Ligue 1

Hakimi chega da Inter para preencher a lacuna que o PSG tinha na lateral

Marroquino deixa a Internazionale e chega com contrato de cinco anos e por € 60 milhões, mais adicionais por desempenho

O Paris Saint-Germain anunciou a contratação de Achraf Hakimi, de 22 anos, da Internazionale. O valor pago à Internazionale, segundo o L’Equipe, é de € 60 milhões, com adicionais por desempenho. O valor total potencial seria de € 71 milhões. O jogador assina um contrato de quatro anos, até junho de 2026. O marroquino fez uma grande temporada na Itália e chega para ser o dono de uma posição carente no PSG, que teve muitos jogadores, mas sem a qualidade de outras posições.

LEIA TAMBÉM: PSG revela camisa titular para 2021/22 com emblema da Jordan e sem a tradicional faixa vermelha

Hakimi é o segundo reforço do PSG na temporada. No dia 10 de junho, anunciou a contratação, sem custos, de Georginio Wijnaldum, que chega após o fim do seu contrato com o Liverpool. Se considerarmos que o PSG também exerceu a cláusula de compra do volante Danilo Pereira junto ao Porto por € 16 milhões, então Hakimi é o terceiro contratado. Danilo esteve emprestado ao clube parisiense na temporada passada.

Nascido em Madri, Hakimi é filho de marroquinos e entrou para as categorias de base do Real Madrid ainda com sete anos, em 2006. Jogou no time sub-19 dos espanhóis, jogou também pelo time Castilla, mas teve poucas oportunidades no time principal. Na temporada 2017/18, fez 17 jogos, dois gols e fez uma assistência. Mas era um reserva pouco utilizado. Até por isso, foi emprestado ao Borussia Dortmund por duas temporadas, em 2018.

Na Alemanha, ficou por dois anos e tornou-se um dos mais importantes jogadores do time aurinegro. Fez ótimas partidas, inclusive contra a Internazionale. Ao final da temporada 2019/20, a Internazionale o contratou por € 41 milhões. No clube italiano, tornou-se uma peça muito importante para o time de Antonio Conte, que usava três zagueiros e o marroquino virou uma alternativa ofensiva das mais relevantes. Seu destaque foi enorme e, por isso, chamou muito a atenção e atraiu o interesse de outros clubes.

Com a situação financeira da Inter muito deteriorada, como contamos por aqui, a Inter passou a precisar de uma grande venda para fechar as contas. O temor era que essa venda seria de Romelu Lukaku, artilheiro e melhor jogador do time na temporada. Hakimi, porém, foi o jogador buscado pelo PSG, que encontrou ali uma oportunidade de reforçar o seu já ótimo elenco com um jogador de características que precisava, de um clube que precisava vender.

Os € 60 milhões pagos são um valor muito mais baixo do que ele valeria em um clube que estivesse em uma boa situação financeira. Tanto que a Inter tentou negociá-lo por € 80 milhões, mas o PSG sabia que o clube italiano precisava da venda. Jogou para baixo o preço e consegue contratar um lateral que chega para ser titular absoluto e resolver o problema daquele lado do campo. Faltam bons laterais no PSG, mas, ao menos na direita, o time agora está resolvido.

Além de uma ótima contratação para uma posição que o dono era Alessandro Florenzi, que se mostrou esforçado, mas longe do que o time precisava, Hakimi já chega para jogar. O italiano, aliás, retorna à Roma, já que chegou à França por empréstimo. Chegou até em ser especulado para ser o próprio substituto de Hakimi em Milão, algo não confirmado – ao menos por enquanto.

Há um detalhe adicional bastante importante também: ele é um jogador que é da comunidade árabe. Paris é uma cidade cheia de imigrantes do norte da África, região onde fica o Marrocos, país que escolheu defender no futebol de seleções. A comunidade árabe em Paris é grande e importante e muitos são torcedores do clube. Ter um jogador identificado é muito relevante em vários aspectos, inclusive do ponto de vista do marketing.

“Eu sinto um grande senso de orgulho hoje. Depois da Espanha, Alemanha e Itália, o Paris Saint-Germain me oferece a chance de descobrir um novo campeonato com um dos mais prestigiosos clubes do mundo. Eu mal posso esperar para conhecer meus companheiros, os torcedores e viver a experiência das incríveis cores e paixões dentro do Parc des Princes. Eu compartilho as mesmas ambições da comissão técnica e meus companheiros e farei tudo que puder para entregar o que é esperado de mim”, declarou Hakimi.

“Nós estamos muito satisfeitos em contratar Achraf Hakimi para o Paris Saint-Germain hoje. O calibre desta contratação mostra o nível das nossas ambições. Nós continuaremos a construir algo muito especial. Achraf pode ter apenas 22 anos e já se estabeleceu como um dos mais talentosos laterais do mundo. Estes são os padrões que estabelecemos no clube. Eu sei que Achraf terá uma carreira fantástica conosco e todo o clube deseja ter todo sucesso com nossas cores”, disse o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi.

O PSG busca retomar a hegemonia na Ligue 1, já que o Lille conquistou o título francês na temporada passada. Além disso, trata como quase uma obsessão a conquista da Champions League, depois de chegar perto em 2019/20, quando perdeu a final para o Bayern de Munique, e em 2020/21, quando caiu nas semifinais para o Manchester City. Com Hakimi, o PSG certamente fica mais forte.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo