Games

SEMANA ULTIMATE: TOTS da Bundesliga estão em pacotes com novo melhor segundo volante do jogo

Jude Bellingham é o grande destaque da Seleção, mesmo não tendo o maior overall

A Bundesliga é a segunda grande liga a receber seu Time da Temporada, com mais uma carta especial de Christopher Nkunku, do Red Bull Leipzig, e Jude Bellingham, do Borussia Dortmund, recebendo uma versão insana que passa dos 3 milhões de moedas em valor de mercado. Como não poderia ser diferente, o Bayern é o time de maior destaque, com 5 representantes.

Bellingham é destaque no TOTS da Bundesliga

Que absurdo de carta acaba de chegar! Jude Bellingham já era muito valorizado em sua versão Future Stars, de overall 93, e inclusive utilizado por vários jogadores profissionais. Nesta versão 96, o inglês se torna o melhor segundo volante do FIFA 22 e, na prática, pode jogar em todas as posições de linha no gramado. Ágil, rápido, técnico e intenso, Bellingham é o clássico “perfil Gullit” e vai dominar o meio campo. Caso consiga adquirir ou tirar em pacotes, nem de carta de entrosamento ele precisa – pode jogar no “Básico”.

O rei do Ultimate neste ano é Christopher Nkunku. O jogador do Red Bull Leipzig recebe sua décima segunda carta – recorde absoluto em apenas uma temporada. Nesta versão de classificação 96, o francês é um jogador extremamente versátil que pode atuar como volante, meia, ponta e até atacante. Apesar de ter dinâmica de jogo apenas média para defesa e ataque, Nkunku é muito intenso no campo e combina força física, velocidade e muita precisão em passe e chute. No momento até a carta está extinta do mercado, ou seja, quem conseguiu tirar não abre mão. A melhor opção de entrosamento é o “Âncora”.

Christopher Nkunku, do RB Leipzig (ANDY BUCHANAN/AFP via Getty Images)

Joshua Kimmich recebe sua versão TOTS, com classificação 97, e finalmente chega perto da meta do jogo. O alemão é opção como primeiro ou segundo volante, com ótima cobertura e firmeza nos embates individuais. Como tem baixa estatura e é muito ágil, consegue sair de problemas mesmo sem contar com ambidestria e ter apenas 3 de drible. para times da Bundesliga, ele é presença obrigatória na proteção aos zagueiros. A carta de entrosamento para ele é o “Caçador”.

Robert Lewandowski é o principal centroavante da liga no futebol real e também no virtual. Nesta versão 97, o polonês não atinge sua maior classificação da temporada – overall 98 na carta TOTY – mas recebe melhoria no uso da perna ruim e torna-se um jogador melhor com esta ambidestria. Com finalização impecável, Lewandowski apenas carece de um pouco de atenção por ser mais pesado. Para aqueles que gostam de um homem de referência, a carta é um prato cheio. A melhor opção de entrosamento é o “Motorzinho”.

Joshua Kimmich, do Bayern (Matthias Hangst/Getty Images)

Negociado com o Manchester City, Erling Haaland fez mais uma ótima temporada com o Borussia Dortmund e conquistou sua melhor classificação da história. Nesta versão 95, o norueguês recebe melhoria no uso da perna ruim e agora torna-se opção para comandar o ataque em times da liga alemã. Haaland é um jogador que se impõe fisicamente e utiliza bem o corpo para gerar finalizações. Tal qual Lewandowski, é aquele centroavante de referência que alguns adoram. A melhor opção de entrosamento para ele é o “Motorzinho”.

Depois de uma belíssima carta Future Stars, Florian Wirtz, do Bayer Leverkusen, volta aos holofotes com a nova versão TOTS de classificação 95. O alemão é aquela carta bem dentro da meta do jogo, combinando agilidade, velocidade e muita intensidade. Ele joga preferencialmente como armador, mas também pode ser tranquilamente utilizado como ponta ou segundo atacante. As opções de entrosamento são “Caçador” e “Falcão”.

Anthony Modeste, em sua carta especial no FIFA

Jogador TOTS Disponível por DME: Anthony Modeste

Anthony Modeste, do Köln, está disponível em versão TOTS por Desafio de Montagem de Elenco. O francês deixa para trás suas duas cartas prata, com classificação 72 e 73, e salta para o overall 95. É um jogador que apresenta bons números ofensivos, mas que peca na mobilidade – sendo uma verdadeira geladeira. Com Lewandowski e Haaland recebendo cartas especiais, não vale a pena investir no DME. Caso queira testar, o entrosamento é o “Motorzinho”. Curiosidade: a foto que está na carta mostra Modeste comemorando um gol com a boina de seu técnico, Steffen Baumgart.

Axel Witsel em sua carta especial no FIFA

Jogador Flashback Disponível por DME: Axel Witsel

Celebrando sua versão TOTS de 2019, Axel Witsel, do Borussia Dortmund, recebe uma versão Flashback de classificação 93. Com boa estatura e números defensivos ótimos, o belga torna-se uma opção interessante para dar sustentação ao meio campo. É uma carta muito equilibrada, que pode tanto pisar na área como ser o último homem da meiuca. O lado ruim da carta é a dinâmica de jogo, média para o ataque e para a defesa, podendo fazer com que o jogador não apresente tanta intensidade na gameplay. As melhores opções de entrosamento são o “Caçador”, para segundo volante, ou “Sombra” para primeiro.

Vincenzo Grifo é destaque

Jogador TOTS Disponível por Objetivos: Vincenzo Grifo

Vincenzo Grifo, do Freiburg, chega gratuitamente por objetivos na versão TOTS de overall 90. O italiano apresenta bons números ofensivos, mas peca na dinâmica de jogo – média para defesa e ataque – e no uso da perna ruim, apenas 3. podendo atuar na ponta e como segundo atacante, Grifo é veloz e tem boa finalização com a perna dominante. Como é gratuito, vale o teste e pode ajudar times híbridos ou da Bundesliga. A melhor opção de entrosamento é o “Falcão”.

Niclas Süle, em sua carta especial

Jogador Flashback Disponível por Objetivos: Niklas Süle 

Niklas Süle, do Bayern, foi bastante utilizado quando recebeu sua carta Showdown de overall 90 e agora chega em versão Flashback de classificação 92. Muito forte fisicamente, o alemão tem ótimos números defensivos e com o entrosamento “Sombra” torna-se também rápido. Os pontos de atenção da carta são agilidade e equilíbrio, que podem comprometer em embates contra atacantes meta. Como é gratuito por objetivos, vale demais o teste.

Foto de João Belline

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.
Botão Voltar ao topo