Premier League

Ben White garante uma boa opção à zaga do Arsenal e promete mais no futuro, mas ainda assim seu preço parece salgado

Presente na última Eurocopa, após se destacar com Leeds e Brighton, White custou €58,5 milhões ao Arsenal

Depois de uma temporada decepcionante, o Arsenal precisa de bons reforços para melhorar suas perspectivas na Premier League. E se a defesa não foi tal mal assim nos números gerais, era preciso trazer nomes de mais peso ao setor. Mikel Arteta, então, contará com um dos zagueiros mais promissores da Inglaterra. Nesta sexta, os londrinos anunciaram a contratação de Ben White. O beque de 23 anos vem de duas ótimas temporadas, primeiro ajudando o Leeds em seu acesso, depois vestindo a camisa do Brighton. A ascensão o levou ao elenco da seleção inglesa na Euro 2020. Agora, desembarca no Estádio Emirates bem cotado, embora os €58,5 milhões pagos pareçam salgados.

Dispensado ainda na base pelo Southampton, Ben White se mudou ao Brighton depois disso e levou um tempo até se estabelecer no elenco principal das Gaivotas. Chegou a ser emprestado ao Newport County na quarta divisão em 2017/18, mas ainda não foi aproveitado quando retornou ao Brighton na temporada seguinte. Também passou meses com o Peterborough na terceirona. O zagueiro realmente estourou quando foi cedido ao Leeds e, sob as mãos de Marcelo Bielsa, virou um dos melhores de sua posição na Championship. Tornaria-se essencial na campanha que levou o clube de volta à Premier League.

O Leeds até queria a permanência de Ben White, mas o Brighton não aceitou negociá-lo e preferiu trazer o jovem de volta ao seu elenco. Foi uma decisão acertada, considerando a ótima temporada de estreia do defensor na Premier League. White fez um excelente campeonato com as Gaivotas em 2020/21 e se firmou como destaque no time de Graham Potter. O futuro estava aberto ao talento. E as primeiras convocações para a seleção inglesa auxiliaram nesta badalação. White participou de amistosos preparatórios antes da Euro 2020 e, diante do corte de Trent Alexander-Arnold, acabaria chamado para o torneio continental, ainda que não tenha entrado em campo nenhuma vez.

White se destaca por muitos predicados. É um beque regular e versátil, que pode atuar na esquerda ou na direita como zagueiro, além de ocupar também a lateral direita e a cabeça de área. Possui boa leitura de jogo e um nível técnico elevado para a sua posição, sobretudo pelos passes na construção. Além disso, demonstra um claro potencial. A maneira como evoluiu no Leeds gerou bastante interesse em seu futebol e o retorno ao Brighton serviu para a sua confirmação. Diante disso, o Arsenal resolveu levá-lo, ainda que o preço pareça alto demais por aquilo que White já fez na carreira.

Mikel Arteta comentou a contratação e indicou como Ben White, mais do que um zagueiro para o grupo atual, é um jogador em quem o clube confia para se moldar no futuro: “Ben é um defensor inteligente, que se sente muito confortável com a bola em seu pé e seu estilo se encaixa perfeitamente com o nosso. É claro, ele também é bastante jovem, então sua idade e seu perfil se casam com o que desejamos construir aqui. Todos nós estamos ansiosos para que Ben se torne central aos nossos planos futuros”.

Há uma necessidade do Arsenal na zaga, mesmo que existam urgências maiores em outras partes do campo. O clube teve a terceira melhor defesa da última Premier League, mas sem contar com tantos figurões. Gabriel Magalhães chegou bem na temporada passada, enquanto Rob Holding foi outra peça mais frequente. Com o fim do contrato de David Luiz, o intuito dos Gunners no mercado se tornou mais óbvio. White chega como um jogador para ser lapidado e tomar a posição por anos no Estádio Emirates, mas que lidará com a pressão pelos resultados desde já.

Tal procura do Arsenal por um zagueiro explica um pouco o valor alto da transferência. A lista de boas opções do clube é relativamente escassa, considerando as instabilidades recentes e a própria ausência nas copas europeias, o que afasta interessados. Além do mais, Ben White tinha um contato longo com o Brighton e preenche os requisitos como “homegrown player”. Acaba supervalorizado, por mais que surja como um atleta interessante e de futuro. Resta saber se conseguirá cumprir todas as expectativas, num clube de claros problemas durante os últimos meses.

Por enquanto, Ben White é a terceira contratação do Arsenal para a próxima temporada. Os Gunners se voltam aos jovens e trouxeram outros dois jogadores de 21 anos: o volante Albert Sambi Lokonga, do Anderlecht, e o lateral esquerdo Nuno Tavares, do Benfica. São apostas, que não indicam uma subida de nível imediata, embora tal melhora não dependa só do mercado. Mikel Arteta precisa reencontrar o fio da meada em seu trabalho, após perder a mão na temporada passada. Além disso, muitos pretensos protagonistas dos londrinos ficaram aquém de suas qualidades. Não à toa, as poucas boas notícias se concentraram em garotos como Bukayo Saka.

Durante os últimos dias, o Arsenal estampou manchetes indicando negociações com diferentes jogadores, de Jack Grealish a Aaron Ramsdale. O problema é que, neste momento, os Gunners estão bem distantes de figurar na primeira prateleira entre os clubes mais atrativos. Por mais que haja poder de compra, a preferência fica com outros concorrentes que têm maiores chances de títulos e de disputar a Champions. Até por isso, a reconstrução dos londrinos deve ser mais longa. Fechar com um jovem zagueiro deveria ser motivo para comemorar, ainda que o dinheiro desembolsado deixe uma pulga atrás da orelha se ele valerá tudo isso mesmo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo