Inglaterra

Rodri, o volante que não perde e é essencial no Manchester City de Guardiola

Quando o volante Rodri está em campo, o Manchester City não perde e invencibilidade já dura mais de um ano

Ao pensarmos em um jogador decisivo no futebol vem a mente sempre atacantes ou meias, seja por assistências ou gols marcados em momentos chave do jogo. No entanto, para o Manchester City de Pep Guardiola, podemos apontar que o volante Rodri é tão importante (vezes, até mais) quanto os meias Kevin de Bruyne e Phil Foden ou o atacante Erling Haaland. E um número, que não é apenas uma coincidência, comprova isso.

Quando Rodri está em campo com a camisa azul, os Citizens não perdem, simples. Essa é a realidade há 60 jogos, desde que o time de Pep Guardiola perdeu para o Tottenham, fora de casa, por 1 a 0, em 5 de fevereiro de 2023, ainda pela 22ª rodada da Premier League 2022/23. No período de um ano e um mês, são 48 vitórias e 12 empates com o volante espanhol nos gramados, seja por Campeonato Inglês, Copa da Liga Inglesa, Copa da Inglaterra, Champions League, Supercopa Europeia, Mundial de Clubes ou Community Shield — dos campeonatos citados, só não conquistou a Supercopa da Inglaterra, ao empatar no tempo normal e cair nos pênaltis para o Arsenal.

Desde fevereiro do ano passado, o City perdeu cinco vezes. Ainda em 22/23, já campeão nacional, foi derrotado pelo Brentford na última rodada da Premier. Um revés até normal, o volante assistiu tudo do banco e tudo certo, mas o que acontece em 2023/24 mostra o quanto ele é essencial. Na atual temporada, Rodri levou cartão vermelho direto na vitória por 2 a 0 sobre o Nottingham Forest, em setembro, o que o tirou de três partidas. Primeiro, o clube foi eliminado pelo Newcastle da Copa da Liga, na sequência perdendo a invencibilidade na PL para o Wolverhampton e sendo superado pelo Arsenal, fato que não ocorria pelo campeonato nacional há quase oito anos.

Rodrigo retorna em outubro e o time de Guardiola volta aos trilhos nos resultados — mesmo que, à época, não tivesse tanto desempenho. Até que uma nova suspensão do jogador, dessa vez por cartão amarelo, o impede de jogar com o Aston Villa em dezembro. O que foi visto no Villa Park foi inédito: apesar de apenas 1 a 0 no placar, a equipe de Unai Emery amassou o Manchester City, um domínio jamais visto em anos, e empilhou finalizações. Foram 22 chutes, nunca um time treinado pelo catalão sofreu tanto em uma partida de campeonato nacional. Novamente, a ausência de um homem como o volante espanhol pesou na defesa da entrada da área, mesmo não podendo afirmar que só a presença do camisa 16 mudaria o que foi o jogo.

A partir daí, Rodri jogou quase todas as possíveis partidas do City — única exceção foi o 6 a 2 em cima do Luton Town — e o time não perdeu mais. Mas qual é a importância real do espanhol? O principal papel dele é ser a engrenagem no meio-campo. É o primeiro homem logo à frente do trio que faz a saída e é essencial na criação das jogadas, seja para fugir de uma pressão ainda na defesa ou dar um passe que desafogue no campo de ataque. Não se esconde, sempre se coloca como uma opção no centro do campo e raramente erra passes.

Em média na atual Premier League, Rodrigo toca 119 vezes na bola, é quem mais acerta passes (97.4 por jogo, com índice de acerto de 92%) e também lidera os lançamentos (7 por rodada, com eficácia de 81%, quase o dobro do segundo, Fabian Schär, que distribui 5.6). Na Champions, mantém o mesmo nível e é o segundo em ambos os quesitos.

Além disso, nos raros momentos que os azuis de Manchester não tem a bola, o espanhol sabe preencher muito bem o meio-campo e ser um pilar defensivo. No elenco do clube, é quem mais desarma (2.1 por rodada da PL) e também é o quarto em cortes (1.3) e interceptações (0.8).

A incrível ocupação de espaço de Rodri na Premier League 2023/24 (Foto: Icon Sport)

É o “volante Sergio Busquets” que Guardiola sempre busca em suas equipes desde que deixou o Barcelona, em 2012. Não que o camisa 16 seja como o histórico meio-campista catalão, mas tem gigante técnica e lembra em diversos aspectos, principalmente a capacidade em distribuir passes com qualidade.

Há também a importância, mesmo que seja menor, no aspecto ofensivo. Rodri não se aventura muito na área, só vai quando é necessário, como quando marcou o gol que deu o título da Champions League, contra Internazionale, ou, mais recentemente, no empate em 1 a 1 com o Chelsea. Mas, mesmo de fora, gosta de levar perigo aos goleiros adversários com fortes finalizações, tendo média de 2.1 chutes por partida na atual PL, número alto para um primeiro volante. Foi de muito longe que, também na última Champions, desatou o nó que faltava para encaminhar a vitória por 3 a 0 em cima do Bayern de Munique, nas quartas de final.

— Rodri sempre tem a habilidade de marcar gols em momentos importantes, então ele é um jogador incrível. Ele é de longe o melhor meio-campista do mundo atualmente porque consegue fazer tudo. Que contratação. É difícil compreender como poderíamos ter feito o que fizemos nos últimos anos sem ele. — exaltou Guardiola, no último mês.

Por lesões nesta temporada, o City passou quase cinco meses sem De Bruyne, mais de um sem Haaland, mas quem parece mesmo ser insubstituível é Rodrigo Hernández Cascante — justificado, também, pela ausência de um jogador com características parecidas no elenco.

Neste domingo (10), em Anfield Road, a invencibilidade do volante será verdadeiramente testada contra o líder da Premier League, o Liverpool. Um ponto separa os Reds do Manchester City e, além de esperarmos um ótimo jogo de Rodri pelos passes e desarmes, quem sabe ele não fará outro gol decisivo, que daria a liderança ao time de Guardiola.

Tabela da Premier League

Premier League
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Arsenal

Arsenal

33 23 5 5 51 74
2 Liverpool

Liverpool

33 22 8 3 43 74
3 Man City

Man City

32 22 7 3 44 73
4 Aston Villa

Aston Villa

34 20 6 8 21 66
5 Tottenham

Tottenham

32 18 6 8 16 60
6 Newcastle

Newcastle

32 15 5 12 17 50
7 Man Utd

Man Utd

32 15 5 12 -1 50
8 West Ham

West Ham

34 13 9 12 -9 48
9 Chelsea

Chelsea

31 13 8 10 9 47
10 Brighton

Brighton

32 11 11 10 2 44
11 Wolverhampton

Wolverhampton

33 12 7 14 -7 43
12 Fulham

Fulham

34 12 6 16 -4 42
13 Bournemouth

Bournemouth

33 11 9 13 -12 42
14 Crystal Palace

Crystal Palace

33 9 9 15 -14 36
15 Brentford

Brentford

34 9 8 17 -7 35
16 Everton

Everton

33 10 8 15 -14 30
17 Nottm Forest

Nottm Forest

34 7 9 18 -18 26
18 Luton

Luton

34 6 7 21 -28 25
19 Burnley

Burnley

34 5 8 21 -32 23
20 Sheff Utd

Sheff Utd

33 3 7 23 -57 16
Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo