Games

SEMANA ULTIMATE: Capitães do FUT exaltam trajetórias de jogadores em um mesmo time

Os líderes do futebol recebem grandes impulsos neste novo evento

Depois de uma semana sem um evento nos formatos tradicionais, a nova campanha do FUT homenageia a trajetória de capitães e vice-capitães de clubes e seleções no primeiro time dos Capitão do FUT. Com jogadores em atividade e novas versões de Heróis, vemos uma injeção de algumas novas ótimas cartas no mercado de transferências e o retorno de um jogador marcante no FIFA 22: Antonio Di Natale.

Capitães Heróis

Antonio Di Natale é uma verdadeira lenda da Série A do Calcio e não poderia ser um melhor líder para o primeiro time. Formado pelo Emboli e com passagens por times de menor impressão, o italiano se consolidou na Udinese e nunca atuou em outra liga nacional. Di Natale já foi um terror antes na temporada e agora retorna com cinco pontos a mais de overall – além de upgrade no drible, que agora é o máximo. Caso tenha caixa para investir quase 3,5 milhões de moedas ou tenha a sorte de tirá-lo em pacotes, saiba que tem um senhor atacante ou meia nas mãos. Basta utilizar o “Falcão” nele e abusar da mobilidade e finalização impecáveis.

Diego Milito aparece como um dos capitães destacados em evento especial do FUT

Outros três Heróis receberam melhorias: Diego Milito, que, além de 5 pontos de classificação a mais,  também teve a liga alterada para a espanhola – por sua passagem pelo Zaragoza. Freddie Ljungberg, que agora se tornou ambidestro e pode ser mais letal próximo ao gol; e Clint Dempsey, que chega em ótima versão 91, mas que deve ser menos acessível pela nacionalidade estadunidense e a MLS, ambos sendo difíceis de garantir o link. Apesar de bem menos meta que Di Natale, estas três cartas são pelo menos úteis para todos os times. 

FUT Capitães

Melhor jogador da Ligue 1 em janeiro, Wissam Ben Yedder já irritou a defesa sem sua versão 88 e agora chega com 5 pontos a mais de classificação. O francês é letal dentro da área e, com a melhoria, agora aumenta seu raio de atuação – por ter mais stamina e finalizar melhor de fora da área. A melhor opção de entrosamento é o “Caçador” e é uma carta que qualifica qualquer time, mesmo os mais avançados.

Marco Reus viu seus companheiros Mario Götze e Robert Lewandowski deixarem o Borussia Dortmund, mas se manteve como líder dos aurinegros e hoje representa a mesma camisa há dez anos. O alemão apresenta uma carta muito equilibrada e que pode atuar em todas as posições do ataque. Reus pode ser arco e flecha, tornando-se obrigatório para aqueles que jogam com a Bundesliga. O melhor entrosamento para a carta é o “Básico”.

Tyrone Mings, do Aston Villa, recebe sua primeira carta competitiva da temporada FIFA 22. Nesta versão de overall 90, o inglês pode correr até 96 e torna-se uma boa opção de uma das principais ligas do jogo, a Premier League. Com ótimos números defensivos, o único ponto de atenção da carta é o equilíbrio e a alta estatura, que podem desestabilizar o zagueiro em algumas coberturas. O melhor entrosamento para a carta é o “Sombra”.

Em versões mais modestas, mas ainda apresentando ótimas cartas, três jogadores não custam nem 200 mil moedas e podem contribuir muito para times intermediários e básicos. Lorenzo Insigne é ótima opção para times da Série A, com ótima mobilização e sendo perigoso vindo de fora para dentro. Hugo Lloris é uma ótima opção para qualquer time, seja com entrosamento “Básico” ou “Luva”. Fabio Quagliarella é praticamente um convite romântico para dupla de ataque com Antonio Di Natale. É uma carta impecável no setor ofensivo e que entrega bem mais do que as 120 mil moedas indicam.

Jogador Capitão disponível por DME: Joaquín

Joaquín é uma lenda do Real Betis. Formado no clube, ele soma 14 anos pela agremiação e ainda representa as cores no alto dos seus 40 anos. Nesta primeira versão especial da temporada, o espanhol salta de uma carta ouro comum de overall 81 para uma belíssima carta especial 92. Com números impecáveis de mobilidade e passe, Joaquín pode atuar em todas as posições de ataque. Com o entrosamento “Motorzinho”, ele é potencializado para o lado do campo; com “Falcão”, para atuar centralizado e mais próximo ao gol. É uma boa opção para super-sub ou times híbridos.

Jogador Capitão entregue por Objetivos: Lars Stindl

Lars Stindl está disponível por um novo modo de amistoso que tem como pré-requisito atuar com todo o elenco constituído de jogadores de apenas um clube. Por esta dificuldade, poucos jogadores vão adquiri-lo. O alemão chega em versão especial de overall 89, com 4 de dribles e 4 de perna ruim. O jogador do Gladbach tem bons números ofensivos e pode ajudar times mais básicos ou intermediários com uma boa combinação de agilidade, velocidade, finalização e passe. Se tiver disposição, vale a pena o teste. O melhor entrosamento para a carta é o “Motorzinho”.

Mostrar mais

João Belline

Jornalista de formação, louco dos esportes por opção. Depois de muito escalar Cartola, jogar Winning Eleven, escrever escalação dos sonhos no caderno e topar o dedão na rua, falar sobre futebol virou uma necessidade. É mais um leitor que buscou espaço no time da Trivela e entende que futebol está acima do clube.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo