Inglaterra

Ida dos playoffs da Championship termina zerada, incluindo o Norwich de Gabriel Sara

Norwich do brasileiro Gabriel Sara ficou no zero com o Leeds, mesmo placar de West Brom e Southampton

Começou neste domingo (12) um dos momentos mais legais do futebol inglês. A partida entre Norwich City e Leeds United no Carrow Road abriu os playoffs da Championship 2023/24, a segunda divisão da Inglaterra, que dá uma vaga para Premier League da próxima temporada. Na sequência, jogaram West Bromwich e Southampton, na casa dos Baggies.

No entanto, apesar das expectativas, não saiu nenhum gol nos 180 minutos de futebol jogados na Inglaterra hoje. É a primeira vez desde 2011 que os dois jogos de ida dos playoffs da Championship terminam zerados. Vantagem para dupla que jogou fora: o Leeds decide no Elland Road na próxima quinta-feira (16), enquanto no dia seguinte é a vez do Southampton receber o adversário no The Hawthorns, ambos às 16h (horário de Brasília).

Os Canários, que tem como grande destaque o brasileiro Gabriel Sara, ex-São Paulo, não conseguiram fazer valer o fator casa. Tanto que só fez Illan Meslier trabalhar uma vez, justamente com a cria de Cotia, cobrando uma falta encaixada pelo goleiro francês. O técnico David Wagner ainda pode ter problemas para a volta, já que Josh Sargent foi substituído lesionado aos 38 do segundo tempo.

A pouca eficácia do Norwich não significou que o Leeds foi absoluto. O visitante teve mais a bola no pé e até finalizou menos que o mandante, mas no geral foi melhor, justificado também por ser um dos melhores times na temporada. Georginio Rutter poderia ter tido uma grande chance se não tivesse furado, na marca do pênalti, um ótimo passe de Wilfried Gnonto. Quando abriu o placar, justamente Rutter estava impedido no momento que recebeu na cara do gol, dividiu com um adversário e a bola sobrou limpa para Junior Firpo marcar. O bandeirinha anulou e o VAR confirmou a decisão do campo.

Summerville também teve sua chance em uma bola mal rebatida pela defesa e uma finalização que obrigou Angus Gunn a espalmar para escanteio. O goleiro voltou a defender, dessa vez com mais facilidade, um chute de longe de Jaidon Anthony. E foi só, uma partida que não entregou tudo que esperávamos.

O outro jogo, também 0 a 0, foi mais agitado e teve mais chances claras. Teve um cenário até parecido, com a melhor equipe tecnicamente, no caso os Saints, ficando muito tempo com bola, mas no fim tendo menos chutes que o adversário.

Os primeiros 45 minutos foram de mais cautela, mesmo que Grady Diangana, dos mandantes, teve uma chance gigante em cabeçada quase na pequena área, defendida por Alex McCarthy. Com menor qualidade, o Southampton se aproximou em três tentativas, sem efetividade de Kyle Walker-Peters, Adam Armstrong e Sekou Mara.

No segundo tempo, o gol persistiu novamente em não sair. McCarthy, dos Saints, brilhou com nova defesa, novamente em tentativa de Diangana. O goleiro do Brom, Alex Palmer, também teve que trabalhar em perigoso chute desviado de Ross Stewart.

O placar zerado é ótimo para o Southampton, mas o time de Russell Martin provavelmente não contará com Che Adams, destaque do time que também ficou fora hoje.

Última vez que os times dos playoffs da Championship jogaram a Premier League

  • Leeds United: 2022/23
  • Norwich: 2021/22
  • West Bromwich: 2020/21
  • Southampton: 2022/23

Leicester e Ispwich já confirmaram acesso

Quando foi rebaixado para Championship na temporada passada, o torcedor do Leicester saiba que aquele elenco poderia mais e o retorno para Premier League seria eminente. E realmente aconteceu – mesmo que com um grupo bem diferente daquele que caiu. Menos de um ano depois, os Foxes confirmaram a volta para elite do futebol inglês e ainda veio com o título da segunda divisão.

É inegável, nas 46 rodadas da competição, o Leicester foi o melhor coletivo. Treinado por Enzo Maresca, ex-auxiliar de Pep Guardiola no Manchester City, o time conquistou o título com 97 pontos, sendo líder ou entre os primeiros em várias estáticas, como gols (2º, 89), defesa (1º, 41 sofridos), posse de bola (2º, 62%), grandes chances criadas (1º, 142), entre outras.

Os Foxes só não foram mais absolutos porque o vice-campeão fez uma campanha interessante. Com apenas um ponto a menos do campeão, o Ipswich, do jovem técnico Kieran McKenna, 37 anos, foi o time mais legal de se assistir pelos jogos serem um tanto caóticos (marcaram 92 gols e sofreram 57).

Mesmo com um elenco bem abaixo dos concorrentes, vindo de um acesso à terceira divisão, eles lutaram ponto a ponto contra Leicester e Leeds e desbancaram os Whites, que jogaram a Premier League na última temporada. Os Tractor Boys são quem mais somaram pontos nas quatro divisões da Inglaterra desde dezembro de 2021, quando assumiu McKenna. Até o City de Guardiola ficou para trás.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius é nascido e criado em São Paulo e jornalista formado pela Universidade Paulista (UNIP). Escreveu sobre futebol nacional e internacional no Yahoo e na Premier League Brasil, além de eSports no The Clutch. Além disso, atuou como assessor de imprensa no setor público e privado.
Botão Voltar ao topo