Inglaterra

Raúl Jiménez volta a jogar pelos Wolves oito meses depois de fraturar o crânio

Depois de uma das lesões mais graves da temporada passada, Raul Jimenez voltou a campo pelo Wolverhampton em amistoso de pré-temporada

O Wolverhampton apresentou uma notícia bastante animadora para seus torcedores e para o futebol em geral neste sábado. O atacante Raúl Jimenez, de 30 anos, voltou a campo depois da terrível lesão, uma fratura no crânio, que o levou a ficar afastado do futebol por oito meses. O mexicano foi titular no jogo contra Crewe Alexandra, no início da pré-temporada dos Wolves. Uma grande notícia do ponto de vista humano, pela recuperação de alguém que correu risco de morte e ficou ameaçado de nunca mais voltar a jogar.

Jimenez quase conseguiu marcar um gol no seu retorno e acertou a trave em uma cobrança de falta. Depois, acabou substituído por Patrick Cutrone. O camisa 9 não entrrava em campo desde o dia 29 de novembro de 2020, quando o Wolverhampton venceu o Arsenal. O atacante foi operado com urgência depois do choque de cabeça com o zagueiro David Luiz e ficou em observação.

Em maio, ele estava treinado com a seleção mexicana em uma recuperação impressionante. A expectativa é que ele estivesse pronto para jogar na temporada seguinte, o que, enfim, aconteceu. O mexicano voltou a campo e ficou 33 minutos antes de ser substituído. O time todo foi substituído no intervalo. No final, o Wolverhampton perdeu por 1 a 0, com gol de Christopher Long, aos oito minutos do segundo tempo.

Jiménez recebeu autorização da Premier League para jogar com uma proteção na cabeça durante as partidas. Ele terá que usar a proteção pelo resto da sua carreira. O mexicano tem participado normalmente dos treinamentos com o novo técnico do clube, Bruno Lage, que prepara os Wolves para a temporada 2021/22.

Jiménez é um reforço importante para os Wolves. O atacante tinha marcado quatro gols em 10 jogos antes de se machucar na temporada 2020/21. É, antes de tudo, um alívio do ponto de vista humano. Ele escapou de uma sequela mais grave depois de fraturar o crânio, algo que foi terrível de se ver e mostrou como ainda é importante discutirmos as questões de concussões e choques de cabeça no futebol.

O Wolverhampton terminou a temporada passada em t13º lugar na tabela, longe das boas campanhas de temporadas anteriores. Depois de dois sétimos lugares consecutivos, os Wolves ficaram longe de vagas europeias. O técnico Nuno Espírito Santo deixou o clube ao final da temporada, colocando fim a uma era. Pouco mais de um mês depois, foi anunciado como novo técnico do Tottenham.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo