Inglaterra

Arsenal aposta em mais um jovem ao contratar Takehiro Tomiyasu, um defensor com potencial e 22 anos

Desejado pelo Tottenham em outro momento da janela de transferências, Takehiro Tomiyasu é uma aposta interessante dos Gunners

O Arsenal acertou a contratação do zagueiro Takehiro Tomiyasu, do Bologna. O jogador, de 22 anos, chega por € 18 milhões (£ 15,5 milhões) e, assim, os Gunners liberaram Héctor Bellerín para ser emprestado ao Betis. O japonês é zagueiro, mas pode atuar também como lateral direito. O defensor assinou contrato até junho de 2025, com opção de mais um ano do clube. Ele vestirá a camisa 18 no clube.

LEIA TAMBÉM:
Willian construiu uma carreira de respeito na Europa antes de voltar para onde tudo começou
Aos 29 anos e sem clube, Wilshere está em uma encruzilhada na sua carreira: “Quando eu digo chega?”
Guia da Premier League 2021/22 – Arsenal: Hora de mostrar serviço

O jogador esteve no time olímpico do Japão, que foi até a semifinal em Tóquio 2020. Pela seleção principal do Japão, Tomiyasu já fez 23 jogos. Ele chegou à Itália em 2019, vindo do Sint-Truiden. Antes, jogou pelo Avispa Fukuoka, do Japão, de 2016 a 2018. Com 1,88 metro, é um jogador rápido e alto.

“Takehiro é um defensor forte com boa experiência na Serie A e em nível internacional. Ele é um defensor versátil com grandes qualidades defensivas, alta habilidade técnica e compostura com a bola”, descreveu o técnico do Arsenal, Mikel Arteta.

É o terceiro defensor a ser contratado pelo Arsenal nesta janela, depois de Ben White e Nuno Tavares. Todos eles com idades baixas, em uma política clara de aposta em jovens. O japonês tem 22 anos, Nuno Tavares tem 21 e o mais velho dessa leva é Ben White, com 23. Os outros contratados também são jovens: o goleiro Aarom Ramsdale, de 23; Alberto Sambi Lokonga, meio-campista de 21 anos; e Martin Odegaard, contratado em definitivo do Real Madrid, que tem 22.

O zagueiro Tomiyasu é uma opção interessante e é um jogador que pode dar retorno a longo prazo esportivamente. É um jogador com potencial, mas o Arsenal vive um momento difícil. Por isso, nenhum dos contratados chega pronto para resolver os problemas do clube. Resta saber se haverá tempo para  isso, se Arteta  é o nome para comandar esse processo e se haverá paciência.  

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo