Campeonato Escocês com 10 gols e 11 assistências. Teve participação notável na conquista do título, sobretudo na reta final. Diante dos serviços prestados, o português foi comprado em definitivo pelos alviverdes. E se saiu ainda melhor na temporada 2022/23. Jota fechou a Premiership com 11 gols e 11 assistências. Suas melhores atuações aconteceram nos clássicos contra o Rangers, inclusive ao anotar o gol que eliminou os rivais na semifinal da Copa da Escócia. Também balançou as redes duas vezes na fase de grupos da Champions.

Apesar do destaque no Celtic, Jota ainda não foi convocado para a seleção principal de Portugal. Em compensação, o bom momento na Escócia e o auxílio de Jorge Mendes renderam sua transferência para a Arábia Saudita. O atacante será uma potencial estrela do Al-Ittihad e um garçom para Karim Benzema no ataque. O sonho de algum dia chegar a uma das grandes ligas europeias, a princípio, fica suspenso. Contudo, o jovem tem idade para buscar outras oportunidades no futuro e poderá fazer um bom dinheiro neste momento. É uma opção compreensível, já que um salto para um clube de primeira linha parecia improvável a curto prazo.

Legião brasileira aos poucos se desfaz

Jota será treinado por Nuno Espírito Santo, o primeiro cliente de Jorge Mendes em sua trajetória como empresário. Já o elenco reúne vários estrangeiros: Karim Benzema e N'Golo Kanté são as estrelas do novo momento, mas outros auxiliaram o título na temporada passada. Marcelo Grohe, Ahmed Hegazy, Tarek Hamed, Igor Coronado, Romarinho e Abderrazak Hamdallah continuam no elenco. Com o limite a jogadores extracomunitários, o volante Bruno Henrique e o ponta Hélder Costa foram os primeiros a sair.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo