Inglaterra

Por que o Pré-Olímpico virou um divisor de águas na carreira de Andrey Santos

Mauricio Pochettino, técnico do Chelsea, afirmou que o futuro de Andrey Santos será decidido enquanto o meio-campista estiver com o Brasil no Torneio Pré-Olímpico

A preparação da Seleção Brasileira Sub-23 para a disputa do Torneio Pré-Olímpico na Venezuela, entre 20 de janeiro e 11 de fevereiro, começa nesta segunda-feira (8) na Granja Comary, em Teresópolis. Um dos nomes mais importantes dentre os 23 convocados por Ramon Menezes é o do meio-campista Andrey Santos, que ainda tem o futuro incerto após o fim antecipado de seu empréstimo ao Nottingham Forest e recente retorno ao Chelsea, mas poderá defini-lo com seu desempenho na competição que garante duas vagas nos Jogos de Paris.

Contratado pelos Blues no início de 2023, Andrey passou por um empréstimo ao Vasco, clube que o revelou, no primeiro semestre, fez a pré-temporada com o time de Londres e foi emprestado ao Nottingham Forest no fim de agosto com a expectativa de ter mais oportunidades do que teria no Chelsea. Sob o comando de Steve Cooper, no entanto, teve poucas chances e muitas vezes sequer foi relacionado para os jogos. Ao todo, foram duas atuações e 97 minutos somados em campo com a camisa dos Reds.

O pouco espaço dado para o brasileiro não agradou o Chelsea, que emprestou o jogador de 19 anos justamente para se desenvolver e ganhar experiência no futebol inglês. De acordo com o The Athletic, o clube londrino chegou a procurar o Nottingham Forest no começo de outubro para “cobrar” mais minutos ao meia, o que não aconteceu. Não utilizado mesmo com a troca no comando e a chegada de Nuno Espírito Santo, ele voltou para os Blues no início do mês.

Tudo isso deixa o futuro de Andrey Santos em aberto, mas o Torneio Pré-Olímpico pode ajudar a acabar com a incógnita. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, na véspera da partida de ida pela semifinal da Copa da Liga Inglesa contra o Middlesbrough, o técnico Mauricio Pochettino confirmou a ida de seu atleta ao Brasil para se juntar ao grupo de Ramon Menezes e afirmou que o Chelsea decidirá se ele será emprestado novamente ou não durante a competição classificatória para os Jogos de Paris de 2024.

— Andrey vai ao Brasil para se juntar à seleção nacional. Durante um mês ele vai ficar fora da dinâmica do clube. Durante esse período, decidiremos se é bom para ele voltar a ser emprestado ou se permanecerá conosco quando voltar da seleção nacional — explicou o treinador argentino.

Futuro de Andrey pode ser decidido antes do fim do Pré-Olímpico

A declaração de Mauricio Pochettino abre espaço para a possibilidade de Andrey Santos permanecer no Chelsea caso se destaque no Torneio Pré-Olímpico. Acontece que nem uma grande performance na Venezuela garante ao brasileiro oportunidades na equipe principal dos Blues, que tem Moisés Caicedo, Enzo Fernández, Conor Gallagher, Lesley Ugochukwu e Romeo Lavia como opções para o meio-campo.

Caso permaneça em Stamford Bridge até o fim da temporada 2023/24, Andrey possivelmente treinará com o time profissional — como tem feito desde que retornou do Nottingham Forest — e atuará ocasionalmente pela equipe sub-21. Em décimo lugar na Premier League e com as duas partidas da semifinal da Copa da Liga Inglesa previstas para janeiro, o Chelsea só deve rodar seu elenco e promover chances para jogadores menos utilizados caso siga avançando na Copa da Inglaterra e enfrente equipes teoricamente mais fracas.

A outra possibilidade é que Andrey Santos seja emprestado mais uma vez. Se isso acontecer, no entanto, o meia terá seu futuro definido antes do fim do Torneio Pré-Olímpico, já que a janela de transferências do inverno europeu fecha no dia 31 de janeiro. A cria do Vasco já foi especulada no Strasbourg, time que pertence ao mesmo grupo dono do Chelsea, e em clubes da Championship, equivalente à segunda divisão inglesa.

A tendência é que seja emprestado para um clube inglês, já que o Chelsea esgotou sua cota de empréstimos internacionais. Gabriel Slonina (Eupen), David Fofana (Union Berlin), Angelo Gabriel (Strasbourg), Diego Moreira (Lyon), Hakim Ziyech (Galatasaray), Kepa Arrizabalaga (Real Madrid) e Romelu Lukaku (Roma) são os jogadores cedidos para equipes de outros países nesta temporada.

Andrey teve seus melhores momentos em 2023 com a camisa do Brasil

Se depender do desempenho de Andrey Santos no Torneio Pré-Olímpico, muito provavelmente ele seguirá no Chelsea. O meio-campista costuma se destacar pelos times de base da Seleção Brasileira, tendo vivido seus melhores momentos em 2023 justamente com a amarelinha.

No início do ano passado, Andrey foi o capitão do Brasil na conquista do Sul-Americano Sub-20 e titular em oito dos nove jogos. Com seis gols e uma assistência, foi o artilheiro ao lado do atacante Vitor Roque, atualmente no Barcelona, e foi eleito o melhor jogador da competição.

O destaque foi tão grande que Ramon Menezes selecionou Andrey em sua primeira convocação como treinador interino da Seleção Brasileira principal, em março. O garoto fez sua estreia com a camisa pentacampeã mundial sendo titular no amistoso contra o Marrocos, mas pouco fez na derrota por 2 a 1 em Tânger e foi substituído no segundo tempo.

Entre maio e junho, o meia disputou outra grande competição como titular absoluto e capitão da Seleção Brasileira Sub-20: a Copa do Mundo da categoria. O Brasil foi eliminado nas quartas de final com uma derrota de virada por 3 a 2 para Israel na prorrogação, mas Andrey ao menos marcou dois gols e deu uma assistência.

Andrey Santos foi artilheiro e melhor jogador do Sul-Americano Sub-20 de 2023 (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

O Brasil está no Grupo A do Torneio Pré-Olímpico, junto de Venezuela, Colômbia, Bolívia e Equador. A estreia da equipe comandada por Ramon Menezes será no dia 23 contra a Bolívia, em Caracas. Os dois primeiros colocados do grupo avançam para a fase final, que determinará os dois representantes sul-americanos no futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Paris.

Atual bicampeão da modalidade, o Brasil vai em busca da classificação para, quem sabe, conquistar a medalha de ouro pela terceira vez consecutiva. Apenas Grã-Bretanha e Hungria ficaram três vezes no lugar mais alto do pódio com as equipes de futebol masculino em Jogos Olímpicos, mas não em edições seguidas.

Foto de Felipe Novis

Felipe Novis

Felipe Novis nasceu em São Paulo (SP) e cursa jornalismo na Faculdade Cásper Líbero. Antes de escrever para a Trivela, passou pela Gazeta Esportiva.
Botão Voltar ao topo