Premier League

Com protestos de torcedores, Manchester United não consegue se impor sobre o Leeds

Em jogo fora de casa, Red Devils ficaram em um empate sem gols com o time de Marcelo Bielsa, que deu poucas chances ao adversário

O Manchester United não conseguiu sair com a vitória diante do Leeds United, neste domingo, pela 33ª rodada da Premier League. Segundo colocado na tabela, o time enfrentou a equipe dirigida por Marcelo Bielsa como favorito, mas teve dificuldades. Em um jogo de poucas chances, o placar acabou em 0 a 0.

Antes do jogo, torcedores do Manchester United organizaram para que um avião passasse em cima do estádio com uma faixa dizendo “2bn stolen #GlazersOut” (algo como “2 bilhões roubados, #ForaGlazers”). O protesto, claro, é contra a família que é dona do clube, os Glazers.  Joel Glazer, um dos representantes da família, foi um dos 12 dirigentes envolvidos no fracasso da Superliga. O anúncio da nova competição no último domingo cindiu o futebol europeu. Dois dias depois, porém, tudo ruiu.

Faixa contra os Glazers: “2 bilhões roubados #FloraGlazers” (Imago/OneFootball)

Foram dias de muito protesto, inclusive de torcedores do Manchester United. Descrevemos as 48 horas entre o anúncio da Superliga e o seu desmoronamento. Embora houvesse insatisfação com a Uefa, a ideia da Superliga foi uma afronta aos torcedores. As consequências, especialmente para os ingleses, devem ser grandes. A Uefa avalia punições, ídolos dos clubes ingleses pedem a saída dos donos dos clubes e o governo britânico também quer examinar a governança dos clubes com mais detalhes, mirando o modelo alemão. E a Uefa que se cuide, porque precisa melhorar muito também.

“Dinheiro manda! Futebol não é nada sem os torcedores”, diz protesto de torcedores do Leeds (Imago / OneFootball)

Será um cenário comum daqui para frente: os clubes envolvidos na Superliga serão cobrados por isso, inclusive pelas suas próprias torcidas, e seus donos estarão sob constante pressão. No jogo em Elland Road, as coisas foram bem menos turbulentas. Uma das melhores chances do jogo veio com Marcus Rashford. O atacante cobrou uma falta com perigo, pouco antes do intervalo. A melhor chance do Leeds veio no segundo tempo, em um ataque rápido com Helder Costa, mas ele chutou para fora.

Com isso, os comandados por Ole Gunnar Solskjaer continuam a 10 pontos do líder, Manchester City. Com o resultado do Manchester United, o City só precisa de mais duas vitórias para garantir a conquista do título inglês na temporada. O Leeds sobe para nono lugar e aumenta a sua série sem derrotas para seis jogos.

Ao United, o que resta é só tentar manter o segundo lugar na tabela. São oito pontos à frente do Leicester, terceiro. Está em uma posição bastante confortável para garantir o posto no segundo lugar. O Leeds é o nono, um ponto a mais que o Arsenal.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo