Bundesliga

Quem são os protagonistas do Bayer Leverkusen no inédito título da Bundesliga

Com Xabi Alonso, Leverkusen conquista Bundesliga com elenco recheado de destaques

A invasão dos torcedores do Bayer Leverkusen no gramado da BayArena após a confirmação do título inédito da Bundesliga neste domingo (14) representa esse grito de campeão engasgado. Tão azarado e com histórico de “pipoqueiro”, o clube ganhou o apelido de “Neverkusen” pelos fracassos em rodadas finais do Campeonato Alemão e os seis vices nacionais. Após 33 anos de espera, a luta acabou.

Tudo isso ficou para trás neste 14 de abril de 2024, que pode ser um início de uma histórica temporada com três títulos (está na final da Copa da Alemanha e nas quartas da Liga Europa). Em um título nacional avassalador, invicto até aqui, a comissão técnica e elenco contam com vários destaques, e a Trivela lista os três principais nomes dessa conquista – que já vale para as possíveis próximas.

Xabi Alonso: o jovem técnico que fez um elenco inexperiente campeão

Ninguém melhor do que o técnico espanhol ilustra esse título alemão. Ele chegou a Leverkusen em outubro de 2022 com a missão de tirar da zona de rebaixamento um time desacreditado, em péssima temporada. Mais do que isso, levou a competição europeia e ainda chegou na semifinal da última Liga Europa, caindo para Roma, vice-campeã de 22/23.

Naqueles meses da última temporada, Xabi Alonso já tinha rapidamente implementado suas ideias, que chegaram a outro patamar em 2023/24. Escalado sempre no 3-4-2-1, o Bayer raramente abdica de ser o protagonista com a bola nos jogos e dominar o rival através de uma pressão sufocante. A escalação tem muita movimentação e varia para um 3-2-5 porque os alas viram pontas, enquanto os dois meias que atuam atrás do centroavante tem liberdade para flutuar. Mas nada é estático e é legal ver como os jogadores podem se aglomerar em um mesmo setor.

O treinador bebeu muito da fonte de Pep Guardiola ao montar essa estrutura, mas suas ideias têm muito da influência também de Carlo Ancelotti, por conta da aproximação de jogadores no setor da bola e gestão de grupo, e de José Mourinho, nos verticais contra-ataques. É um time com um repertório gigante, tudo na conta do jovem comandante de 42 anos.

Tudo isso com um elenco que não conta com jogadores supercampeões. Muito pelo contrário. E mesmo assim, pela influência do seu técnico, esse grupo de atletas se reinventou com viradas improváveis nos últimos minutos, reforçando a fortaleza mental que eles passaram a ter com Alonso.

Já ídolo e amado em Leverkusen, ele mostra medir cada passo da carreira ao confirmar que permanecerá no Bayer na próxima temporada, apesar do interesse dos gigantes Liverpool e Bayern de Munique. A oportunidade em um clube enorme vai chegar de novo, Alonso entende que é melhor aproveitar o que construiu até aqui na BayArena.

Wirtz: o jovem craque que superou lesão e vive temporada mágica

Com Alonso, Wirtz voltou de lesão como se não tivesse parado (Foto: Icon Sport)

Tratado como uma das grandes joias da Alemanha, o meia Florian Wirtz teve que conviver aos 18 anos com uma grave ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. A lesão, em março de 2022, o tirou dos gramados por quase nove meses, ficando fora do que seria sua primeira Copa do Mundo, disputada no mesmo ano no Catar.

Houve quem ficasse preocupado com o andamento da carreira do jovem, mas o 23/24 é para afastar qualquer dúvida. Atuando como esse meia atrás do atacante central, Wirtz faz absolutamente tudo no Leverkusen. Movimenta às costas dos volantes adversários, tem liberdade para apoiar a saída de bola ou descer para as pontas, além de aparecer na área para finalizar. Apesar dos ótimos dribles curtos, sempre com a bola colada no pé, o destaque do meia são os passes açucarados em profundidade. Em 29 rodadas, distribuiu 10 assistências e teve média de 2.5 passes decisivos (oitavo no campeonato e segundo no elenco do Bayer), segundo o SofaScore.

O jovem também tem muita qualidade, precisão e força no chute. São 11 gols, incluindo três hoje ao sair do banco contra o Werder Bremen, sendo 10 de fora da área.

Grimaldo: o ala que faz tudo no Leverkusen

Alejandro Grimaldo já era um ótimo lateral/ala no Benfica, com bons números. Só que a chegada para o Leverkusen de Alonso nesta temporada elevou todos os patamares dele e até rendeu a primeira convocação do jogador para Seleção da Espanha. Mesmo fechando na linha de cinco no momento defensivo, o ala espanhol faz de tudo quando o Bayer tem a bola: pode ser o cara que dá amplitude na esquerda, ser mais um volante na construção ou infiltrar no ataque como um atacante.

Suas qualidades ofensivas ficaram evidentes nos decisivos jogos contra o Bayern. Na ida, marcou um golaço de falta na partida que terminou 2 a 2 na Allianz Arena, enquanto no returno, em casa, aparece na área para marcar o segundo dos três gols daquele dia.

Nos 29 jogos que fez na Bundesliga, Grimaldo marcou nove gols e distribuiu 12 assistências. Ao lado de Wirtz, é quem mais tem participações em gols no elenco (ambos com 21). Ele também lidera outras estatísticas no clube, como grandes chances criadas (17) e passes decisivos em média (2.6), além de ser o terceiro em chutes (média de 2.2) e em desarmes (1.5).

Menções honrosas na campanha da Bundesliga

  • Jeremie Frimpong: oito gols, sete assistências, quarto em média de passes decisivos (1.6) e terceiro em dribles (1.6) em 27 jogos
  • Victor Boniface: 11 gols, oito assistências, líder no elenco em média de chutes (4.1) e gols esperados x.G (13.21) em 18 jogos
  • Jonathan Tah: Quatro gols, uma assistência, líder em eficácia no passe (95%) e cortes (3.3), terceiro com mais passes certos (70.8) e quinto em bolas longas (1.8) em 26 jogos
  • Granit Xhaka: dois gols, líder em passes certos (96.4) e bolas longas (4.1), segundo em eficácia no passe (92%) e média de 117 toques na bola em 29 jogos
  • Exequiel Palacios: três gols, cinco assistências, líder em desarmes (2.5), segundo em eficácia no passe (92%) e terceiro em bolas longas (2.3) em 21 jogos

*Dados: SofaScore

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo