Inglaterra

De Bruyne chega a marca incrível e só podemos dizer: é um prazer vê-lo jogar

O Manchester City errou demais na defesa, mas Kevin De Bruyne fez a diferença para garantir a vitória sobre o Crystal Palace na Premier League

Neste sábado (6), o Manchester City venceu o Crystal Palace por 4 a 2, no Selhurst Park, pela 32ª rodada da Premier League. Com o resultado, os Citizens assumiram provisoriamente a vice-liderança do campeonato com 70 pontos, mas o Arsenal pode ultrapassá-los caso vença na rodada. Já os Eagles permanecem na 14ª colocação com 30 pontos, oito acima da zona de rebaixamento para a Championship.

De olho na decisão contra o Real Madrid pelas quartas de final da Champions League, Pep Guardiola mandou apenas alguns titulares a campo na Premier League. Contudo, quase o Manchester City se deu mal com a decisão diante do Crystal Palace. Isso porque os Citizens apresentaram erros bobos, que poderiam ter sido melhor aproveitados pelos Eagles.

E a regra é clara: quem não é eficiente contra o Manchester City, acaba pagando com uma derrota. O Crystal Palace não conseguiu fazer sua parte e acabou sendo goleado em casa. Com isso, os Citizens esperam que tenham gastado toda sua cota de vacilos contra os Eagles, já que os Merengues não teriam a mesma piedade com Guardiola e companhia se tivessem as mesmas chances de gol.

Kevin De Bruyne salvou o dia

Em uma partida repleta de erros defensivos do Manchester City, quem salvou o dia foi Kevin De Bruyne. Conhecido por ser o arco do time de Guardiola, o meia viveu um dia de flecha ao balançar as redes do Crystal Palace duas vezes na Premier League. Aliás, o belga chegou a marca de 100 gols com a camisa dos Citizens, cujo feito centenário não poderia vir em um momento melhor: fazendo a diferença contra os Eagles.

Como foi Crystal Palace x Manchester City pela Premier League

Do seu jeito de ser, o Manchester City nem se importou que estava fora de casa e começou dominando a posse de bola. O problema é que o Crystal Palace estava mais ligado na partida e aproveitou um erro duplo de John Stones. Primeiro, o zagueiro falhou na saída de bola no meio-campo. Depois, o inglês dos Citizens não acompanhou Mateta na corrida, o que permitiu com que os Eagles ficassem em vantagem nos primeiros minutos do 1º tempo.

Dali para frente, o Manchester City acordou para vida e se atirou ao ataque, sufocando o Crystal Palace, que até se defendia bem. Só que não dá para segurar a pressão de Pep Guardiola por muito tempo. E quem garantiu o empate para os Citizens foi Kevin De Bruyne, que acertou uma finalização primorosa no ângulo dentro da grande área. Entretanto, os Eagles fecharam ainda mais sua marcação.

Com uma linha de cinco defensor e quatro meio-campistas, o Crystal Palace ficava com nove jogadores dentro de sua própria área para dificultar a vida do Manchester City. E a estratégia deu certo. Mais do que isso, os Citizens continuaram vacilando lá atrás, o que quase rendeu mais gols para os Eagles. Rodri, que dificilmente erra, deu bobeira duas vezes, mas contou com a trave para impedir Jordan Ayew e Ortega Moreno para escapar da fogueira com um drible de letra.

Mudança de postura dá resultado

Para o 2º tempo, o Manchester City promoveu a entrada de Akanji no lugar de Gvardiol, cuja mudança serviu para resolver os problemas defensivos. Mais do que isso, a postura mais aguerrida no ataque deu resultado diante do Crystal Palace. Primeiro, Grealish cruzou da esquerda para a grande área. Os Eagles afastaram errado e a bola sobrou para Rico Lewis, que não desperdiçou e fez para os Citizens.

O Manchester City não quis dar sopa para o azar e se manteve no último terço à procura do gol. E ele veio após Grealish encontrar De Bruyne passando livre dentro da área em direção à linha de fundo. Mesmo pressionado pela marcação do Crystal Palace, ele cruzou para Haaland balançar as redes e dar fim a seu jejum. Pouco tempo depois, o craque belga acertou um lindo chute de primeira de fora da área para ampliar o placar.

Com a vantagem tranquila no jogo, os Citizens naturalmente diminuíram o ritmo, convidando os Eagles ao seu setor ofensivo. De novo, o Manchester City falhou lá atrás. De novo, o Crystal Palace não aproveitou todas as oportunidades que teve. Apesar disso, ainda deu tempo para Edouard descontar mais uma vez para os mandantes, dando números finais à 32ª rodada da Premier League.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo